Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Modernismo no Brasil

No description
by

Isabel Fernandes

on 21 March 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Modernismo no Brasil

MODERNISMO 1ª fase: 1922-1930 2ª fase: 1930-1945 SEMANA DE 22 contexto histórico antecedentes da Semana de 22 Vanguardas
europeias início do Modernismo no Brasil biograFia revista fundada e dirigida por Oswald de Andrade, 1911 exposição de Anita Malfatti, 1917 crítica de Monteiro Lobato, p.52 Os sapos

poemas de Manuel Bandeira, lido por Ronald de Carvalho

p.53 simultaneidade de imagens
fragmentação
síntese na linguagem
valorização da cultura brasileira
humor, ironia
valorização do cotidiano
palavras em liberdade
uso do português brasileiro, coloquial e popular Belle Époque estabilidade econômica
e política na Europa

automóvel, aeroplano, rádio, cinematógrafo
prazer de viver,
moda, vida noturna, urbanização A política de valorização do café, aplicada pelo governo nas primeiras décadas do século XX, retirava os recursos da sociedade, aumentando a inflação, o custo de vida e a dívida externa.

As oligarquias paulista e mineira permaneciam no comando do país, apesar da oposição da oligarquia gaúcha.

Greves operárias irrompiam pelo país, e a classe média mostrava-se descontente com os governantes.

A população pobre continuava excluída da vida política, sem poder participar das eleições. O pleito não era secreto e imperava o voto de cabresto.

A imprensa estava censurada, os direitos civis suspensos, e o governo fazia prisões políticas. BRASIL Primeira Guerra 1914-1918
Revolução Russa 1917: derrubada da aristocracia SURREALISMO: arte livre da razão • imaginário baseado em sonhos
• automatismo artístico, sem controle do pensamento extravazar os impulsos subconscientes
• ilogismo, devaneio, inusitado, livre expressão dos impulsos sexuais DADAÍSMO: irreverência, deboche, ilogismo, desordem, negação do equilíbrio, livre associação de palavras A arte na guerra seria uma hipocrisia, portanto restava destruí-la, ridicularizá-la.

READY-MADE: deslocar um objeto do cotidiano e atribuir-lhe valor artístico. EXPRESSIONISMO: movimento de criação da subjetividade para o exterior a obra é um reflexo do mundo interior do artista
forma e conteúdo se unem para dar vazão às suas sensações A ARTE É A EXPRESSÃO DOS SENTIMENTOS E SENSAÇÕES

LINGUAGEM FRAGMENTADA, COM FRASES NOMINAIS [substantivos e adjetivos], SEM SUJEITO,
SEM EMPREGO DE METRO, SEM RIMAS FUTURISMO: REJEIÇÃO AO PASSADO, VALORIZAÇÃO DA VELOCIDADE E DA TECNOLOGIA, VALORIZAÇÃO DA ORIGINALIDADE


verso livre, palavras em liberdade, substantivação da linguagem, sem adjetivos, sem advérbios, substantivos compostos, sem pontuação, sem subjetividade CUBISMO planos simultâneos ângulos retos colagem fragmentação • valorização das origens, do passado, de forma crítica.
• paródia, humor, ironia
• devoração da cultura estrangeira sem perder a identidade, sem copiar ou imitar
• poesia brasileira de exportação, assim como o pau-brasil foi nosso primeiro produto > "a poesia Pau-Brasil, ágil, cândida, como uma criança".
> "a língua sem arcaísmos, sem erudição, natural e neológica".
> "a contribuição milionária de todos os erros".
> "A síntese. A invenção. A surpresa. Uma nova perspectiva".
Full transcript