Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Seminário Atenção Básica do Recife – Cuidando e Ordenando a

No description
by

Gustavo Godoy Magalhães

on 29 October 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Seminário Atenção Básica do Recife – Cuidando e Ordenando a

Seminário Atenção Básica do Recife – Cuidando e Ordenando a Atenção à Saúde
29 de maio de 2014

Abordagem Multiprofissional na Condução das Doenças Crônicas - Hipertensão Arterial
Diagnóstico
Média
da PA >= 140/90mmHg

Em pelo menos
três
dias diferentes

Intervalo
mínimo de uma semana entre as medidas
Consulta de Enfermagem
Consulta médica
Avaliação inicial após diagnóstico
Identificação de outros fatores de risco
Avaliar lesões de órgão alvo
Avaliar possibilidade de hipertensão secundária
Educação em saúde
Longitudinalidade e vínculo


Desafios do tratamento
Enfoque nas Mudanças do Estilo de Vida (MEV)
Questões para debate...
Como equilibrar rotinas programáticas e singularidade do sujeito?

Devemos priorizar espaço/tempo para uma demanda específica (Hiperdia)?

O que queremos / precisamos para assistência às pessoas com doenças crônicas em Recife?
Por quê?
Brasil: 24,3% HAS em adultos
Como?
RASTREAMENTO

Gustavo Godoy Magalhães
50% acima
de 55 anos
1ª Rio: 34,7%
2ª Recife: 30,3%
Recife: 26,9% (2ª)
2012
NA APS:
40% dos usuários...
Sob controle:
Europa: 8%
EUA: 18%
América Latina e África: 1 a 15%
2008:

22% da população

87% diagnosticados*

82% em tratamento

66% SOB CONTROLE




2006:

20% da população

78% diagnosticados

61% em tratamento

40% SOB CONTROLE
90% CONSULTAM MFC EM UM ANO
Alta Morbimortalidade
Diagnóstico
precoce
Perda da
qualidade
de vida

Tratamento eficaz, baixo custo, poucos efeitos colaterais, aplicável a APS
Adulto na USF?

Aferiu e registrou PA no último ano?


Se...
PA > 120 x 80 mmHg ---> a cada dois anos
PA 120-139/80-89 mmHg sem fator de risco ---> a cada ano
PA> 140 x 90 mmHg ou 120-139/80-89 mmHg com fator de risco ---> mais duas aferições com intervalo de uma a duas semanas
Preferência fora do consulório (Efeito Avental Branco)
* cuidados da aferição
Prevenção primária
Estratificação de risco cardiovascular
Acompanhamento e vínculo
anualmente
Não esquecer a singularidade
Uma Experiência
2012
2007
2013
2010
2010
2008
2012
Percepção da ampliação do cadastro, coerente com meta do PMAQ

Ainda sem implantação do RCV: Número de acompanhados (em consulta médica/enfermagem) cai

Outra crise de informação: REGISTRO CLÍNICO EM DUPLICIDADE (Prontuário do Hiperdia e Prontuário da USF) ......... informação com utilidade limitada


Construção coletiva...dá trabalho
Comunicação
: saber ouvir, saber se fazer entender

Negociação
: saber diferenciar o que é importante, saber ceder, respeitar visões diferentes

Inovação
: ter curiosidade com o novo, permitir experimentar, saber se desapegar

Motivação
: compreender a importância do seu trabalho, reconhecer o que torna seu trabalho vivo

Senso de realidade
: conhecer os limites

Acesso:
Espaço e Tempo priorizado -> Uma horário semanal em um Equipamento Social do bairro
Demanda espontânea (30/manhã)
Busca ativa
Gestão da Informação:
Atualização em tempo real
2010
Ampliação do número de pessoas com hipertensão cadastradas: 768 (jan/2010)

Problema:
pessoa com hipertensão controlada vem todo mês X
pessoa com alto risco não aparece há dois anos
Acesso: Espaço e Tempo priorizado
Uma horário semanal em um Equipamento Social do bairro

Ações: Consulta médica, Consulta de Enfermagem, Aferição de Sinais, Educação em Saúde

Planejamento: Avaliação mensal, Gestão da Informação
Crise da informação:

Jun/2008: 4240 pessoas cadastradas...
Quantos hipertensos espero?
2007: 290 hipertensos cadastrados
Atualização: 324 hipertensos
SISHIPERDIA x SIAB x Próprio?
Sala de Situação x Realidade Epidemiológica Local
111
290
125
Aperfeiçoar acesso a partir do RCV:
Prazos de retorno, pessoas convidadas
Renovação de receitas
Registro único (prontuário)
Aperfeiçoar Informação para Busca Ativa:

Estratificação de Risco Cardiovascular
Programação:

Terça-feira 8-12h

1a- CIS
2a e 3a - Igreja Presbiteriana (Associação de Moradores)
4a - Avaliação e Planejamento em Equipe

7:30 - 8:30 - Organização, Acolhimento, Aferição de Sinais
8:30 - Educação em Saúde
9:00 - 12:00 - Consultas de enfermagem e médica
HIPERDIA
USF ENGENHO DO MEIO
Ampliação e qualificação do Acesso
Ações interprofissionais
Intersetorialidade
Aperfeiçoamento da Informação
Educação em Saúde
USF Engenho do Meio (Jul, Ago e Set/2013)
Associação de Moradores
2008
Mudanças no Acesso
e Gestão da Informação


SIAB + SISHIPERDIA
REALIDADE
EPIDEMIOLÓGICA
Equipe 2 - USF Engenho do Meio
Full transcript