Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A CONTRIBUIÇÃO DA SOCIOLOGIA PARA A INTERPRETAÇÃO DA SOCIEDA

No description
by

on 10 April 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A CONTRIBUIÇÃO DA SOCIOLOGIA PARA A INTERPRETAÇÃO DA SOCIEDA

A CONTRIBUIÇÃO DA SOCIOLOGIA PARA A INTERPRETAÇÃO DA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA
Vimos que a sociologia surge no momento de mudança da sociedade feudal para a sociedade capitalista.
O contexto histórico para se compreender esse período é marcado, como vimos, por três revoluções:

Revolução científica;
Revolução francesa;
Revolução industrial.
Como essa transição foi marcada por vários problemas "sociais" (políticos, econômicos), alguns "filósofos" acharam que deveria ser fundada uma ciência que compreendesse essa realidade e que ela deveria ser fundada sob os mesmos preceitos que regiam as "ciências naturais". Alguns consideram Auguste Comte como o primeiro sociólogo... mas há controvérsias.
os métodos de análise sociológica da realidade social
Como em qualquer ciência, a sociologia necessita de um método. Método que irá "guiar" o cientista social na "compreensão" dos fatos sociais;
Os três clássicos da sociologia (Émile Durkheim, Max Weber, Karl Marx) utilizaram de um método próprio para a análise social. Estes três métodos são:

O funcionalismo ou método comparativo;

O método compreensivo;

O materialismo histórico e dialético.
O FUNCIONALISMO OU MÉTODO COMPARATIVO
É uma adaptação do método experimental das ciências Naturais para a análise da realidade dos fatos sociais;
O sociólogo francês Émile Durkheim é o precursor do uso deste método;
Características:

Observação de um fenômeno;
Formulação de hipóteses;
Experiências controladas com o objetivo de comprovar (ou não) as hipóteses;
Busca a formulação de Leis (regularidades) que permitam elaborar teorias explicativas sobre o fenômeno estudado.

O funcionalismo defende que as práticas sociais têm "função" (daí funcionalismo) na sociedade, como se a sociedade fosse um corpo e determinadas práticas fossem "órgãos" que mantivessem o "bom funcionamento" desse corpo.
Método compreensivo
Esse método é mais identificado com o sociólogo alemão Max Weber;
Ao contrário de Durkheim, acha que a realidade social é distinta da realidade natural e, por isso mesmo, necessita de um método próprio de análise;
Nesse sentido as ciências naturais procuravam "explicar" seus fenômenos, mas as ciências sociais (entre elas a sociologia) teriam a tarefa de "compreender" seus fenômenos;
Para ele cada cultura seria formada por valores compartilhados pelos membros dessa sociedade Tais valores seriam "interiorizados" pelos indivíduos dando "sentido" às suas ações, que seriam passíveis de interpretação (compreensão) por parte dos sociólogos.
O MATERIALISMO HISTÓRICO E DIALÉTICO
Tem como seu maior expoente o sociólogo/economista/filósofo (entre outras atividades intelectuais desempenhadas) Karl Marx;
Mescla a interpretação materialista da história com a análise dialética da realidade social, ou seja, para ele seriam as condições materiais da vida humana que determinariam as outras esferas da realidade socia (política, econômica, social, legal, cultural, etc);
Esse método proposto por Marx dividia a sociedade em Infraestrura social (a economia) e Superestrutura social (a política, a ideologia, os ordenamentos jurídicos, etc;
A sociologia e a interpretação da sociedade do século XXI
Como vimos, os três primeiros sociólogos, chamados de "clássicos" (Durkheim, Weber e Marx) procuraram entender a sociedade no período de transição do feudalismo para o capitalismo. Mas, e hoje, quais são algumas correntes sociólogicas mais influentes?
Manuel Castells:

Vê que a economia atual é formada por um processo de "interdependência global que transformou radicalmente as antigas formas de relação entre economia, Estado e sociedade.
As mudanças de caráter econômico, cultural e político devem ser analisadas em relação às transformações tecnológicas de informação, pois o fluxo de informações altera os padrões de reprodução social, resultando em constantes e significativas mudanças no tecido social"
O objeto de estudo principal de Manuel Castells é o que ele chamou de "sociedade em rede" ou "sociedade informacional"
Zigmunt Bauman, sociólogo polonês:
Acredita que os parâmetros que construíram a modernidade a partir da Revolução Francesa perderam sua eficácia;
Sociologia no Brasil: procurou estabelecer uma relação entre o processo de formação nacional (desde o tempo das colônias) e os problems presentes
Octávio Ianni, sociólogo paulista:
Interpretou o Brasil a partir do método proposto por Marx (o materialismo histórico e dialético), para ele as relações sociais no Brasil são relações de conflito e contradição. No final de sua vida acadêmica se preocupou com os problemas ocutos do capitalismo e da globalização;
Luiz Antônio Machado da Silva sociólogo carioca:
Estudou os diversos tipos de sociabilidade urbana;
Um de seus estudos mais proeminentes é sobre a "sociabilidae violenta"
https://prezi.com/tpumxuyeyjdt/edit/#57_25625285
Full transcript