Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A proteina verde fluorescente (GFP) como marcador biológico

No description
by

Sofia Branquinho

on 2 November 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A proteina verde fluorescente (GFP) como marcador biológico

Quem descobriu?
Osamu Shimomura e os seus colaboradores recolheram toneladas de medusas e isolaram a proteína responsável pela emissão da luz azul.

Esta proteína, quando isolada, só emitia luz de cor azul não observando, nos extratos, a emissão de cor verde, conforme ocorria na aquorea victoria viva.
Por quem foi estudada?
Roger Tsien:
prosseguiu as investigações anteriores da GFP

descobriu novas variantes com outras cores, a partir da alteração da sequência dos seus nucleótidos.
Como foi descoberta?
Através do estudo da Aequorea Victoria, que nas condições normais fluoresce azul mas quando iluminada por luz ultravioleta emite fluorescência verde, devido á presença de um cromóforo.
Onde foi aplicada?
Utilizada em diversos campos da biologia como:
microbiologia;
engenharia genética;
fisiologia;
neuroquímica;
fotoquímica.
Onde foi aplicada?
No caso especifico da oncologia:

ajudou no rastreio da metastatização de células cancerígenas, contribuindo para a escolha do melhor tratamento.
A proteína verde fluorescente (GFP) como marcador biológico
Porquê?
Por quem foi estudada?
Martin Chelfie
:

Primeiro a utilizar a GFP como marcador da expressão genética;

Descobriu que a GFP tem níveis de toxicidade baixos permitindo a sua utilização em células vivas sem as danificar.


O que é?
proteína constituída por 238 aminoácidos,
forma cilíndrica (barril β)
constituintes localizados nas posições 65,66 e 67 são responsáveis pela emissão da cor verde.
Aequorea Victoria
Aequorea Victoria + Ca2+ = bioluminescência azul

Aequorea Victoria + (Ca2+) + GFP = bioluminescência verde

Conclusão

Atualmente, nenhuma outra técnica consegue detetar tais processos biológicos e patológicos com tanta precisão em tempo real.
Trabalho elaborado por:
Margarida Rodrigues nº22045
Patrícia Gaspar nº22036
Sofia Branquinho nº22007
Prémios Nobel da Química
Full transcript