Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Integração: Normas e Boas Práticas de Biossegurança - NR 32

Treinamento aplicado para os colaboradores da Fundação Hemocentro de Ribeirão Preto e suas unidades.
by

Romulo Machado Ferreira

on 29 September 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Integração: Normas e Boas Práticas de Biossegurança - NR 32

BIOSSEGURANÇA
É a condição de segurança alcançada por um conjunto de ações destinadas a prevenir, controlar, reduzir ou eliminar riscos inerentes às atividades que possam comprometer a saúde humana, animal, vegetal e o ambiente.
BIOSSEGURANÇA
Classe de Risco 1 - O risco individual e para a comunidade é baixo.

Classe de Risco 2 - O risco individual é moderado e para a comunidade é limitado.

Classe de Risco 3 - O risco individual é alto e para a comunidade é limitado.

Classe de Risco 4 - O risco individual e para a comunidade é elevado.

Classe de Risco especial - O risco de causar doença animal grave e de disseminação no meio ambiente é alto.
O nível de biossegurança exigido para um ensaio será determinado pelo agente biológico de maior classe de risco envolvido no ensaio.
CLASSIFICAÇÃO DOS AGENTES BIOLÓGICOS
Existem quatro níveis de Biossegurança:
NB-1
NB-2
NB-3 NB-4
A classificação levará em conta o maior grau de contenção e complexidade do nível de proteção.
Patogenicidade x Virulência x Endemicidade x Terapêutica eficaz
Risco individual e risco coletivo limitado
Medidas eficazes de prevenção e tratamento
.
Área física
As portas dos laboratórios devem possuir
placas de identificação
de:
área restrita, nível de biossegurança e símbolo internacional de risco biológico
(identificação de transgênico quando pertinente).
Segundo o MINISTÉRIO do TRABALHO:
MT nº 3.214, de 8/6/1978, os RISCOS ambientais são divididos em: riscos físicos, químicos, biológicos, ergonômicos e de acidentes.
Riscos Físicos:
ruídos, vibrações, radiações ionizantes e não ionizantes, calor, frio, pressões anormais e umidade.
Riscos Químicos:
poeira, fumos, névoas, neblina, gases, vapores, substâncias, compostos ou produtos químicos em geral.
Riscos Biológicos
: bactérias, vírus, protozoários, fungos, parasitas e bacilos.
Riscos Ergonômicos
: esforço físico intenso, levantamento e transporte manual de peso, exigência de postura inadequada, rítmos excessivos, trabalho noturno, monotonia e repetitividade.
Riscos de Acidentes
: esforço físico inadequado, máquinas e equipamentos sem proteção, ferramentas inadequadas ou defeituosas, iluminação inadequada, probabilidade de incêndio ou explosão, armazenamento inadequado, animais peçonhentos, quedas, materiais perfurocortantes, etc.
AS BASES LEGAIS

Constituição Federal
Lei Orgânica da Saúde
Ministério da Saúde
Ministério do Trabalho e Emprego
Ministério da Previdência Social
ANVISA
Deverá ser organizada de maneira a ficar disponível e de fácil acesso, os materiais, equipamentos e reagentes a serem utilizados na rotina.
Área física
Devem ser mantida a limpeza e a organização do laboratório.
ERRADO
CERTO
Característica do Manual
Estar descritos de forma clara e completa;
Normas devem ser atualizadas regularmente;
Deve estar disponível em local de fácil acesso;

CERTO
ERRADO
Área física
Manter as janelas fechadas em locais servidos de ar condicionado evitando a circulação de ar e entrada de insetos;
Quando necessário controle de incidência de raios solares deve-se utilizar película protetora.
É proibido o uso de carpetes, cortinas, persianas ou similares, recomendando-se, quando necessário, a utilização de películas protetoras ou outras formas para controle da incidência de raios solares.
CERTO
ERRADO
Área física
Manter a temperatura ambiente entre 20ºC e 24ºC nos laboratórios, coleta e área climatizada do almoxarifado.
Área física
Proteger as bancadas com papel resistente nos locais onde são realizados procedimentos com manipulação de reagentes e/ou material biológico na forma livre.
CERTO
ERRADO
Área física
Identificar as tomadas e os equipamentos quanto a voltagem.
Área física
Disponibilizar equipamentos de proteção coletiva (EPC) nas áreas de risco.
O laboratório deve possuir dispositivos de emergência para lavagem dos olhos e deve ser prevista a presença de chuveiros de emergência próximos ao laboratório.
Considerações Gerais
Objetos pessoais devem ser guardados em armário individual localizado no vestiário exceto celulares que podem ser mantidos nas áreas num local limpo reservado para este fim.
Deve possuir local fora das áreas laboratoriais para guarda de pertences e troca de roupas.

CERTO
CERTO
ERRADO
Considerações Gerais
Todos os procedimentos devem ser conduzidos com o máximo de cuidado, evitando-se a formação de aerossóis ou respingos.
CERTO
ERRADO
Considerações Gerais
Em áreas de circulação restrita só deve ser permitida a entrada de pessoas autorizadas.
O acesso ao laboratório deve ser limitado mediante autorização e não será permitido a crianças e animais.
Considerações Gerais
É proibida a presença de plantas, animais e crianças nas áreas restritas.
É proibido manter alimentos e plantas que não sejam objetos de análise do laboratório.
PROIBIDO !
PROIBIDO !
Considerações Gerais
É proibido fumar, beber ou comer nas áreas de trabalho.
É proibido comer, beber, fumar e aplicar cosméticos (maquiagem, cremes, dentre outros) nas áreas de trabalho do laboratório.
PROIBIDO!
PROIBIDO!
PROIBIDO!
Considerações Gerais
Os alimentos diários devem ser mantidos em geladeiras no refeitório.
Considerações Gerais
Só poderão ser abertas com luvas, as portas que possuírem puxadores exclusivos e identificados para este fim.
CERTO
ERRADO
Considerações Gerais
É proibido o uso de aparelho telefônico com luva.
PROIBIDO!
Considerações Gerais
O uso de microcomputadores e terminais deve ser realizado sem uso de luvas. Quando o uso for indispensável o equipamento deve ser protegido com filme plástico.
CERTO
ERRADO
Considerações Gerais
Nunca usar vidrarias trincadas ou quebradas.
As vidrarias quebradas não devem ser manipuladas diretamente com a mão, devem ser removidas por meio de meios mecânicos.
Considerações Gerais
O procedimento de pipetagem deve ser realizado utilizando dispositivos mecânicos auxiliares, tais como: peras de borracha, pipetadores automáticos, etc.
É proibido levar qualquer objeto à boca no laboratório, a pipetagem deverá ser realizada com dispositivos apropriados, nunca com a boca.
CORRETO
PROIBIDO!
CORERTO
Considerações Gerais
Deve haver sempre kit de 1º socorros nos locais de acesso as áreas críticas;
As caixas de primeiros socorros devem ser inspecionadas pela segurança e/ou CIPA mensalmente e registrada na planilha de inspeção.
Área física
Manter fechadas as portas dos laboratórios durante as rotinas de trabalho.
As portas do laboratório devem permanecer fechadas quando os ensaios estiverem sendo realizados, e trancadas ao final das atividades.
Imunização
Todos os profissionais que participam das atividades do Hemocentro devem ser submetidos à vigilância médica e incluídos em Programas de Imunização (Tétano/ Difteria e Hepatite B).

Considerações Gerais
É obrigatória a lavagem das mãos antes e após a manipulação de material biológico e ao deixar as áreas de trabalho.

As pessoas devem lavar as mãos antes e após a manipulação de agentes de risco e antes de saírem do laboratório.(MS)

PARAMENTAÇÃO/ EPI
Óculos de proteção, Protetor facial e Máscara descartável
Utilizar obrigatoriamente óculos de proteção e máscara descartável ou protetor facial e máscara descartável em procedimentos que exponham o colaborador ao risco biológico e químico.
Luvas
Utilizar obrigatoriamente luvas para todos os procedimentos que envolvam manipulação de material biológico e/ou produto químico.
Japona, calça e luva
Utilizar obrigatoriamente japona, calça e luva especial para entrada na câmara fria (ambientes com temperaturas abaixo de 10ºC).
Luvas
Utilizar obrigatoriamente luvas especiais para manipulação de peças quentes e frias.
Condições Gerais
Não utilizar jalecos e aventais quando não estiverem executando procedimentos fora das áreas de trabalho.
ERRADO
ERRADO
Calçados
Utilizar obrigatoriamente sapatos fechados nas áreas de laboratórios, assistenciais e copa.
É obrigatório o uso de calçados fechados que possam proteger contra acidentes.
Condições Gerais
Prender cabelos longos durante a manipulação de materiais considerados potencialmente contaminados.
CORRETO
ERRADO
Condições Gerais
Manter as unhas curtas e limpas.
CORRETO
ERRADO
LIMPEZA E DESINFECÇÃO
Limpeza e desinfecção
Proteger as bancadas com papel resistente nos locais onde são realizados procedimentos com manipulação de reagentes e/ou material biológico na forma livre.
No laboratório, as superfícies de trabalho devem ser descontaminadas ao final de cada turno de trabalho e sempre que ocorrer derramamento de material biológico. (MS)
Limpeza e desinfecção
Seguir a periodicidade estabelecida na planilha de rotina de limpeza e desinfecção de equipamentos e registrá-la no Cronograma de Limpeza.
A limpeza dos equipamentos deverá ser registrada no “Cronograma de Limpeza de Equipamentos”
Limpeza e desinfecção
Todo equipamento com presença de matéria orgânica ou sujidade que precise de manutenção in loco ou enviado a Gestão de Equipamentos para manutenção, deverá ser limpo e desinfectado externamente com álcool 70% (3 vezes) e identificado com
etiqueta de “Limpo e Desinfectado para Manutenção”(Anexo V)
. Os procedimentos
deverão ser feito pela área solicitante.
RESÍDUOS
Resíduos
Segregar e acondicionar os resíduos conforme a
Planilha de Descarte de Resíduos
visando o correto manejo desses, conforme o Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviço de Saúde (PGRSS) da Instituição.
Todos os resíduos devem ser descartados segundo normas legais e técnicas vigentes e em cumprimento ao Plano de Gerenciamento de Resíduos da Instituição. (MS)
Objetivos do Gerenciamento de resíduos
Proteção dos trabalhadores;
Preservação da saúde pública;
Preservação dos recursos naturais;
Preservação do meio ambiente.
TRANSPORTE
É vedado, em qualquer hipótese, transportar amostras de material humano, bem como recipientes contendo resíduos infectantes no compartimento dianteiro dos veículos automotores para transporte.
CORRETO
ERRADO
ARMAZENAMENTO
A armazenagem de materiais não deve prejudicar a ventilação, iluminação e o trânsito;
Ao estocar materiais, mantê-los em alinhamento com as áreas sinalizadas.
Para estocagem de grandes volumes e das demais substâncias e materiais, deve haver um local em condições adequadas, fora das áreas laboratoriais, e em concordância com as normas legais e técnicas vigentes. (MS)
CORRETO
ERRADO
Armazenamento
Material inflamável deve ser armazenados em áreas físicas apropriadas.
Os armários devem ser ventilados, ao abrigo da luz e calor;
Evitar incompatibilidade na estocagem de produtos perigosos;
As substâncias perigosas, os líquidos e os frascos grandes (galões) devem ser armazenados nas prateleiras baixas, se possível, rente ao chão;
Substâncias em geral devem ser estocadas considerando a possibilidade de incompatibilidade, pois muitas reagem entre si, gerando produtos altamente tóxicos e letais.
ACIDENTES DE TRABALHO
Lei 8.213/91
Art. 19.
 Acidente do trabalho é o que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da empresa ..., provocando lesão corporal ou perturbação funcional que cause a morte ou a perda ou redução, permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho.
§ 2º
 Constitui contravenção penal, punível com multa, deixar a empresa de cumprir as normas de segurança e higiene do trabalho.
CONTRATO DE TRABALHO
NR 32
32.2.3.5
Em toda ocorrência de acidente envolvendo riscos biológicos, com ou sem afastamento do trabalhador, deve ser emitida a Comunicação de Acidente de Trabalho – CAT.
e) a obedecer as ordens e substituições de serviço, não só no que se refere às rotinas do serviço, como também à disciplina interna;

g) submeter-se a exame médico, tantas vezes quanto julgar o EMPREGADOR necessárias.
CLÁUSULA I - O EMPREGADO(A) se compromete:
O não cumprimento ao disposto nas cláusulas e ítens contratuais do presente, constituirá justa causa para fins de rescisão.
CLÁUSULA X -
Acidentes com Material Biológico
Acidentes com perfurocortantes de origem desconhecida ou contendo matéria orgânica ou exposição de mucosas a material biológico.
Lavar o local abundantemente com água e sabão ou soro fisiológico;
NUNCA esfregar o local ou usar PVPI ou outros anti-sépticos ou abrasivos;
Não é necessário utilizar água oxigenada;
A vítima deve retirar suas roupas de proteção (jalecos, luvas);
Informar a pessoa responsável pelo setor sobre a causa do ferimento e sobre os possíveis microorganismos envolvidos;
Identificar o fonte.
Acidentes com Material Biológico
Havendo o fonte colher 10 ml de amostra em tubo sem anticoagulante;
Utilizar amostra da soroteca caso o fonte não seja localizado;
Caso haja resultado de exames laboratoriais para hepatites e HIV até 20 dias antes do acidente de trabalho, não é necessário colher amostra;
No caso de fonte desconhecido informar na consulta médica;
Consultar um médico no prazo máximo de 2 horas após o acidente, conforme locais definidos no MB;
Providenciar a CAT - Comunicação de Acidentes do Trabalho.
Acidentes com Material Biológico
Unidades localizadas em Ribeirão Preto
Dirigir-se a UETDI do Hospital das Clínicas;
Após atendimento dirigir-se imediatamente ao Recursos Humanos para realização dos procedimentos administrativos referentes ao acidente de trabalho de acordo com o vínculo empregatício. Caso não seja dia útil procurar o RH no primeiro dia útil após o acidente;
Não há necessidade de coleta de amostras do acidentado, pois será colhido na UETDI.
Frascos de cultura e recipientes contendo material biológico quebrados ou derramados:
Sinalizar o local;
Frascos de cultura e recipientes de material biológico, quebrados ou derramados deverão ser retirados com auxílio de toalha de papel ou pano, que serão descartados em recipiente apropriado para resíduo infectante ou pérfuro cortante;
Descontaminar o local com solução de hipoclorito de sódio a 1% deixando a solução agir pelo prazo mínimo de 20 minutos;
Limpar a área com água e sabão.
Todas as atividades exigem o uso de EPIs.

Acidentes com Material Biológico em contato com pele íntegra, lavar a área com água e sabão. Dirigir-se ao local de atendimento do município para avaliação médica.

AVALIAÇÃO
Imagem 1
Imagem 2
Imagem 3
Imagem 4
Imagem 5
Imagem 6
Imagem 7
Imagem 8
Imagem 9
Imagem 10
Classificação
Grupo A

Resíduos Biológicos: resíduos com possível presença de agentes biológicos;
Grupo B
Resíduos Químicos: resíduos contendo substâncias químicas que apresentam risco a saúde humana e ao meio ambiente;
Grupo C
Rejeitos Radioativos: rejeitos radioativos quaisquer materiais resultantes de atividades que contenham produtos radioativos.
Grupo D
Rejeitos Comuns: são resíduos sólidos urbanos - não necessitam de processos diferenciados;
Grupo E
Perfurocortantes: São objetos e instrumentos contendo cantos , borbas, pontos rígidas e agudas, capazes de cortar ou perfurar.

Comunicação do Acidente do Trabalho
CAT - É OBRIGAÇÃO LEGAL E DEVERÁ SER FEITA ATÉ O 1º. DIA ÚTIL APÓS O ACIDENTE.
TIPOLOGIA
Típico: o acidente sofrido pelo segurado no local e horário de trabalho.

Trajeto: no percurso da residência para o local de trabalho ou deste para aquele.
ACIDENTES DE TRABALHO
Os itens mínimos que compõem o kit de primeiros socorros são:
Limpeza e desinfecção
Todo material utilizado nas áreas, e enviado para processamento na Central de Material deverá ser segregado de acordo com o risco biológico:
Caixa preta:

Todo material utilizado nas áreas que não apresentem risco de contaminação por agentes biológicos ao manipulador.
Caixa branca com simbologia de infectante:
acondicionar material utilizado que teve contato com matéria orgânica que apresente risco de contaminação para o manipulador.
TRANSPORTE
Acidentes com Material Biológico
Unidades Externas:
Logo após a ocorrência do Acidente de Trabalho comunicar o ocorrido a Gerência de Recursos Humanos/ Segurança do Trabalho, através do preenchimento do impresso Comunicado Interno de Acidente de Trabalho que será preenchido em formulário digitalizado e enviado por email, posteriormente o envio o funcionário deverá imprimir o formulário, assinar e enviar a gerencia de Recursos Humanos via malote.
Acidentes com Material Biológico
Email disponíveis para envio das notificações:
segtrab@hemocentro.fmrp.usp.br
Dirigir-se ao local de atendimento do município;

Após atendimento comunicar imediatamente o Recursos Humanos para realização dos procedimentos administrativos referentes ao acidente de trabalho. Caso não seja dia útil procurar o RH no primeiro dia útil após o acidente.

Núcleo de Hemoterapia de Fernandópolis:
Centro de Atendimento a Doenças Infecto-Contagiosas e Parasitárias – CADIP sito a Avenida Brasília, 756 atendimento das 07:00 as 17:00 e das 19:00 as 23:00 horas. Fora dos horários de atendimento do CADIP, encaminhar-se para a Santa Casa de Fernandópolis, sito a Avenida Afonso Castro, 2630.
Unidades Externas:
Unidades Externas:
Núcleo de Hemoterapia de Franca:
Posto de Saúde, Rua Ouvidor Freire, 2109 – Centro e após 13:00h de 2a à 6a e finais de semana (24 hs): Pronto Socorro Dr. Janjão, Rua Aloízio P. Ferreira, 3910. De 2a 6a até às 13 horas.
Unidades Externas:
Núcleo de Hemoterapia de Presidente Prudente:
Santa Casa de Misericórdia de Presidente Prudente sito à Rua Wesceslau Bráz, 05 – Vila Euclides atendimento 24 horas.
Núcleo de Hemoterapia de Araçatuba:
Pronto Socorro Municipal sito à Rua Dona Ida, 1350 – Bairro Santana atendimento 24 horas.
Unidade de Hemoterapia de Batatais:
UETDI do HC de Ribeirão Preto.
Unidade de Hemoterapia de Serrana:
UETDI do HC de Ribeirão Preto.
Unidade de Hemoterapia de Bebedouro:
Unidades Externas:
Hospital Maria Júlia Pinto Caldeira - Avenida Raul Furquim, 2010 – Jardim Júlia.
Agência Transfusional de Jales:
Centro de Saúde de Jales “Postão”- Rua Sete, 2720 – Centro.
Agência Transfusional de Santa Fé do Sul
Pronto Socorro – Consórcio Intermunicipal de Saúde da Alta Araraquarense – CIMSA – Rua 16, 195, - Centro.
Acidente de Trabalho
Comunicar imediatamente o acidente ocorrido ao seu Chefe Imediato e/ou ao Técnico de Segurança no Trabalho através do impresso Comunicado Interno de Acidente de Trabalho (Anexo I) relatando as perdas havidas e fornecendo a maior quantidade de informações possíveis a respeito das causas que deram origem à ocorrência;
(Prazo máximo para apresentação da comunicação será de um dia útil após a ocorrência do mesmo)
.
Sempre que ocorrer um evento não desejado e inesperado que resultar em lesão, enfermidade ocupacional, danos à propriedade e outras perdas, devem ser seguido o seguinte procedimento:
O que fazer em casos de acidente?
MANUAL DE BIOSSEGURANÇA
Tem por objetivo padronizar normas a serem seguidas no Hemocentro RP e suas unidades externas a fim de atender o conceito de Biossegurança.
Manter os corredores livres de objetos que possam interferir no trânsito ou na evacuação da área em situação de emergência.
Área física
É obrigatório utilizar todos os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para proteção dos riscos existentes das atividades e/ou procedimentos, conforme PORH008.
MOD 3
Transporte de Material Biológico
É responsabilidade do condutor
executar as atividades necessárias para o transporte de cargas biológicas
em segurança e nas condições adequadas
para o material transportado, bem como t
omar as providências cabíveis em caso de acidentes
ou outras ocorrências eventuais durante o transporte, conforme POT 004.
Identificação para Transporte
Substâncias Perigosas Diversas
(para transporte)
Gelo Seco
Resolução - RDC Nº 20, DE 10 DE ABRIL DE 2014: Dispões sobre regulamento sanitário para o transporte de material biológico humano.
Foi inserido:
Planilha de indetificação para transporte de produtos
Transporte de Material Biológico Para:
Amostras

Embalagem externa (recipientes terciários)
Na parte externa dos Recipientes terciários, deverá conter a identificação de
Substância Biológica de Categoria B – UN 3373
, o desenho de
seta indicativa

vertical apontada para cima
de maneira a caracterizar a posição adequada de transporte, além da
identificação do remetente
.

Para o transporte que contenha
gelo seco
como material de conservação e preservação que ofereça risco durante o processo de transporte, a caixa/ embalagem deverá conter identificação de
Risco da Classe 9 – Substâncias Perigosos Diversos
e
UN 1845 DRY ICE/ GELO SECO peso______Kg
(peso informado refere-se somente ao gelo seco).

Para o transporte que contenha
nitrogênio líquido
,
líquido criogênico
ou
gás não inflamável
como material de conservação e preservação que ofereça risco durante o processo de transporte, a caixa/ embalagem (dry shipper) deverá conter identificação de
Risco da Classe 2 – Gás Não Inflamável Não Tóxico e de “Contém Criogênico Líquido”.
Transporte de Material Biológico Para:
bolsas de sangue total, hemocomponentes e produtos criopreservados

Embalagem externa (recipientes terciários)
Na parte externa dos Recipientes terciários, deverá conter a identificação de
Espécime Humana de Risco Mínimo
, o desenho de
seta indicativa

vertical apontada para cima
de maneira a caracterizar a posição adequada de transporte, além da
identificação do remetente
.

Para o transporte que contenha
gelo seco
como material de conservação e preservação que ofereça risco durante o processo de transporte, a caixa/ embalagem deverá conter identificação de
Risco da Classe 9 – Substâncias Perigosos Diversos e UN 1845 DRY ICE/ GELO SECO peso______Kg
(peso informado refere-se somente ao gelo seco).

Para o transporte que contenha
nitrogênio líquido, líquido criogênico ou gás não inflamável
como material de conservação e preservação que ofereça risco durante o processo de transporte, a caixa/ embalagem (dry shipper) deverá conter identificação de
Risco da Classe 2 – Gás Não Inflamável Não Tóxico e de “Contém Criogênico Líquido”.
Identificação para Transporte
Substâncias Perigosas Diversas
(para transporte)
Gelo Seco
Novos Símbolos e Indicações de Perigo das Substâncias e Misturas
1. PERIGOSOS FÍSICOS
EXPLOSIVO
INFLAMÁVEL
OXIDANTE / COMBURENTE
GÁS SOB PRESSÃO
Novos Símbolos e Indicações de Perigo das Substâncias e Misturas
2. PERIGOS PARA A SAÚDE
CORROSIVO
MORTAL / TÓXICO
NOCIVO/ IRRITANTE
MUTAGÊNICO / CARCINOGÊNICO
Novos Símbolos e Indicações de Perigo das Substâncias e Misturas
3. PERIGOS PARA O MEIO AMBIENTE
TÓXICO OU NOCIVO
(PARA OS ORGANISMOS AQUÁTICOS)
PLanilha de indicação de perigo das substâncias e misturas símbolo novo x antigo

Transgênico
Full transcript