Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A menina que roubava livros

No description
by

guilherme pereira do prado

on 18 February 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A menina que roubava livros

A Alemanha Nazista O autor Contexto do século XXI Personagens Após a Primeira Guerra Mundial, a Alemanha enfrentava uma forte recessão, marcada pela miséria de sua população.

Em 1933, o líder do Partido Nacional dos Trabalhadores - Adolf Hitler - assume o posto de Chanceler e adquire plenos poderes

Começa então um episódio da História Mundial marcado por uma sedução do povo e o convencimento de que os germanos não deveriam se submeter às leis internacionais por serem superiores ao resto do mundo.

Liesel Meminger nasce dentro desse contexto social, o qual ela não compreende nem aceita. Mais novo de quatro filhos de um austríaco e uma alemã, Markus Suzak cresceu ouvindo histórias a respeito da Alemanha Nazista, sobre o bombardeio de Munique e sobre judeus marchando pela pequena cidade alemã de sua mãe. Ele sempre soube que essa era uma história que ele queria contar.

"Nós temos essas imagens das marchas em fila de garotos e dos 'Heil Hitlers' e essa ideia de que todos na Alemanha estavam nisso juntos. Mas ainda havia crianças rebeldes e pessoas que não seguiam as regras e pessoas que esconderam judeus e outras pessoas em suas casas. Então eis outro lado da Alemanha Nazista"
Markus Suzak em entrevista ao The Sydney Morning Herald Liesel Meminger é a personagem central do livro. Ela é uma adolescente vivendo na Alemanha. A mãe de Liesel foi forçada a colocá-la para adoção devido acusações de ser uma comunista. Liesel então é adotada pelos Hubermann e vai viver em Molching, pequena cidade próxima a Munique. Liesel tem dificuldades para ler e seu pai adotivo, Hans, passa a ensiná-la. Sua obsessão por livros se torna tão intensa que ela passa a roubá-los. A ideia do autor é transpor em seu livro uma metáfora sobre as palavras. ""Minha primeira ideia foi fazer do livro uma história sobre uma garota. Então aproveitei uma ideia que ficou em minha cabeça por uns anos sobre uma ladra de livros. Daí pensei que palavras seriam uma boa metáfora para entender a Alemanha nazista. Eram as palavras (e a habilidade de Hitler em usá-las) que continham o poder para o assassinato e o ostracismo."
Markus Zusak Hans Hubermann é o pai adotivo de Liesel na história. Hans é um pintor/ acordeonista e um dos poucos alemães que é contra o regime nazista.
Quando soldado na Primeira Guerra, Hans é ajudado por um judeu que salva sua vida. Quando conhece a mulher desse homem, oferece-lhe o que ela quisesse. Mais tarde na história, um filho dessa família pede a Hans que o mantenha a salvo dos nazistas. Hans esconde-o então em seu porão.
O pai de Markus Suzak também foi pintor, o que inspirou o autor em representá-lo no livro. Liesel Meminger Hans Hubermann Rudy Steiner Rudy Steiner é o melhor amigo de Liesel. Um de seis filhos da família Steiner, Rudy é um personagem forte e opinativo, que acredita no que diz. Rudy é aluno da Juventude Hitlerista, onde sofre atrocidades fisicas e mentais. Ele odeia a Juventude Hitlerista e resiste a ela com todas as suas forças, que sempre o colocam em apuros com um de seus líderes, Deustcher. A provação de Rudy é semelhante aquela ensinada pelo pai de Markus a ele durante sua infância. Todo leitor de A Menina que Roubava Livros pertence ao século XXI. Com isso, vem no livro muitos aspectos sociais diferentes daqueles que conhecemos. Como por exemplo, ser transportado para uma Alemanha nazista, onde haverá guerra. Em nossas vidas, guerra é uma coisa desconhecida. Só a conhecemos através de livros e histórias.

O leitor vive em um mundo onde a paz é uma convenção geral. Ler um romance situado nos tempos da guerra é como ler uma ficção; um mundo do inacreditável. Essa é uma virtude de Zusak: Contar um evento histórico através de uma narrativa fictícia, que cria o efeito de realismo na história.

No século XXI, muitas pessoas vivem em um consumismo que joga fora aspectos importantes de uma sociedade. Esses valores e atitudes são muito diferentes daqueles mostrados no livro. Por exemplo, Liesel, que vem de uma família desavantajada, pega o que pode e transforma em tesouros. O livro roubado por ela tem um pequeno valor comercial, mas contém para ela um tremendo significado. Na sociedade atual, não valorizamos o que temos ao nosso redor pelo excesso do consumo que nos é proposto.

Zusak incorporou todos esses fatores intencionalmente ao escrever seu romance.
Full transcript