Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

PAISAGISMO

No description
by

Melina Marambaia

on 6 June 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of PAISAGISMO

PAISAGISMO

Introdução ao Paisagismo
Podemos definir o paisagismo como a ciência e a arte que estuda a organização do espaço exterior em função das necessidades atuais e futuras e aos desejos estéticos do homem (Studart, 1983).
É a arte de recriar a beleza da natureza, proporcionando paisagens bonitas e melhorando a qualidade de vida dos indivíduos e da sociedade.
Elementos da Paisagem
Dentro do paisagismo, dividimos os seus elementos entre:

Naturais
Decorativos
Iluminação
Outros

Vamos falar um pouco mais detalhado sobre cada um deles...



NATURAIS
Água: além de valorizar esteticamente a paisagem, traz movimento e simboliza pureza, revelada pela transparência.





Terra:
O solo de um jardim deve ser fertilizado e adubado corretamente para ficar o mais bem preparado possível para uma intervenção futura.
Pedras:
Pedras ornamentais de diversos tipos e tamanhos geralmente fazem parte de um projeto de paisagismo

O Paisagismo pode ser aplicado em
Jardins;
Piscinas;
Terraços;
Varandas;
Escritórios;
Bares;
Restaurantes;
Áreas internas e externas; etc.

Exemplos: Cascalho, Pedras Beneficiadas, Granilhas, Pedregulho, Dolomita, Cascalho Marrom,
Casca de Pinus, Argila Espandida, Pedra Rolada, Pedrisco, Seixos Rolados.
Cascalho marrom
Granilha rosa
Casca de pinus
Pedra rolada
Iluminação
DECORATIVOS
Conjunto de elementos que são usados para fins decorativos e deverão estar bem integrados no projeto do paisagismo, desempenhando também um papel funcional e que justifique a sua presença. O ideal é usar os adornos como pontos focais, pois daí passam a ser algo a mais que um mero elemento decorativo, servindo para centrar a atenção sobre um ponto determinado do ambiente.

Mobiliário em geral
Vasos
Fontes
Estátuas
No momento da escolha dessa compra, prefira sempre os materiais que resistem às intempéries, ou seja, às condições climáticas intensas. O sol intenso e a chuva, por exemplo, podem danificar seus móveis se não houver materiais adequados para as áreas específicas.
Mobiliário
Vasos
A escolha deve ser cuidadosa, de acordo com o tamanho potencial do crescimento da planta e também com as exigências da composição estética.
Fontes e
Além de serem facilmente encontradas em lojas do ramo, elas são um recurso muito usado, não apenas do ponto de vista estético, mas como fator de movimento e energia no jardim. O efeito calmante do barulho da água (no caso da fonte) e sua contribuição para manter a umidade do ambiente são outros motivos que as tornam tão atraentes num projeto.
Estátuas
A técnica de iluminação paisagística adequada é aquela que valorizar uma vegetação específica, e é capaz de determinar o papel que esta vegetação desempenha na composição de luz e efeitos visuais desejados. Para definir o tipo de iluminação é preciso considerar a direção da luz, a intensidade dela e o sistema de fixação da luminária. A luz pode ser direcionada para baixo, para cima ou para os lados, e é a direção da luz que vai caracterizar a aparência da planta (MOYER, 2005).
Opções de lâmpadas também não faltam: halógenas, como a PAR20, 30 e 38, multivapor metálico ou de sódio, bipinos comuns, dicróicas e dichro blue (simula a luz do luar) A potencia varia de acordo com o efeito desejado.
As PAR 20 são indicadas para vegetação de pequeno porte, e as 38 para as de grande. Se houver água, a luz irá enfatizar cada gota, tremor ou movimento; pode-se optar por um refletor de lâmpada prata, PAR ou até tocheiros, criando um clima intimista.
PAR 38
Tocheiro
PAR 20
Spot embutido
Plantas

REVESTIMENTO - DECK
A área no entorno de piscinas e ofurôs precisa de um piso que, além de bonito, tenha características técnicas específicas, como antiderrapância, durabilidade, boa resistência à umidade e à insolação. Nos últimos anos, a busca por matérias-primas mais resistentes às intempéries - que exigem manutenção menos frequente - associada à procura por soluções mais econômicas e sustentáveis, levou ao desenvolvimento de materiais alternativos para a construção de decks. Entre os novos revestimentos estão o porcelanato e o piso cimentício, que procuram imitar a madeira, e o plástico, feito a partir de materiais reciclados.
Pedra
Cerâmica
Porcelanato
No paisagismo, muitas vezes, se utilizam plantas que atendem plenamente aos objetivos estéticos. Dentre a infinidade de espécies que existem, vamos ver algumas:
Hortência: É um arbusto muito florífero e rústico. Devem ser cultivadas a pleno sol em solos bem adubados e ricos em matéria orgânica, regados periodicamente. Requer poda anual, no final do inverno para um intenso florescimento na primavera e verão. Aprecia o frio, sendo indicada para regiões de altitude e de clima mais ameno.
BROMELIAS: Bromélias e Agaves, plantas tropicais em conjunto, formando belos arranjos com pedras e jogo de texturas. Características cada vez mais marcantes dos jardins urbanos de nosso país.
EXORA: Arbusto lenhoso de pouca ramificação e florescimento intenso. Desenvolve-se à pleno sol ou meia-sombra e prefere clima quente e úmido. As flores são alaranjadas, amarelas ou rosas e atraem muitos pássaros e borboletas.Pode ser cultivada em grupos ou renques.
FICUS: O ficus é uma árvore muito popular, utilizada principalmente na decoração de ambientes internos. Com caule acinzentado, raízes aéreas e ramos pêndulos, ela tem crescimento moderado e em condições naturais, chega a 30 metros de altura.
Lágrima-de-cristo: Deve ser conduzida sobre suporte, sendo uma planta bastante adequada para caramanchões e pergolados por produzir bela sombra no verão e permitir a passagem de luz no inverno.
Rosa-do-deserto: A rosa-do-deserto é uma planta herbácea, suculenta, de aspecto escultural e floração exuberante. Seu caule é engrossado na base, uma adaptação para guardar água e nutrientes em locais áridos.
Zínia: Devem ser cultivadas a pleno sol, em solo composto de terra de jardim e terra vegetal, drenável, com regas regulares. Aprecia o calor dos trópicos, mas adapta-se a um clima mais ameno.
Referências
http://frutaejardim.blogspot.com.br/

http://revistacasaejardim.globo.com/Revista/Common/0,,GF86911-16770,00-DEQUE.html#fotogaleria=4

http://www.casosdecasa.com.br/index.php/decoracao-e-bem-estar/decks-de-madeira-para-areas-externas/

http://www.jardineiro.net/plantas/kaizuka-juniperus-chinensis-torulosa.html

http://www.jardineiro.net/plantas/hibisco-hibiscus-rosa-sinensis.html

http://www.jardineiro.net/listao-de-plantas/nome-popular?pgno=11#char_48
Integrantes:
Jéssica Figueiredo

Maristela Macêdo

Melina Marambaia

Tânia Almeida
Atelier de Investigação em Design de Interiores
Full transcript