Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Determinantes Sociais da Saúde na saúde população LGBT

No description
by

Anna Maria

on 5 June 2017

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Determinantes Sociais da Saúde na saúde população LGBT

“estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não somente a ausência de enfermidade ou invalidez"
TRIPÉ DO SUS
Universilidade
Integralidade
Equidade
Realidade dos
LGBT no Brasil
Sociedade cis-heteronormativa
Medicalização da identidade
de gênero e sexual do ser
humano
Determinantes Sociais na saúde da população LGBT
CONCEITO DE SAÚDE
OMS
Política Nacional de Saúde Integral de LGBT
Alguns Números...
67%
já sofreram algum tipo de discriminação motivada pela identidade sexual ou pelo gênero (
85%
em travestis e transexuais);
90%
das transexuais no Brasil estão na prostituição;
O Brasil é o país onde
mais ocorrem assassinatos de travestis e transexuais em todo o mundo
, segundo um relatório da ONG internacional Transgender Europe;
pretos e pardos totalizam 39,9% das vítimas de homofobia de acordo com o Disk Direitos Humanos;
SAÚDE DA
POPULAÇÃO
LGBT

Saúde Mental
"Estresse de Minorias"
sair do armário
violência externa
valores internalizados
Suicídio
Bissexuais e Trans

HSH
Processo socializador masculino
Problemas cardiovasculares, pulmonares e de violências
HIV/AIDS - preconceito e estigma

MSM
altos índices de uso de álcool, tabaco e drogas ilícitas
sexo não seguro
não consideradas grupo de risco
TRANS
Patologização de sua identidade
Dificuldade ou não-reconhecimento do nome social
Dificuldade ao acesso a um tratamento de readequação corporal seguro
Imposição de padrões de corpo e comportamento
1-acesso da pop LGBT à atenção integral à saúde
2- ações de promoção e vigilância em saúde para a população LGBT
3- educação permanente e popular em saúde com foco na população LGBT
4- monitoramento e avaliação das ações de saúde para a população LGBT


4 EIXOS DE AÇÃO
Profissional de Saúde

Os profissionais de saúde devem ter pleno entendimento do direito à saúde sexual, de viver plenamente a sexualidade, viver a sexualidade independente do estado civil, idade ou condição física, escolher ter relações sexuais, expressar sua orientação sexua, direito ao sexo seguro, direito ao serviço de saúde, direito à informação e à educação sexual e reprodutiva.
Compreender os aspectos culturais envolvidos no processo de preconceito, invisibilidade e da hetero-cis-normatividade
NÃO ASSUMIR QUE SEU PACIENTE É
HETEROSSEXUAL
RESPEITAR O NOME SOCIAL

Processo Transsexualizador no SUS
Instituído pelas Portarias nº 1.707 e nº 457 de agosto de 2008 e ampliado pela Portaria nº 2.803, de 19 de novembro de 2013, o Processo Transexualizador realizado pelo SUS garante o atendimento integral de saúde a pessoas trans, incluindo acolhimento e acesso com respeito aos serviços do SUS, desde o uso do nome social, passando pelo acesso a hormonioterapia, até a cirurgia de adequação do corpo biológico à identidade de gênero e social.
 Portaria nº 2.836 de 1º de dezembro de 2011 
ANNA MARIA VICTÓRIA
ZANDONÁ MACK

annamvictoria@hotmail.com
Full transcript