Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL

No description
by

on 6 June 2017

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL

COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL - UNIASSELVI
A COMUNICAÇÃO NO AMBIENTE EMPRESARIAL
OBJETIVO GERAL:

Avaliar a comunicação, ajustando-a às necessidades empresariais.


CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

- Questões gerais sobre comunicação;
- Coerência e coesão;
- Especificidades do texto: clareza, objetividade, concisão, polidez;
- Reescrita de textos.
ESPECIFICIDADES DO TEXTO
Textos mal escritos ocasionam:

- Desmotivação para a leitura;
- Enfraquecimento da credibilidade: ideia “querem enrolar”;
- Retrabalho e desperdício de tempo;
- Desentendimentos.

QUESTÕES GERAIS SOBRE COMUNICAÇÃO
A comunicação é um ato social.
Vídeo - Ambiguidades
REFERÊNCIAS BÁSICAS:

GOLD, Miriam. Redação empresarial: escrevendo com sucesso na era da globalização. 3. ed. São Paulo: Person Prentice Hall, 2005.

MEDEIROS, João Bosco. Redação empresarial. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1998.

TAVARES, Maurício. Comunicação empresarial e planos de comunicação. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

Fonte: Disponível em: <http://comunicacaoverbobh.blogspot.com.br/>. Acesso em: 23 jan. 2017.

A linguagem adapta-se à situação comunicativa.
Fonte: Disponível em: <https://jogorama.com.br/arquivos/noticias/2705_1.jpg>. Acesso em: 23 jan. 2017.
Reflita:
Nossa linguagem reflete quem somos e a empresa na qual trabalhamos.
Coesão e Coerência

- O texto escrito é dotado de
autonomia
, por isso, há a necessidade de que seja totalmente entendido pelo enunciatário.
- São fundamentais para esse processo a
coesão
e a
coerência
.
A palavra texto deriva do latim e significa “tecido”.

Fonte: Disponível em: <https://tagus.files.wordpress.com/2007/12/scan0001.jpg>. Acesso em: 23 jan. 2017.
Fonte: Adaptado de <http://www.ebah.com.br/content/ABAAAglQkAH/tecido-que-tecido>.
Acesso em: 23 jan. 2017.
Coerência:
reunião de ideias
e informações compatíveis.
Lógica
,
sentido
do texto.

Coesão: referência e relação no
interior
do texto.
Elementos linguísticos
que constroem o texto.
Coesão e Coerência

Ulysses era impressionante sob vários aspectos, o primeiro e mais óbvio dos quais era a própria figura. Contemplado de perto, cara a cara, ele tinha a oferecer o contraste entre as longas pálpebras, que subiam e desciam como pesadas cortinas de ferro, e os olhos claríssimos, de um azul leve como o ar.
Coesão e Coerência

Os problemas de um povo têm de ser resolvidos pelo presidente. Este deve ter ideais muito elevados. Esses ideais se concretizarão durante a vigência do seu mandato. O seu mandato deve ser respeitado por todos.
Teens: o coletivo de um só

Eles são a maioria ruidosa.

É em bando que conquistam cada vez mais

espaço nas ruas, na mídia, nas programações, nas

vitrines. E em bando que monopolizam
as atenções da indústria do entretenimento.
Mas que ninguém se iluda com o plural de teens.
Ele termina na porta de saída do shopping center.
COERÊNCIA E COESÃO
REESCRITA DE TEXTO
Texto árvore

1. A árvore tem uma corrente ligada ao trator. O trator começa a andar. A árvore vai ao chão. A árvore é arrancada pela raiz. Isso acontece em poucos minutos.
2. A paisagem é cinzenta. Homens circulam nela. Eles estão negros da cabeça aos pés. Isso ocorre por causa da fuligem. A fuligem sai dos fornos. Nos fornos a madeira é queimada. Isso acontece para produzir carvão vegetal.
3. Os homens não têm camisa, botas, luvas ou máscaras. Os homens carregam dezenas de caminhões com os cilindros negros. Os caminhões partem rumo às siderúrgicas.
4. É assim que funciona boa parte da produção brasileira de carvão vegetal. O carvão vegetal é combustível da indústria de ferro-gusa. Isso ocorre no início do século XXI.
5. O carvão é queimado nos altos-fornos. Essa queima transforma o minério de ferro em gusa. O gusa é um metal puro. O principal destino do gusa é a fabricação do aço.
6. É um encontro dramático de dois mundos. De um lado está a siderurgia moderna. De outro lado está uma devastação ambiental. Do outro lado estão também condições primitivas de trabalho. Essas condições parecem saídas de um panfleto revolucionário dos primórdios da Revolução Industrial.
7. Há 60.000 carvoeiros no Brasil. Essa estimativa é de Cláudio Guerra. Ele é pesquisador da Universidade Federal de Minas Gerais. Ele é também consultor da Unicef.
8. Essas 60.000 pessoas constituem um exército. Ele trabalha em condições su-bumanas. Ele vive principalmente em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.
Texto-fonte: Adaptado de "A vida na fornalha", de Lucila Soares. Veja, 17/11/1999.
Elementos que atribuem eficácia ao texto:

- Objetividade;
- Concisão;
- Clareza;
- Polidez;
- Escolha da linguagem adequada à situação e ao receptor.
- Objetividade

Enfatizar a
ideia principal
,

sem acrescentar elementos que desviem a atenção do receptor.

Objetividade = texto sem excesso de palavras ou ideias.
- Concisão

“Expressão do máximo de informações com o
mínimo de palavras
” (GOLD, 2005, p. 8).

Famoso ditado: “Menos é mais!”.
- Clareza

Utilização de
vocabulário simples
, de fácil compreensão, mas mantendo a formalidade necessária ao contexto comunicativo.

Dizer exatamente o que se quer.
- Polidez

Cuidado ao ser excessivamente direto!

- Um texto muito conciso pode ter sua elegância e cordialidade prejudicadas ao ser muito direto.

- Consequência: criação de uma imagem negativa da empresa perante seus clientes (prejuízos...).
Vídeo - Cometa Halley

Aviso no estacionamento de um shopping:

IMPORTANTE
PARA FINS DE SEGURANÇA, FAVOR REMOVER TODOS OS ITENS DE VALOR VISÍVEIS (PRINCIPALMENTE RÁDIO REMOVÍVEL E CELULARES ) DE SEU VEÍCULO AO ESTACIONAR. NÃO DEIXE CARTÕES DE ESTACIONAMENTO NEM CARTÕES DE ACESSO EM SEU VEÍCULO. CERTIFIQUE-SE DE QUE SEU VEÍCULO ESTEJA TRANCADO.
Seu carro está seguro?

Remova itens de valor.

Tranque seu carro.

Conserve seu cartão de estacionamento.
- Organização do texto

O ponto principal no início.

Comece com o que for eficaz (boas/más notícias). Ex.:
- Parabéns, você foi aprovado.
- Lamentamos, mas todas as vagas para a oficina já foram preenchidas.

Divida as ideias em tópicos, quando for possível.
- Estilo Redacional

Palavras simples, frases curtas. Veja:

Acuso, por meio desta, o recebimento de sua declaração de renda com relação ao ano em curso.

OU

Recebemos seu imposto de renda para 2016.


As formas de expressão refletem a época em que foram escritas.
CASES
1- E-mail ao cliente da empresa, indicando que o pedido da mercadoria terá atraso na entrega.

2- E-mail aos funcionários da empresa com o objetivo de resumir os assuntos tratados na reunião.

SOCIALIZAÇÃO
Profa. Cláudia Suéli Weiss

Doutoranda em Educação pela UDESC. Mestre em Educação pela Universidade do Vale do Itajaí(UNIVALI), na linha de pesquisa: Cultura, Tecnologia e Aprendizagem. Membro do grupo de pesquisa Cultura, Escola e Educação Criadora da UNIVALI. Bolsista do programa UNIEDU e membro do grupo de pesquisas da Rede Catarinense de Pesquisadores em Educação. Possui graduação em Letras Português e Espanhol pelo Centro Universitário Leonardo da Vinci (2008). Especialização em Educação a Distância: Gestão e Tutoria pelo Centro Universitário Leonardo da Vinci (2011) e Especialização em Metadisciplinaridade em Língua Portuguesa e Inglesa pela FACISA- Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas (2009). Atua no ensino superior como Professora do curso de Letras - Língua Portuguesa e Respectiva Literatura, no Centro Universitário Leonardo da Vinci - NEAD, em Indaial, no qual possui ampla experiência com relação aos Estágios obrigatórios, em Educação a Distância e nas áreas de Comunicação e Expressão e Comunicação Empresarial.
Vídeo - O que é comunicação?
O que podemos observar?

- Trecho de reportagem;
- Gira em torno de Ulysses Guimarães;
- Retomada direta ou indireta do nome de Ulysses, que dá estabilidade ao texto;
- Faz descrição precisa desse político brasileiro;
- Frases bem amarradas;
- Coerência textual.
Coesão
dentro de cada
frase
:

1. Na primeira frase,
vários aspectos
projeta o texto para adiante. A palavra
aspectos
é retomada pelo segmento
o primeiro e mais óbvio dos quais era a própria figura
;
2. Na segunda frase, o pronome relativo
que
retoma
as longas pálpebras: que
(as quais)
subiam e desciam
;
3. Na última frase:
- O relativo onde mantém o elo decisivo com a região dentro de si (na qual) guardava sua força;
- O pronomes
si
(dentro de si) e
sua
(sua força) reportam-se ao sujeito
ele
de
quando ele as abria
.
Coesão
de
frase
para
frase
:

1. O
ele
da segunda frase retoma o nome
Ulysses
, enunciado logo no início da primeira;
2. As
pálpebras
da terceira frase retoma as
longas pálpebras
da segunda;
3. Na última frase, o sujeito
ele
(
quando ele as abria
) refere-se mais uma vez a
Ulysses
e o pronome
as
retoma
pálpebras
da frase anterior.
Do que trata o texto?

- Dos problemas do povo?
- Do presidente?
- Do seu mandato?

O texto possui coesão, mas não possui coerência.
Coesão não funciona sozinha;
Escolher palavra-chave:
presidente
ou
problemas do povo
?;
Estabilidade ao parágrafo.

Retomando:

Coesão
: parte visível do texto, sua superfície;
Coerência
: o que se deduz do texto.

A coerência exige
concatenação perfeita
entre as diversas frases; busca
unidade de sentido
.

Veja:

A leitura em sala de aula pode contribuir para a formação do sujeito. Além disso, os professores fazem diversas diversas atividades.

Há coerência?
O trator estaciona e uma grossa corrente é presa à árvore. A máquina começa a andar e, em poucos minutos, a árvore vai ao chão, arrancada pela raiz. Perto dali, são centenas as toras de madeira empilhadas. Na paisagem cinzenta, circulam homens negros da cabeça aos pés por causa da fuligem que sai dos fornos onde essa madeira é queimada para produzir carvão vegetal. Sem camisa, botas, luvas ou máscaras, eles carregam dezenas de caminhões com os cilindros negros, que partem rumo às siderúrgicas. Às vésperas do século XXI, é assim que funciona boa parte da produção brasileira de carvão vegetal, combustível da indústria de ferro-gusa. É a queima do carvão nos altos-fornos que transforma o minério de ferro em gusa, metal puro que tem na fabricação do aço seu principal destino. É um dramático encontro entre dois mundos. De um lado a siderurgia moderna. De outro, uma devastação ambiental sem paralelo e condições de trabalho tão primitivas que parecem saídas de um panfleto revolucionário dos primórdios da Revolução Industrial.
No decorrer do século, a construção da indústria de ferro-gusa, que reúne 52 empresas e faturou 700 milhões de dólares no ano passado, custou a devastação de uma área de Mata Atlântica e cerrado em Minas Gerais, Bahia, Mato Grosso e Goiás quase do tamanho da França.
Há 60.000 carvoeiros no Brasil, segundo estimativa de Cláudio Guerra, pesquisador da Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, e consultor do Unicef. É um exército que trabalha em condições subumanas e vive principalmente em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. A maioria deles nasceu em Minas Gerais, é analfabeta e se submete a jornadas de até doze horas.
Dica:

Escreva sempre frases curtas, que não ultrapassem duas ou três linhas, mas também não caia no oposto, escrevendo frases curtas demais. Seu texto pode ficar cansativo.

Veja:

Uma frase de boa extensão evita que você se perca. Seja objetivo. Quanto mais você se alonga, mais a frase ramifica-se em muitas outras sem chegar a lugar algum.
Full transcript