Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

AROMATERAPIA NA PODOLOGIA

TCC - TÉCNICO EM PODOLOGIA
by

Eduardo Cardim

on 22 October 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of AROMATERAPIA NA PODOLOGIA

EGITO ANTIGO


AROMATERAPIA NA PODOLOGIA
ACREDITA-SE QUE A HISTÓRIA DA AROMATERAPIA COMEÇOU NA ANTIGUIDADE, COM A QUEIMA DE MADEIRA, FOLHAS, GRAVETOS E EUCALIPTOS PERFUMADOS.

O QUE É AROMATERAPIA?
HISTÓRIA
A PALAVRA MODERNA PERFUME, DERIVA DO LATIM PERFUMUM, QUE SIGNIFICA “ATRAVÉS DA FUMAÇA”.


O INCENSO NÃO FOI A ÚNICA UTILIZAÇÃO DE FRAGRÂNCIA NOS TEMPOS ANTIGOS.
TRIBOS NEOLÍTICAS APRENDERAM QUE AS GORDURAS DOS ANIMAIS QUANDO AQUECIDAS, ABSORVIAM AS PROPRIEDADES AROMÁTICAS DAS PLANTAS, DANDO-LHES SABOR.


ESSAS GORDURAS PERFUMADAS TAMBÉM TINHAM EFEITO CURATIVO, PROTETOR E RELAXANTE PARA O CORPO.A ÁGUA AROMATIZADA É UMA COMBINAÇÃO DE ÓLEOS ESSENCIAIS, ÁGUA E ÁLCOOL SENDO A PRECURSORA DO NOSSO PERFUME MODERNO. MENTE, CORPO E ESPÍRITO – A CURA ATRAVÉS DA AROMATERAPIA.
AROMATERAPIA É A CIÊNCIA, E TAMBÉM A ARTE TERAPÊUTICA, QUE TRABALHA, POR MEIO DA UTILIZAÇÃO DE SUBSTÂNCIAS AROMÁTICAS NATURAIS, O EQUILÍBRIO ENTRE CORPO, MENTE E ESPÍRITO.


Registros procedentes do Oriente mostram que destilarias primitivas já eram empregadas há 5.000 anos, embora provavelmente produzissem loções em vez de óleos essenciais.
A ÍNDIA É PROVAVELMENTE O ÚNICO LUGAR ONDE ESSA TRADIÇÃO JAMAIS FOI PERDIDA.


PEN TSAO – AUTORIA DE CHENG NANG – 2800 a.C.

PAPIRO DE EBERS – 1500 a.C. - RECEITA DE DESODORANTE.

OS EGÍPCIOS USAVAM O MÉTODO DE INFUSÃO PARA EXTRAIR O ÓLEO DE PLANTAS AROMÁTICAS, TAIS COMO: OLÍBANO, CANELA, GENGIBRE E MIRRA.


Os antigos gregos utilizavam os óleos aromáticos na saúde, assentando por escrito parte de seu conhecimento médico e transmitido ao longo dos séculos.

GRÉCIA ANTIGA

Teofrasto foi o primeiro a escrever o primeiro tratado sobre o odor, fazendo um inventário de todas as essências aromáticas gregas e importadas, analisando maneiras pelas quais elas poderiam ser utilizadas.

Hipócrates utilizou um grande número de medicamentos fitoterápicos, escrevendo e fazendo comentários relevantes para a aromaterapia.

Pedânio Dioscórides escreveu o livro a respeito de medicina fitoterápica, permanecendo como padrão de consulta médica do mundo ocidental durante pelo menos 1200 anos após sua morte, procedendo ao nosso conhecimento médico atual grande parte de seu conhecimento a respeito das ervas medicinais.

GALENO – MÉDICO DE VÁRIOS IMPERADORES ROMANOS

Os romanos aprimoraram e intensificaram seu conhecimento obtido com os gregos, no uso das essências aromáticas na higiene, na medicina e nos cosméticos. Galeno foi o médico de vários imperadores romanos e contribui muito para a história da farmacologia.

ROMA

IDADE MÉDIA

AVICENA – MÉDICO ÁRABE

Avicena aprimorou o equipamento de destilação, criou o óleo essencial puro da rosa centifolia.
Escreveu mais de cem livros, dentre eles: o livro da cura e cânon da medicina.

PARACELSO
MÉDICO, CIRURGIÃO E ALQUIMISTA

Paracelso, médico, cirurgião e alquimista do século XVI, foi a primeira pessoa a realizar e registrar a dissociação de agentes químicos ativos nas plantas, sendo hoje executado regularmente nas normas farmacêuticas modernas.

O Doutor, Jean Valnet, cirurgião do exército francês, utilizava os óleos essenciais como antisséptico para tratar de ferimentos e queimaduras graves durante a guerra da Indochina.

O Dr. René-Maurice Gattefossé, segundo consta, criou o termo aromathérapie.

A Aromaterapia que conhecemos hoje se deve muito ao trabalho pioneiro de cientistas franceses e italianos durante os séculos XIX e XX.

Marguerite Maury (1895-1968) é conhecida como a mãe da prática da aromaterapia moderna, fazendo pesquisas e lançando livros sendo uma fonte valiosa de consulta para os aromaterapeutas.

AROMATERAPIA APLICADA A PODOLOGIA
Os pés são à base do corpo. Ficando sujeito a uma enorme tensão e desgaste. Os pés são compostos de elementos estruturados rígidos (26 ossos) articulados com maior ou menor grau de movimento, e elementos de união passivos (ligamentos) e ativos (músculos). Quando sadios os pés garantem a sustentação e equilíbrio do organismo humano.
A podologia é a ciência especializada em tratar as consequências das constantes agressões que os pés sofrem, e a utilização da aromaterapia na podologia podem trazer benefícios maiores.

SISTEMA LIMBICO
A MORADIA DA MEMORIA
VIA SISTEMA NERVOSO CENTRAL
MECANISMO DE AÇÃO
INALAÇÃO
OLÉOS ESSENCIAIS ATUAM EM DOIS TIPOS DE MECANISMOS
ABSORÇÃO CUTÂNEA
ÓLEOS ESSENCIAS

A essência é produzida de células isoladas das plantas onde são encontradas em folhas, flores, em cascos ou raízes, também em poupa e em casca de frutas.

O que é um óleo essencial?


Características dos óleos essenciais
São em geral líquidos, embora alguns como o de(benjoim e rosa (attar) sejam semi-sólidos;
São voláteis, com diferentes graus de evaporação e inflamáveis.
São muito potentes quando não diluídos; por isso é recomendável diluir em uma substancia carreadora de qualidade.
Existe diversos métodos. A escolha do tipo de extração depende da natureza, do material, da planta no estado natural.

Métodos de extração
Referidos como óleos vegetais para diluir os óleos essenciais antes da aplicação na pele.
A escolha do óleo carreador depende do benefício terapêutico pretendido, embora os mais comuns para utilização de procedimentos são: semente de uva, abacate, amêndoa doce, soja, girassol, Macadâmia

Óleos Carreadores
A produção de um óleo carreador por meio da maceração
Partes selecionadas das plantas são cortadas em pedaços e adicionadas a um tanque contendo um óleo carreador básico(frequentemente de girassol).

É importante utilizar óleos carreadores de boa qualidade, de preferência que tenha sido produzidos pela prensagem a frio e sem o uso de substâncias químicas.

Como comprar e armazenar os óleos carreadores?
Os óleos carreadores são fixos, ou seja, não evaporam e tem pouco odor. São geralmente produzidos por meio da prensagem a frio, embora certa quantidade de aquecimento e esfriamento esteja envolvida as temperaturas em geral, não excedem os 60c de modo que as características do óleo permanecem em grande medida inalteradas.


Tipos de óleos carreadores
Dicas de Armazenamento
Guardados em frascos de pequeno volume, em embalagens neutras, a mais comum é o vidro âmbar.
Rotulados, indicando a proporção da diluição e a data em que ocorreu e devem ser estocados em baixas temperaturas, quando armazenados por longo período. 



O material da planta é colocado no recipiente da destilação, junto com uma quantidade suficiente de água, e a parte superior do destilador é firmada na posição adequada.


A destilação pela água.
Na preparação de essências vegetais por destilação a vapor, água é aquecida num recipiente e o vapor resultante desse processo é bombeado sob pressão para um outro recipiente, onde se encontra o material vegetal. O calor do vapor faz com que as paredes celulares se abram. Dessa forma, o óleo que está entre as células evapora junto com a água. Os óleos essenciais não se misturam. Ficam sobre a água por serem mais leves. Portanto, podem ser facilmente separados.


A destilação a vapor
Os materiais da planta são completamente emergidos na água, como num chá e então destilados.
Destilação é um processo todo artesanal. Costuma ser usado para extração do óleo essencial de algumas flores.
Hidrodestilação
Na enfloragem são utilizadas flores frescas que tem baixo teor de óleos essenciais e que são extremamente delicadas, ao ponto de não poderem ser usadas outros métodos mais práticos.

Enfloragem

A combinação de óleos na aromaterapia possibilita que você crie um produto especificamente adequado ao cliente. No início de um tratamento aromaterápico, a consulta realçará as necessidades do cliente. Você poderá então associar essas necessidades aos óleos essenciais relevantes e depois combiná-los para criar uma fórmula individual destinada a alcançar o melhor efeito terapêutico. Não se trata de uma ciência exata, de modo que existe espaço para aprimorar a fórmula.
Como combinar os óleos essenciais
A sinergia é o efeito de combinar óleos essenciais que se complementam para que o seu efeito seja intensificado. Os óleos essências que se combinam bem são conhecidos como energistas.


Sinergia
CARACTERÍSTICAS E PROPRIEDADES DOS ÓLEOS ESSENCIAS
MELALEUCA(teatree)família das myrtaceae.

Árvore pequena, arbusto originário da Austrália.
Muitos aborígenes utilizavam a planta por suas qualidades antissépticas, eles curavam suas infecções nadando na lagoa que era rodeado por varias arvores.
O ácido contido no óleo de melaleuca é 13x mais forte do que nos outros óleos, possui odor característico e muito forte .
É extraído a partir da destilação a vapor, pela água utilizando folhas e os galhos.

PROPRIEDADES: antibiótico, antisseptico, antiviral, bactericida, expectorante, fungicida, inseticida, cicatrizante, estimulante e sudorífero.

INDICAÇOES: fungos, micoses, unha encravada, rachadura, mal odor (chulé), verrugas plantares e suor excessivo. Auxilia no sistema imunológico e nasal.
CONTRA-INDICAÇOES: lactantes e grávidas.

INDICAÇOES
Fungicida,
unheiro,
unha preta,
pé de atleta,
cicatrizante,
combate inflamações localizadas,
eczemas,
dermatite,
edemas,
feriadas e
vermelhidões.

A extração é feita através da incisão no tronco da árvore, o óleo serve para micoses, reumatismo, sinusite, pneumonia e caspa.
O chá é usado como antiinflamatório e expectorante e propriedades diuréticas.

COPAIBA(copaifera langsdorfilli)Família das leguminosae

Comuns na América Latina e na África ocidental, no Brasil é encontrada nas regiões sudeste, centro-oeste e amazônica.
Chegam a viver cerca de 400 anos, atingem a altura de 25 a 40 m.
POSSUI: casca aromática, folhagem densa, flores pequenas, frutos secos do tipo vagem,
sementes são ovóides com arilo amarelo rico em lipídios.
INDICAÇÕES
Infecções causadas por bactérias , vírus e fungos.

LAVANDA ( lavandula angustiofolia) Família das laminaceare

Versátil de origem mediterrâneo e serve para mais de 70 problemas de saúde. Arbusto perene e flores roxas pontiagudas. É conhecida como Alfazema.
Extrai-se das flores o óleo , que é retirado pela destilação a vapor, ou com solvente que produz um óleo puro.
Combina com óleos florais e cítricos.

PROPRIEDADES
Antidepressivo, Anti-inflamatório, Antisséptico, Antiespasmódico, Antibacteriano, Antiviral, Calmante, Sedativo e Descongestionante.

CONTRA-INDICAÇOES
Usuários de remédios para convulsão
Crise epilética, transtornos psíquicos,
Causa aborto, vômito, diarreia.
Não deve ser usado por pessoas hipotenso, gestantes e lactante.

TUYA –Família das cupressaceae
Existem 5 tipos de tuias, dois da América do Norte e três da Ásia.
Contém terpeno trujona que tem sido estudado por suas propriedades potencialmente letais.
Os nativos canadenses usavam as o chá rico em vitamina C, para tratar o escorbuto.
No séc. XIX a tuya era usada como tintura aplicada externamente ou pomada para micoses, micoses e aftas.

INDICAÇÕES
Sistema imunológico e respiratório
Expectorante
Pólipos cutâneos
Transtornos menstruais
Anti-hemorroidal
Anti-reumático
Hemenagoga

INDICAÇÃO
Anti-pasmódico, Antisséptico, Combate febre, bronquite, asma, gangrena pulmonar, Meles da bexiga e reumatismo.

CONTRA INDICAÇÃO
Não utilizar em crianças pequenas
Não aplique em olhos;
Não usar em grávidas ou lactantes

EUCALIPTO é do gênero eucalypthus globuus
Existem mais de 700 espécies quase todas da Austrália
Eucalyptos quer dizer “boa cobertura” , no Brasil o eucalipto é amplamente plantado, cresce rápido e se adapta fácil.
Os óleos são extraídos das folhas, é bastante usado para as vias respiratórias.
As folhas vão variando de cor conforme a idade da árvore.
Os australianos descobriram os benefícios, medicinais da casca, folhas e frutos tornando se assim uma cultura tradicional e milenar.

Há aproximadamente 60 espécies, deriva do grego e significa fragrante, cheiroso.

MANJERICÃO -Ocimim Basilicum
As principais propriedades do óleo são:

Potencialmente oxidantes, antimicrobiano, Auxilia no sistema respiratório e digestivo e pode ser usado como repelente.
Age no sistema cardiovascular.
Analgésico, antidepressivo, antisséptica, anties-pasmódico, antitóxico, afrodisíaca, bactericida, carminativo, cefálico, digestivo, emenagogo, expectorante, febrífugo, galactagogo, inseticida, nervino, tônico estomacal, sudorífero, tônico geral, fortificante e estimulante.
E mais :
É rico em vitamina C, E, B3, B6, zinco , magnésio, ferro, cálcio e potássio.
A erva também conhecida como alfavaca, erva real, brasílico grande e até remédio de vaqueiro.

LIMÃO TAHITI – Citrus Limonum
É um fruto que nasce durante todo o ano e cresce rapidamente.
Existe cerca de 70 variedades em todo o planeta , não muito diferentes uma da outra.
É nativo do mediterrâneo, mas precisamente da Índia.
O óleo é extraído da casca do limão através da pressão , o óleo tem uma coloração clara, amarelo-esverdeada e exala o inconfundível aroma de limão fresco.

PROPRIEDADES: altamente antisséptico, efeito adstringente, tem efeito adstringente, usado no tratamento de furúnculos, pele oleosa, herpes, picadas de insetos, problemas de fragilidade capilar, auxiliar no tratamento de problemas ligados à obesidade.

INDICAÇÃO
É indicado para ativar a circulação periférica, sanguínea e linfática, para desintoxicação interna, como diurético, carminativo, digestivo e imune estimulante.
CONTRA INDICAÇÃO
Não usar e se expor ao sol e pode causar alergias.


INDICAÇÃO
É indicado para ativar a circulação periférica, sanguínea e linfática, para desintoxicação interna, como diurético, carminativo, digestivo e imune estimulante.
CONTRA INDICAÇÃO
Não usar e se expor ao sol e pode causar alergias.
CRAVO DA INDIA – Caryophyllata
A palavra vem do grego “ karyophyllon” que significa folha-noz. Era chamada de ting hiang, os súditos da dinastia Han, utilizam o pequeno fruto para melhorar o hálito ante de falar com o rei.
Da china surge o costume de utilizá-la como condimento, remédio e elemento para composições aromáticas.
A árvore é pequena e produz pequenos cachos de frutos, verdes que vão ficando rosa ao longo da maturação e não são resistentes ao verão.
O cravo é rico em aromas; é extraído tanto das folhas quanto dos frutos que possuem propriedades parecidas.

INDICAÇÃO:antibióticos, antifúngico, analgésico, inseticida e antitumoral., perturbações gástricas e estomacais, estimula o sistema nervoso, antiinflamatório, antisséptico, bactericida, parasiticida, cicatrizante, afrodisíaco e é ideal para dores musculares.

PREUCAÇOES: Tem demonstrado neurotoxinas, irritação nas mucosas, quando usado inadequadamente, não aplicar sobre inflamações.

CONTRA-INDICAÇÃO
Pode causar insônia e irritabilidade nervosa, pode promover depressão cardíaca, longoespasmos e broncoespasmos, especialmente em crianças.

INDICAÇÕES
Analgésico, Anti-inflamatório, Antiespasmódico, Antiviral
Adstringente, Carminativo, Descongestionante, Amenagogo, Espectotante, Hepático.

HORTELÃ-PIMENTA

São árvores pequenas e de folhas verdes que florescem todo o ano, é de origem americana.
O hortelã pimenta é umas das varias espécies que existe, os egípcios usavam para temperar o vinho e culpeper defendia esta erva como remédio ideal para problemas estomacais.
O óleo essencial é extraído das folhas, possui cheiro forte, acentuado e penetrante.


A própolis pode ser utilizada de maneira líquida ou pomada.


Própolis
TÉCNICO EM PODOLOGIA
OLÉOS ESSENCIAIS NA MASSAGEM PODAL
A massagem é considerada como o modo mais eficaz de aplicação ao corpo, aumentando o potencial de cura da aromaterapia.


MASSAGEM
Difusor;
Aérea;
Bandagem;
Inalação;
Massagem;

Aplicações
O difusor é ideal para tratar problemas emocionais, respiratórios, digestivos e psíquicos, são produtos ideais e apropriados para serem evaporados por meio de aumento de temperatura, visando harmonização e bem estar do ambiente.
O ideal é para cada 50 ml, adicionar 05 gotas de OE.


Difusor
São aplicações rápidas e eficazes, nos momentos ideais e nas condições ambientais mais adequadas.
As aplicações são uniformes, em curto espaço de tempo

Pulverização Aérea
Em faixas ou toalhas embebidas em OE e água quente, destinadas a envolver o corpo ou parte dele.

10 gotas de OE para 100 ml de água quente (borrifar na bandagem).


Bandagem Aromática
ÓLEOS USADOS NA AROMATERAPIA
 
O óleo de pêssego kernel tem usos na aromaterapia, cosméticos e massagem por causa dos atributos do óleo. Leve, não oleoso e nutre a pele seca, o óleo de pêssego kernel é hipo-alergénico para aqueles com pele sensível. O óleo de pêssego kernel é usado principalmente para pele madura, para ajudar a aumentar a suavidade, ou pele sensível que reage à outros produtos químicos. O significado deste óleo na aromaterapia, na massagem e cosméticos é profundo por causa da natureza hipo-alergénica do óleo.


Pêssego Kernel Oil

O Petitgrain é uma alternativa mais ecônomica para o raro óleo essencial de Néroli. Ambos vem de uma espécie de laranja e tem propriedades e aromas semelhantes, mas o néroli (ou óleo de laranjeira) vem das flores frescas da planta e o petitgrain é o destilado das folhas e raminhos.


Petitgrain
FIM...
Full transcript