Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Copy of Globalização e a Regionalização da Economia

2º ano do Ensino Médio - 1º bimestre - Situação de Aprendizagem 4 (Globalização e regionalização econômica)
by

Thomaz Elias Barnezi

on 25 April 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Copy of Globalização e a Regionalização da Economia

Globalização e e a regionalização da economia O termo globalização se refere as práticas (políticas, econômicas, culturais, entre outras) que ocorrem na escala do globo terrestre... Tais práticas se devem ao avanço das técnicas, das ciências e das informacões
(desde 70's, com a Crise do Petróleo). Globalização e blocos econômicos:

diminuir o custo de produção (se instalar em lugares com baixos impostos e mão-de-obra barata, etc);
expandir os lucros das coorporações transnacionais (desenvolvimento de novas tecnologias);

-> as nações oferecem cada vez mais vantagens para conseguir receber capitais internacionais. Blocos econômicos:

Os países participantes desses blocos econômicos buscam fazer acordos regionais para facilitar o fluxo de capitais, serviços e mercadorias.

=> Ampliar os mercados para as empresas por meio da integração (aproximação ou união) dos ESTADOS-membros*.

=> Reforçar o aumento do comércio em escala global! Os primeiros blocos (70's) movimentaram 80 milhões de dólares.

A maioria dos blocos foi criada no início dos anos 1990, intensificando os fluxos econômicos.

Atualmente existe mais de centenas de acordos que movimentam
5,0 trilhões de dólares, aproximadamente. Com a globalização destas práticas, o mercado internacional tornou-se bastante competitivo.

Assim, é comum a disputa de mercados no âmbito global através da integração econômica de fronteiras nacionais... A globalização da economia... ...e a formação de blocos econômicos. Níveis de integração de um bloco econômico, segundo a Organização Internacional do Comércio:

Zona de Preferências Tarifárias: "Margem de preferência" (ALADI);
Zona de livre comércio: eliminação de taxas alfandegárias de 80,0 % de seus produtos/Regime de Origem dentro do bloco (NAFTA/ALCA);
União aduaneira: uso de uma mesma regulamentação comercial do bloco para com outras nações, como a Tarifa Externa Comum (MERCOSUL);
Mercado comum: padronização do livre comércio, livre circulação de capitais (empresas), serviços e pessoas e políticas comum (UE);
União econômica, política e monetária: política econômica coordenada uso de uma mesma moeda (UE - Zona do Euro). Geralmente estes blocos são formados por países vizinhos ou que possuam afinidades culturais ou comerciais e por países associados. Ficar de fora de um acordo comercial (acordos bilaterais/blocos econômicos) é como viver isolado do mundo comercial. Contexto: da ditadura ao mercado globalizado... depois de muitas tentativas.
O Mercado Comum do Sul foi oficialmente estabelecido em março de 1991 pelo Tratado de Assunção;
É formado pelos países: Brasil, Paraguai, Uruguai, Argentina e Venezuela. Estuda-se a entrada de novos membros, além de países associados (Chile, Bolívia, Colômbia, Equador e Peru) e países observadores (Nova Zelândia e México);
O pacto ainda não avançou na livre circulação de bens e serviços ou nas barreiras alfandegárias, devido às exceções feitas à TEC;
O comércio aumentou e estreitou-se as relações políticas e culturais (vide exemplos dos intercâmbios de estudantes);
ALCA: EUA (american way of life) X BRA (soberania brasileira).

=> O objetivo é, num futuro, estabelecer uma moeda única (?!). http://www.mercosur.int/show?contentid=10&channel=secretaria Contexto: do multilateralismo à formalização das relações comerciais regionais.
Fazem parte do Tratado Norte-Americano de Livre Comércio: Estados Unidos, Canadá, e México desde 1994, o qual prevê gradativa eliminação total das barreiras alfandegárias;
É a maior área do mundo de livre comércio (o PIB aumenta em até 0,5 % ao ano);
Uns defendem que este comércio regional beneficiou a economia mexicana e ajudou-a a enfrentar a concorrência representada pelo Japão e pela União Europeia. Outros defendem que apenas transformaram o Canadá e o México em "colônias" dos EUA, aumentando a pobreza no México e agravando o desemprego nos EUA, além de causar impactos não-econômicos negativos;
A expansão se daria pela criação da Área de Livre Comércio das Américas (ALCA), no entanto o BRA e a ARG temem por certas políticas de proteção econômica realizadas pelos EUA, em contrapartida este país desenvolve acordos bilaterais com outros países, como o Chile. UNIÃO ADUANEIRA IMPERFEITA?!
Falta de vontade política de seus membros... ZONA DE LIVRE COMÉRCIO http://www.naftanow.org/ Contexto: resistência à expansão socialista, reconstrução da Europa pós SGM => diversas tentativas de integração política (BENELUX, OCDE, CECA, CEE ou MCE e UE).
A União Europeia foi oficializada no ano de 1992, através do Tratado de Maastricht;
Atualmente são 27 países que formam este bloco: Alemanha, França, Irlanda, Holanda (Países Baixos), Bélgica, Dinamarca, Itália, Espanha, Portugal, Luxemburgo, Grécia, Áustria, Finlândia, Suécia, países do Leste Europeu e outros;
Possui uma moeda única (EURO - BCE), um sistema financeiro e bancário comum, bem como políticas trabalhistas, de defesa, de combate ao crime e de imigração em comum, além da cidadania europeia;
O Reino Unido não faz parte da Zona do Euro porque se considera economicamente "auto-suficiente", enquanto outros países não fazem parte da UE porque não têm condições econômicas consideradas estáveis;
Crise econômica: falta de coordenação política ao administar o endividamento público de países como a Grécia, Portugal, Espanha, Itália e Irlanda + desaceleração da economia mundial => com reflexo planetário.
=> Com a entrada dos países em negociação a UE poderá ser uma ameaça a hegemonia norte americana (ideia original). Da UA (1968) e do Mercado Comum (1986) à União política, econômica e monetária (1995) http://www.aladi.org/ Zona de Preferências Tarifárias *SISTEMA CAPITALISTA (neoliberal) - + Complexidade Contexto: abertura econômica, da ALALC a ALADI...
A Associação Latino-Americana de Integração foi instituída em 1980, por meio do Tratado de Montevidéu;
Países-membros: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Cuba, Equador, México, Paraguai, Peru, Uruguai, Venezuela. e Panamá. Estuda-se a adesão da Nicarágua;
Pode-se fazer acordos relacionados à integração econômica: de alcance parcial (entre alguns dos membros) => Mercado Comum do Sul (Mercosul) e à Comunidade Andina de Nações (CAN) ou de alcance regional (que envolvem todos os membros) => Cooperação e Intercâmbio de Bens nas Áreas Cultural, Educacional e Científica.
=> Promoção da integração da região latino-americana!!! "Estrutura organizacional " http://europa.eu/index_pt.htm Contexto: Japão, da tentativa de expansão militar (30's) ao desenvolvimento econômico (80's)...
A Cooperação Econômica da Ásia e do Pacífico foi criada em 1993;
Integram este bloco econômicos os seguintes países: Estados Unidos da América, Japão, China, Formosa, Coréia do Sul, Hong Kong, Cingapura, Malásia, Tailândia, Indonésia, Brunei, Filipinas, Austrália, Nova Zelândia, Papua Nova Guiné, Canadá, México, Rússia, Peru, Vietnã e Chile (muitas economias instáveis);
Somadas as produções industriais de todos os países, chega-se a metade de toda produção mundial;
Nacionalismo X Integragração.
=> Quando estiver em pleno funcionamento (previsão para 2020), será o maior bloco econômico do mundo. Relembrando: o papel da Organização Mundial do Comércio (OMC) dentro do contexto dos blocos econômicos:
servir de fórum para firmar acordos internacionais;
supervisionar a adoção dos acordos e implementação destes acordos pelos membros da organização (verificar as políticas comerciais nacionais);
Resolver controvérsias (duping, protecionismo disfarçado, subsídios, espionagem, etc). Teoricamente o comércio regional deve complementar e não ameaçar o funcionamento das atividades comerciais!!! Não confundir:

O termo BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) não se refere a um bloco enconômico*, mas sim a uma espécie de cooperação que visa alavancar suas economias em escala global. O mapa a seguir destaca três importantes blocos econômicos. Analise-o para responder as questões a seguir:

a) Identifique os blocos econômicos 1, 2 e 3, respectivamente.
b) Explique porque o funcionamento do bloco 1 poderia causar impactos negativos no país que lidera o bloco 3.
c) Cite os países membros do bloco econômico identificado pelo número 2 e explique em qual fase de integração ele se encontra. Para entregar na próxima aula:

Elabora um texto sobre a temática abordada. O texto deve:
1. Discorrer sobre a importância da formação dos blocos econômicos no contexto da globalização.
2. Explicar quais os níveis de integração econômica, segundo a Organização Internacional do Comércio. Dê exemplos de blocos econômicos que participam de cada um deles. Não esqueça de explicar como a ALCA pode impactar a economia brasileira e como a crise da UE afeta a economia mundial.
4. Citar pelo menos uma das funções da OMC em relação a estes tipos de comércios. UNESP – Mercosul, União Européia, Nafta são os exemplos mais conhecidos de blocos econômicos ou organizações internacionais definidas por um processo de integração econômica. Para que o processo se concretize, a teoria do comércio internacional define situações clássicas de intregração econômica. São elas:
A) União Aduaneira, Mercado Comum, pólos de atração de investimentos nas áreas de infraestrutura, Zonas de Tarifas preferenciais.
B) Zona de Livre Comércio, União Aduaneira, Mercado Comum, União Monetária e Econômica.
C) Zona de Preferências Tarifárias, Zona de Livre Comércio, União Aduaneira e pólos de atração de investimentos.
D) Zona de Livre Comércio, pólos de investimentos agrícolas, pólos de investimentos em infraestrutura, União Aduaneira.
E) União Econômica e Monetária, Zona de Prefências Tarifárias, Zona de Livre Comércio, pólos de investimentos em infraestrutura. Bom trabalho!!! Exercite mais os seus conhecimentos:
Leia o livro, procure outras fontes, compare as informações,
faça os exercícios e pratique sua cidadania!!! 07) Sony, Siemens, Revlon, Nike, Sansung, IBM, Adidas, JVC, Shell, etc, estão cada vez mais presentes na vida das cidades. Elas representam:
a) A mundialização do capital.
b) O poderio da robótica.
c) A vulgarização da internet.
d) O fortalecimento do mercado interno. Atividades: => Fazer frente a economia europeia!!! A economia mundial caminha rumo a uma economia sem fronteiras?

A economia global está, finalmente, definida? Para refletir: Zona de livre Comércio Do mundo bipolar*: Ordem geopolítica mundial pós SGM: Guerra Fria (1945)...
ESTADO => soberania nacional e o bem-estar social
países capitalistas (liderados pelos EUA);
países socialistas (liderados pelos US).
-> maior desestruturação política e econômica do segundo levou a vitória do primeiro.

Fim:
queda do Muro de Berlim (1989, marco da divisão destes "mundos") => Reunificação da Alemanha Oriental e Ocidental;
fim da US (1991) => 15 novas repúblicas => Comunidade dos Estados Independentes (CEI). Ao Mundo Globalizado: Nova Ordem Mundial (1990's):
Pax americana (mundo unipolar);
Megablocos regionais (mundo multipolar). Inimigos no plano econômico e militar EUA: potencial mundial!!! E no séc. XXI, com a internacionalização da economia... ainda é assim? Doutrina Monroe Outros blocos: http://www.camara.gov.br/mercosul/Organograma/mapab.html http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/b/bb/EC-EU-enlargement_animation.gif 30 maiores PIBs do mundo: http://www.terra.com.br/economia/infograficos/pib-mundial/ Novas economias => nova ordem... Globalização: Para entender melhor: www.revistatxt.teiadetextos.com.br/03/mauricio.htm
Full transcript