Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

O RESGATE DA VERDADE - Quem se importa com a cosmovisão?

No description
by

Hugo Hoffmann

on 24 September 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of O RESGATE DA VERDADE - Quem se importa com a cosmovisão?

1. Quem se importa
com a cosmovisão?

Texto: Douglas Reis
Arte: Michelson Borges

Quase ninguém pensa nisso,
até que surja um problema como cálculo renal. Algumas doenças nos fazem lembrar dolorosamente de que temos órgãos internos. O mesmo acontece com o padrão que orienta nossas escolhas: ele está lá, mas não nos damos conta disso.
Poucas pessoas seriam capazes
de identificar os princípios que seguem no dia a dia. Apesar disso, todos nós temos respostas para as
grandes perguntas
que fazem parte da vida. Perguntas como:
De onde vim? Para onde vou? Qual o propósito da minha existência?
Você se lembra de que tem rins?
Embora haja inúmeras formas de entender assuntos como Deus, nosso propósito no mundo, o que acontece depois que morremos, há poucos padrões básicos de respostas a essas indagações e outras parecidas. Dizemos que cada conjunto de respostas forma uma grade conceitual chamada
cosmovisão
ou visão de mundo. São os óculos com os quais enxergamos a vida.
A cosmovisão influencia
o comportamento, as decisões, os valores, os julgamentos e a percepção das pessoas. Portanto, estamos falando de algo que está embutido em cada ser humano, embora muitos sequer saibam definir uma cosmovisão.
Entretanto, todas as pessoas têm uma orientação mental visível em sua vida prática. Logo, elas têm uma cosmovisão.
O choque entre visões de mundo
conflitantes é inevitável, porque
em um mundo plural, como o nosso, constantemente interagimos
com pessoas que possuem
grades conceituais distintas.
Por isso existem
mal-entendidos,
divergências, conflitos
e até desentendimentos
mais sérios.
Às vezes, uma cosmovisão ultrapassa limites de famílias, clãs e países, influenciando muitas e muitas pessoas. Nesse ponto, a visão de mundo chega ao patamar de espírito do tempo ou
zeitgeist
. Essa visão de mundo mais disseminada passa a exercer controle sobre as demais, influenciando essas visões de mundo e as restringindo.
Para entender bem como isso ocorre, pense na seguinte situação: o bairro X de uma grande metrópole é famoso por seu comércio. Depois de alguns anos de desenvolvimento urbano, surge um shopping center ali. O potencial comercial do shopping é capaz de sufocar as lojas menores, ao mesmo tempo em que será capaz de agregar em suas dependências lojas maiores que tenham perfil compatível com sua proposta.
De modo semelhante, o espírito
da época saberá agregar visões
de mundo compatíveis com sua proposta, enquanto acabará encurralando no ostracismo aquelas cosmovisões que lhe são opostas.
Você deve ter percebido que algumas perguntas ficaram no ar. Como avaliar uma cosmovisão? Até que ponto consigo identificar minha própria visão de mundo? É possível determinar
qual visão de mundo é a
melhor, ou tudo não passa
de mera perspectiva?
É sobre isso que falaremos
no próximo estudo.

Para pensar
Pense na época em que vivemos. Como você definiria a cosmovisão dominante (espírito da época)?
A partir do modo como a maioria das pessoas pensa e age, cite três ou mais características do período em que vivemos.
Full transcript