Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Filosofia da Ciência

3 Em
by

Silvia Beltrane Cintra

on 21 March 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Filosofia da Ciência

Projeto Genoma Humano
E o vestibular?
3EM - Aula 1: Filosofia da Ciência
A filosofia da ciência estuda e examina os métodos e os fundamentos da ciência, interroga a própria ciência, busca discurtir seus métodos, procedimentos, legitimidade e os fundamentos de suas conquistas.
A maneira como compreendemos a a ciência atualmente vem sendo elaborada desde o século XVII, com a Filosofia moderna, esta passou a entender a realidade como um sistema de causas e efeitos, podendo ser reconhecidos e explicados pelo homem.
Copérnico, Galileu e Newton criaram novos modelos científicos na Astronomia e na Física. A ciência passa então a ser um teoria baseada na observação e no experimento (base empírica), capaz de compreender, prever, explicar e controlar a natureza. A base empírica e as ferramentas lógicas (indução) constituem elementos fundamentais para a construção das hipóteses científicas.
Indução (método indutivo): proposto pelo filósofo Francis Bacon para a busca do conhecimento. O objetivo é partir de dados singulares para chegar a um enunciado universal. Ex: sabemos que o cobre é condutor de eletricidade; descobrimos que o ferro é um condutor de eletricidade, concluímos então que todos os metais são condutores de eletricidade.
O cientista cria hipóteses e lança suas redes sobre o mundo, cabe à filosofia da ciência tentar tornar as malhas da rede cada vez mais finas, ou seja, tornar os métodos e os procedimentos da ciência cada vez mais confiáveis e precisos.
Filosofia Aristotélica:
espaço é qualitativo e finito
Copérnico:
espaço é quantitativo e infinito.
O mundo pode ser explicado racionalmente e a natureza passa a submeter-se ao homem.
Resposta:
[A]
Em geral, a ciência estabelece um método de pesquisa racional que busca a construção coletiva de conhecimentos refletidos e seguros sobre a variedade da natureza, e, também, de conhecimentos esclarecedores sobre os fenômenos que nos parecem familiares. Sendo assim, a ciência possui uma base racional fundante a qual todo homem pode ter acesso e, desse modo, todos podem participar. Ela possui, além disso, como objeto de pesquisa a perplexidade do homem perante a variância de alguns fenômenos naturais e a permanência de outros, e como objetivo da pesquisa harmonizar estas diferenças em equilíbrios dinâmicos através de conceitos e sistemas de conceitos justificados da melhor maneira possível, isto é, pela construção de experimentos controlados e avaliações imparciais.
Questões de vestibulares disponíveis no blog SocioFilo2012 http://sociofilo2012.blogspot.com.br/2013/02/3em-exercicios-filosofia-da-ciencia.html
Fonte: DIMENSTEIN, Gilberto, et. al. Dez lições de Filosofia para um Brasil cidadão, FTD, S. Paulo, 2008.
(Ueg 2013) A ciência desconfia da veracidade de nossas certezas, de nossa adesão imediata às coisas, da ausência de crítica e da falta de curiosidade. Por isso, onde vemos coisas, fatos e acontecimentos, a atitude científica vê problemas e obstáculos, aparências que precisam ser explicadas.

CHAUI, Marilena. Convite à filosofia. São Paulo: Ática, 2003. p. 218.

Com base na afirmação precedente pode-se afirmar que:
a) a ciência, ao contrário do senso comum, é um conhecimento objetivo, quantitativo e generalizador, que se opõe ao caráter dogmático e subjetivo do senso comum.
b) a ciência domina o imaginário contemporâneo. Isso significa que, cada vez mais, confiamos no testemunho de nossos sentidos que promovem uma adesão acrítica à realidade dada.
c) a ciência existe para confirmar nossas certezas cotidianas, utilizando um pensamento assistemático que despreza o trabalho da razão.
d) a rigor, a ciência complementa o senso comum, mas banindo os obstáculos e problemas observados por nossa percepção imediata das coisas.
Full transcript