Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Destinação de alimentos perecíveis em supermercados de Jaraguá do Sul

No description
by

Bianca Celestino

on 2 March 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Destinação de alimentos perecíveis em supermercados de Jaraguá do Sul



Ana Carolina Volkmann
Bianca Celestino
Jordana Westphal da Costa
Luana Beatriz Sassi
Stephany Cristine de Gois
Valeska Francener da Luz
Vinicius Filipe da Silva


Junho/2015



Tema
Delimitação do Tema
Quais os procedimentos adotados pelos supermercados de Jaraguá do Sul, SC, com os alimentos perecíveis que não estão aptos para venda?
Objetivo Geral
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina
Câmpus Jaraguá do Sul
Curso Técnico em Química (Modalidade Integrado)
1ª Fase
Orientadora: Adriene Bolzan Duarte
Coordenador da Fase: José Roberto Machado

Destino de alimentos perecíveis de supermercados
.
Destino de alimentos perecíveis que não estão aptos para venda em supermercados de Jaraguá do Sul nos setores de açougue, laticínios e hortifrúti
.
Problema
Compreender o processo de destinação de alimentos perecíveis que não estão aptos para venda em supermercados de Jaraguá do Sul, SC.
Justificativa
Falta de conhecimento da população de Jaraguá do Sul sobre o tema pesquisado.

7,2 milhões de pessoas passam fome no Brasil. Além disso o Brasil está entre os 10 países que mais desperdiçam alimentos.

12 bilhões em alimentos são jogados fora diariamente

A pesquisa é importante para que a população se beneficie dos dados e informações presentes na mesma.

Metodologia
Conhecer as legislações que tratam do descarte de alimentos;

Realizar entrevistas com os funcionários responsáveis pelo destino de alimentos de supermercados;

Realizar entrevistas com os membros da Vigilância Sanitária sobre o destino de alimentos perecíveis que não estão aptos para venda em supermercados;

Sistematizar as informações coletadas por meio das entrevistas realizadas junto aos responsáveis pelo destino de alimentos de supermercados;

Sistematizar as informações coletadas por meio das entrevistas realizadas junto aos membros da Vigilância Sanitária.
Destino de Alimentos Perecíveis de Supermercados

Confisca os alimentos que não estão aptos para o consumo.

Todas as provas coletadas pelos fiscais são enviadas à Vigilância Sanitária. Lá é aberto um processo administrativo que julga a gravidade da multa.


Hipóteses
Os alimentos perecíveis que não estão aptos para venda em supermercados são doados a diferentes instituições;

Os alimentos perecíveis que não estão aptos para o consumo são descartados em aterros sanitários e/ou lixões;

Por meio da logística reversa, alguns alimentos perecíveis que não estão aptos para venda, em supermercados, são devolvidos ou trocados com os fornecedores;

Os supermercados estão desenvolvendo ações frente ao destino de alimentos perecíveis que não estão aptos para venda de acordo com a legislação nacional/estadual/municipal.
Objetivos Específicos
Supermercado
Conversamos com a responsável por um supermercado da cidade e ela nos forneceu algumas informações importantes à respeito das ações realizadas pelo supermercado:

Alguns dos alimentos não aptos para a venda são reaproveitados entre os funcionários;

Alguns alimentos com o prazo de validade expirado são trocados com os fornecedores;

As carnes que não estão em condições de consumo são recolhidas por uma empresa responsável pelo descarte destas carnes.
Informações Informais Sobre o Descarte de Alimentos de Supermercados de Jaraguá do Sul
Destino de alimentos perecíveis de supermercados
Legislação
Conforme o Instituto Akatu (2004), 64% de tudo que é produzido no Brasil é desperdiçado.

1/3 dos alimentos produzidos no mundo tem o lixo como sua destinação final.

São aproximadamente 1,3 bilhões de toneladas de alimentos descartados entre países desenvolvidos.

Na fase de comercialização é onde ocorre um desperdício que poderia ser mais controlado. Este ocorre principalmente pela:

Inadequada armazenagem;

Exposição do produto ao sol ou à umidade;

Falta de cuidado com os produtos expostos;

Manuseio inadequado de fregueses.
Desperdício
Programa Mesa Brasil SESC
Vigilância Sanitária
Programa de Segurança Alimentar e Nutricional;

Baseado em ações educativas e de distribuição de alimentos excedentes;
No estado de Santa Catarina existem unidades do Programa nas cidades de: Florianópolis, Joinville, Blumenau, Chapecó e Lages.
Informações Informais sobre o Descarte de Alimentos de Supermercados de Jaraguá do Sul
Lei nº 6.320 de 20 de dezembro de 1983 que dispõe sobre normas gerais de saúde, estabelece penalidades e dá outras providências.

Decreto nº 31.455, de 20 de fevereiro de 1987 que regulamenta os artigos 30º e 31º da Lei nº 6.320 de 20 de dezembro de 1983, que dispõe sobre alimentos e bebidas.

Resulução CISA/MA/MS nº 10, de 31 de julho de 1984 que dispõe sobre instruções para a conservação nas fases de transporte, comercialização e consumo dos alimento pereciveis industrializados ou beneficiados, acondicionados em embalagens.
Levantamento de redes de supermercados;

Seleção de um supermercado representante por rede;

Realização de entrevistas semi-estruturadas com os responsáveis pelos supermercados selecionados;

Sistematização e análise dos dados.
Cronograma
Referências
AMAMBAI.
Pesquisa Mostra que cerca de 1 Bilhão de Pessoas Passam Fome no Mundo
. Notícias. Disponível em: <http://www.amambainoticias.com.br/mundo/1-bilhao-de-pessoas-passam-fome-no-mundo>. Acesso em: 16 mai. 2015.

BRASIL, Decreto nº 31.455, de 20 de fevereiro de 1987. Regulamenta os artigos 30º e 31º da Lei nº 6.320, de 20 de dezembro de 1983, que dispõem sobre Alimentos e Bebidas.
Diário Oficial da República Federativa do Brasil
, Brasília, Presidência da República – Casa Civil, 20 fev. 1987.

BRASIL. Aprova o Regulamento Técnico que estabelece as Diretrizes Básicas para a Avaliação de risco e segurança dos Alimentos. Resolução n° 17, de 30 de abril de 1999.
Diário Oficial da República Federativa do Brasil
, Brasília, Presidência da República – Casa Civil, 30 abr. 1999. Disponível em: <http://www.vigilanciasanitaria.sc.gov.br/index.php/joomlaorg/2013-08-13-20-53-09/category/194-seguranca-de-alimentos>. Acesso em: 11 mai. 2015.

BRASIL. Dispõe sobre instruções para conservação nas fases de transporte, comercialização e consumo dos alimentos perecíveis, industrializados ou beneficiados, acondicionados em embalagens. Resolução CISA/MA/MS nº 10, de 31 de julho de 1984.
Diário Oficial da República Federativa do Brasil
, Brasília, Presidência da República – Casa Civil, 31 jul. 1984. Disponível em: <http://www.anvisa.gov.br/anvisalegis/resol/10_84.htmhttp://www.anvisa.gov.br/anvisalegis/resol/10_84.htm>. Acesso em: 11 mai. 2015.

BRASIL. Lei nº 6.320 de 20 de dezembro de 1983. Dispõe sobre normas gerais de saúde, estabelece penalidades e dá outras providências.
Diário Oficial da República Federativa do Brasil
, Brasília, Presidência da República – Casa Civil, 20 dez. 1983.

CERVO, Amado L.; BERVIAN, Pedro A.; DA SILVA, Roberto.
Metodologia Científica
. 6. ed. São Paulo: Pearson Prentice, 2007.

CHAVES, Gisele de Lorena Diniz et al.
Diagnóstico da logística reversa na cadeia de suprimentos de alimentos processados no oeste paranaense
. Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural, Ribeirão Preto, v. 1, p. 02-19, 2005. Disponível em <http://sober.org.br/palestra/2/699.pdf>. Acesso em: 01 mai. 2015.

CHAVES, Gisele de Lorena Diniz.
Logística Reversa Entre o Varejo e seus Fornecedores:
Retorno de Distribuição para Alimentos Cárneos E Lácteos. São Carlos, p. 2-7, 2010. Disponível em: <http://www.abepro.org.br/biblioteca/enegep2010_TN_STO_113_741_16554.pdf> Acesso em: 01 mai. 2015.

CORRÊA, Stella Ribeiro Alves.
Contribuição ao Estudo de Perdas no Varejo Supermercadista
: Avaliação da Quebra Operacional e Proposição de arranjo Institucional para a Redução do Desperdício de Alimentos Descartados Comercialmente. 2011. 161 p. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Administração de Organizações da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo. Ribeirão Preto, 2011. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/96/96132/tde-16122011-110017/pt-br.php>. Acesso em: 01 mai. 2015.
FAO.
Desperdício de Alimentos tem Consequências no Clima, na Água, na Terra e na Biodiversidade
. Roma, 2013. Disponível em: <https://www.fao.org.br/daccatb.asp>. Acesso em: 5 mai. 2015.

GIL, Antônio Carlos.
Métodos e técnicas de pesquisa social.
5. ed. São Paulo: Atlas, 1999.
Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico 2010. Disponível em: <www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/censo2010/default.shtm>. Acesso em: 18 de mai. 2015.

INSTITUTO AKATU. 
A nutrição e o consumo consciente.
Caderno Temático. São Paulo, 2003. Disponível em: <http://www.akatu.org.br/Content/Akatu/Arquivos/file/nutricao(2).pdf>. Acesso em: 7 mai. 2015.

IPEA.
Desperdício- Custo para Todos - Alimentos Apodrecem Enquanto Milhões de Pessoas Passam Fome
. Disponível em: <http://desafios.ipea.gov.br/ind>. Acesso em: 20 mai. 2015.

MARTINS, Ricardo Silveira.
Operador logístico
. Instituto para o Desenvolvimento da Qualidade nos Transportes. Confederação Nacional dos Transportes. Brasília: IDAQ/CNT, 2002.

MESA BRASIL SESC. Programa Social.
O Mesa Brasil SESC.
Disponível em: <http://www.sesc.com.br/mesabrasil/omesabrasil.html>. Acesso em: 11 mai. 2015.

RUFINO, Jéssika da Silva et al.
Análise de Desperdício de Alimentos em Supermercados do Município de Garanhuns-PE
. Garanhuns, [200-], p. 2-5. Disponível em: <http://www.editorarealize.com.br/revistas/enect/trabalhos/434ed6dad746037a207f2b05f3208a69_525.pdf>. Acesso em: 12 mai. 2015.

VASCONCELOS, Elizabeth Gonçalves Martins de.
Redução de Desperdício de Alimentos com a Produção de Refeições para Pessoas Carentes.
Brasília, p. 17-21, 2008. Disponível em: <http://bdm.unb.br/bitstream/10483/346/1/2008_ElizabethGoncalvesMartinsVasconcelos.pdf>. Acesso em: 12 mai. 2015.

VIGILÂNCIA SANITÁRIA DE SANTA CATARINA.
Legislação
. Apresenta a legislação sobre todos os tipos de alimentos. Disponível em: <http://www.vigilanciasanitaria.sc.gov.br/index.php/joomlaorg/2013-08-13-20-53-09/category/125-alimentoshttp://www.vigilanciasanitaria.sc.gov.br/>. Acesso em: 11 mai. 2015.
Fundamentação Teórica
Alguns Conceitos

Alimentos aptos para o consumo e não aptos para a venda
Quando um alimento está próximo da data de vencimento, muitas vezes perde seu valor comercial, mesmo podendo ainda ser consumido. Com isso, ocorre a quebra operacional e estes produtos são retirados das prateleias e do processo de venda.
Alimentos perecíveis/não perecíveis
Alimentos perecíveis: necessitam de conservação adequada.
Exemplos: frutas, legumes e carnes.
Alimentos não perecíveis: não necessitam de conservação adequada.
Exemplos: enlatados, cereais e biscoitos.
Logística Reversa
Surgiu na década de 90, com o aumento da preocupação com a preservação do meio ambiente e com a procura de uma forma de cortar prejuízos e desperdício;
Algumas possibilidades que o fornecedor poderá utilizar para adicionar um destino ao produto que já passou pelo processo logístico reverso (figura 1) são:

Doações à entidades;
Vendas à indústrias;
Destinação à alimentação de animais.
O Processo de Logística Reversa é observável na Figura 1:
Figura 1 - Atividades típicas do processo logístico reverso. Fonte: Lacerda, 2003, apud Chaves et al, 2005, p. 4.
Conectando Saberes

Supermercado
Muito Obrigada!
Full transcript