Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Copy of Estilo Românico

História da arquitetura
by

Sara Louise Martins

on 3 December 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Copy of Estilo Românico

ESTILO ROMÂNICO No ano 800, da era cristã, Carlos Magno é coroado imperador do Oriente pelo papa Leão III. O poder real une-se então ao poder papal e o rei franco torna-se o protetor da cristandade, dando-se início a um desenvolvimento cultural mais intenso. Após menos de 30 anos após a sua morte o império foi dividido, dominado por lutas internas e atacado por bárbaros vindos do exterior. VIKINGS, VINDOS DO NOROESTE HUNGAROS, VINDOS DO LESTE SARRACENOS, VINDOS DO SUL Anos depois de tantos conflitos, artistas continuaram o legado de Carlos Magno na evolução das artes, que levou a superarem o estilo ornamental da época das invasões bárbaras e a redescobrirem a tradição cultural e artística do mundo greco-romano, cujos edifícios de Roma, eram fontes de inspirações, dando assim, origem ao estilo que passou a chamar-se românico. PANTHEON, ROMA.
INSPIRAÇÃO PARA O NOVO ESTILO. No entanto, foram durante esses anos sombrios e perturbados, que foram lançadas as bases para a civilização medieval. O sistema feudal se desenvolveu, até tornar-se a organização em torno da qual foi edificada toda a vida social da Idade Média. No final do século X, as inovações mais significativas nas igrejas são as de planta térrea, com intenção de articular e ordenar nitidamente os espaços. O espaço torna-se organizado, planificado e agrupado. A parte oriental (cabeceiras) das igrejas românicas ordena-se segundo dois tipos principais, concebidos na França:
O PLANO IRRADIANTE E O PLANO ESCALONADO. O plano IRRADIANTE com deambulatório passando por trás do altar-mor e permitindo o acesso às capelas (absidíolas).
O maior exemplo deste estilo talvés seja a igreja de St. Martin, de Tours. O plano ESCALONADO, onde capelas (absidíolas) eram posicionadas ao final de cada uma das naves laterais e algumas vezes no lado oriental das paredes do transepto. Este estilo aparece pela primeira vez na Abadia de Cluny. Inspirada na igreja de Centula na França, a construção da igreja de St. Michael em Hildesheim (Alemanhã), foi iniciada logo após o ano 1000, e superou decisivamente a igreja de Centula. No mesmo momento em que os Franceses concebiam este sistema, na saxônia, foi encontrado outro sistema para articular o toldo de uma igreja (que foi adotado nos dois séculos seguintes). ELA POSSUIA: 3 NAVES 2 TRANSEPTOS 2 COROS 2 ABSIDES NO TRANSEPTO LESTE, CAPELAS PARALELAS À ABSIDE PRINCIPAL a a a a b b b b b b IGREJA ST. MICHAEL, HILDESHEIN Havia ainda o sistema de alternância dos suportes que dividia as paredes e o espaço em toda extenção. Éra: PILAR QUADRADO - COLUNA - COLUNA - PILAR QUADRADO – COLUNA – COLUNA - PILAR QUADRADO. CATHEDRAL DE ELY, INGLATERRA. FACHADA LESTE INTERIOR PINTURA VISTA AÉREA PLANTA BAIXA No ocidente, particularmente na Inglaterra, outro método igualmente eficaz foi desenvolvido com a finalidade de se obter o mesmo efeito, método criado no começo do século XI pelos normandos, que adotaram as realizações francesas que consideravam úteis quando estavam no território frances, inserindo na sua própria cultura. O estilo normando deu início da arquitetura medieval inglesa. Não se pode discutir o estilo românico sem levar em consideração as catedrais e abadias normandas na Inglaterra.
Este se tornou o sistema habitual na arquitetura românica da Europa central.
Um novo sistema de separar vãos através de altas colunas até um teto inteiramente plano, criou uma articulação que transmite de imediato uma impressão de certeza e estabilidade, e a arte de projetar abóbadas, estava quase perdida. Ely CATHEDRAL DE DURHAM, INGLATERRA. PLANTA BAIXA VISTA AÉREA FACHADA LATERAL SUL INTERIOR ABBYE AUX HOMMES CAEN, FRANÇA FACHADA LATERAL SUL FACHADA LATERAL SUL VISTA AÉREA INTERIOR FACHADA OESTE A partir de então, criou-se uma articulação que nos transmite certeza e estabilidade. As formas utilizadas pelos arquitetos na construção de todos esses edifícios primitivos, eclesiásticos ou civis, são brutais, maciças e esmagadoramente fortes. A fortaleza normanda demonstra desprezo pela beleza. O mais antigo exemplo é a fortaleza de Langeais, no Loire, construída em 992, expressando uma estética de uso das formas mais simples. Com suas altas colunas maciças como troncos de árvores, e seus capitéis estriados, abandonaram a forma cúbica e se tornando a forma favorita do capitel anglo-normando. Embora hoje em dia os resultados dessas abordagens nos pareçam pouco sofisticados, atrasados em relação às aquisições do império romano ou do Oriente em geral, o românico significou em sua época um progresso para a Europa, esgotada e embrutecida por inumeráveis invasões bárbaras que duraram quase cinco séculos. A Catedral de Santiago de Compostela é uma catedral construida inicialmente em estilo românico, mas que passou pelo gótico e pelo barroco. Construída entre os anos de 1075 e 1128, durante a Reconquista Cristã, na época de Cruzadas.
Full transcript