Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

VAZIOS DE CONCRETAGEM

No description
by

on 20 May 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of VAZIOS DE CONCRETAGEM

VAZIOS DE CONCRETAGEM
PRICIPAIS CAUSAS:
• Dosagem inadequada do concreto: concreto muito fluido, sem coesão, com excesso de agregado graúdo;
• Lançamento do concreto em alturas superiores a 3m;
• Erro no detalhamento da armadura: alta concentração de barras;
• Vibração excessiva;
• Erro na especificação do tamanho máximo do agregado;
• Peças esbeltas, preenchidas com concreto de baixo Slump;
• Fôrmas sem estanqueidade.
Dosagem inadequada do concreto.
Dosagem experimental
Em resumo, o método IBRACON entende que a melhor proporção entre os agregados disponíveis é aquela que consome a menor quantidade de água para obter um dado abatimento requerido e faz isso considerando a interferência do aglomerante (cimento + adições) na proporção total de materiais. Portanto não se trata de obter a máxima compacidade do esqueleto granular, mas sim de obter o mínimo consumo de água para uma requerida consistência, o que vai resultar na máxima resistência à compressão daquele concreto.

Poder-se-ia associar a uma “mistura” dos métodos baseados nas granulometria contínua (máxima trabalhabilidade)
com métodos que se fundamentam na granulometria descontínua (máxima compacidade).


Lançamento do concreto a alturas superiores a 3m
Lançamento do concreto
Nesta etapa, o maior cuidado é evitar a chamada segregação do concreto, que consiste na separação dos materiais componentes, com o consequente aparecimento de ninhos ou bicheiras, que o adensamento não conseguirá eliminar. Neste caso, a grande porosidade será o fator causador da baixa qualidade da estrutura. A NBR 14931 em sua novíssima versão de março/2003, estabelece algumas generalidades em seu item 9.5.1:
O concreto deve ser lançado o mais próximo possível do seu local definitivo;
Em nenhuma hipótese o lançamento deve ocorrer após o início de pega do concreto;
O lançamento deve ser feito de maneira uniforme nas fôrmas, evitando a concentração e deformação das mesmas;
Devem ser observados cuidados no lançamento quando a altura de queda livre for superior a dois metros. Neste caso recomenda-se o uso de funis, calhas ou trombas;
O lançamento nas fôrmas deve ser feito em camadas de altura compatível com o adensamento previsto.Chamamos de lançamento a operação de colocação do concreto nas fôrmas. Pode ser confundido com transporte horizontal e vertical, que na realidade, compreende o processo de se levar o material desde seu local de produção até às fôrmas.


Erro no detalhamento da Armadura.
Tabela 1. de detalhamento entre classe de agrecividade ambiental e cobrimento nominal.
Detalhamento das Armaduras
Segundo a NBR 6118:2003 :

As barras devem ser dispostas do componente ou elemento estrutural de modo a permitir e facilitar a boa qualidade das operações de lançamento e adensamento do concreto.

Para garantir um bom adensamento é vital prever no detalhamento das armaduras espaço suficiente para a entrada da agulha do vibrador.
Adensamento
É a operação para a retirada do ar presente na massa do concreto, com o objetivo de se reduzir a porosidade ao máximo. Como benefício adicional obtém-se a melhoria da resistência mecânica, dificultando a entrada de agentes agressivos e o perfeito preenchimento das fôrmas. A forma usual de adensamento é a vibração que, por melhor que seja, não consegue retirar todo o ar aprisionado. Estima-se que cerca de 1,5 a 2% do volume da massa do concreto fresco seja ar incorporado, que deverá aumentar ao longo do tempo devido a saída da água pela evaporação.

Para os casos correntes de adensamento por vibração mecânica ou manual, a Norma NBR 14931 estabelece algumas generalidades em seu item 9.6.1:
Evitar a vibração da armadura para não prejudicar a aderência com o concreto;
No adensamento manual as camadas não podem ter alturas superiores a 20 cm;
No adensamento mecânico com vibradores de imersão, a altura das camadas não deve ultrapassar ¾ do comprimento da agulha;
Tanto a falta como o excesso de vibração são prejudiciais ao concreto;
O vibrador deve ser aplicado na posição vertical;
Fazer a vibração em um maior número possível de pontos da peça concretada;
A retirada do vibrador deve ser lenta e mantendo-o sempre ligado;
Não permitir que o vibrador entre em contato com as fôrmas para evitar o aparecimento de bolhas de ar;
Para um bom adensamento é necessário estabelecer um plano de lançamento adequado às necessidades da peça concretada.
NBR 14931 : Adensamento
Erro na especificação do tamanho máximo do agregado.
Como pelo menos três quartas partes do volume do concreto são ocupadas pelos agregados, não surpreende que a sua qualidade seja de considerável importância.

O agregado não só pode influenciar a resistência do concreto, pois agregados com propriedades indesejáveis podem não apenas produzir um concreto pouco resistente, mas também podem comprometer a durabilidade e o desempenho estrutural do concreto.

Existem, contudo, outras características do agregado além da resistência, tais como o tamanho, forma e textura da superfície, granulometria (distribuição granulométrica e mineralógica), que reconhecidamente influem na resistência do concreto em vários níveis.

Dimensão do agregado graúdo, conforme a função na obra:

DMÁX ≤ 1/3 da espessura da laje.
DMÁX ≤ 1/4 da distância entre faces das formas.
DMÁX ≤ 0,8 do espaçamento entre armaduras longitudinais.
DMÁX ≤ 1,2 do espaçamento ente armaduras transversais.
DMÁX ≤ 1/4 do diâmetro da tubulação de bombeamento do concreto.

Agregado segundo NBR 7225/1993
Peças preenchidas com concreto de baixo Slump.
Slump test
O ensaio de abatimento é um ensaio bastante usado em canteiros de obra em todo mundo.

Embora não represente uma boa avaliação da trabalhabilidade do concreto, mas é muito útil na detecção de variações de uniformidade de uma mistura de proporções nominais.

A principal função desse ensaio é fornecer um método simples e conveniente para controlar a uniformidade da produção de concreto de diferentes betonadas.

Por exemplo, uma variação fora do normal no resultado do abatimento pode significar uma mudança imprevista nas proporções da mistura (traço), granulometria do agregado ou teor de água do concreto
Equipamento utilizado para o test de abatimento.
Ensaio do abatimento do tronco de cone
fcj = fck + 1 65sd
Curva de walz
Consumo de cimento por m³
Formas de estanqueidade
Detalhes do escoramento e contraventamentos em pilares.
Tipos de gravatas utilizadas em pilares
Tipos de reforços em gravatas
Full transcript