Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Sistema Financeiro Nacional

No description
by

jessyca belchior

on 17 July 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Sistema Financeiro Nacional

É o conjunto de instituições e instrumentos financeiros que são utilizados visando a transferência de recursos dos ofertantes finais para os tomadores finais, podendo ainda criar condições para que títulos e valores mobiliários tenham liquidez no mercado.
Quais são as principais atividades das instituições finaceiras?

O que são poupadores (superavitários) e tomadores (deficitários)?

Quais são os tipos de Instituições Finaceiras?
Sistema Financeiro Nacional
Características
Conceito - O que é?
Tipos de Instituições Financeiras
Conselho Monetário Nacional (CMN)
Poupadores = Superavitários
Tomadores = Deficitários
Instituições Financeiras Bancárias
Instituições financeiras não bancárias
Mas o que é moeda escritural?

E o que fazem as instituições financeiras com os depósitos à vista?









O que é?
É órgão responsável por emitir diretiruzes para o bom funcionamento do SFN.
Como é constituído?
Pelo Ministro da fazenda, Ministro do Planejamento e o presidente do Banco Central .
Quais são as suas funções?
Equilibrar o balanço de pagamentos , regular o valor interno e externo da moeda, orientar as instituições financeiras...
O que é ?
É uma autarquia vinculada ao Ministério da Fazenda, é o principal executor das orientações do CMN , é também responsável por garantir o poder compra da moeda nacional.
Quais são seus objetivos?
Zelar pela liquidez da economia, estimular a popuança, manter as reservas internacionais adequadas. É ainda o responsável por emitir o papel moeda e e a moeda metálica

O que é?
É um órgão colegiado de sgundo grau, integrante do Ministério da Fazenda. Foi criado pelo Decreto 9.152/85
Quais as suas atribuições?
Julgar em segunda e última instância as decisões administrativas aplicadas pelo Banco Central , Secretaria do Comércio Exterior, Secretaria da Recita da Fazenda .
Estrutura
É composto por 8 conselheiros
Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional (CRSFN)
Bancos múltiplos

São instituições financeiras privadas ou públicas que realizam operações ativas, passivas e acessórias das diversas instituições financeiras, por meio das carteiras: comerciais, de investimento ou de desenvolvimento, de crédito imobiliário, de arrendamento mercantil e de crédito, financiamento e investimento.
Ex.: Banco do Brasil

Instituições Financeiras Captadoras de Depósitos à Vista
Cooperativas de crédito

Originam-se da associação de funcionários, de empresas, de profissionais, de empresários, com o objetivo de prestar assistência creditícia e a prestação de serviços de natureza bancária a seus associados com condições mais favoráveis.
Ex.: UNICRED

São constituídas sob a forma de sociedade civil, de propriedade comum de seus associados. Suas ações são direcionadas ao mercado imobiliário e ao Sistema Financeiro da Habitação (SFH).
Banco de Câmbio

São instituições financeiras autorizadas a realizar, sem restrições, operações de câmbio e operações de crédito vinculadas às de câmbio, como financiamentos à exportação e importação e adiantamentos sobre contratos de câmbio, e ainda a receber depósitos em contas sem remuneração, não movimentáveis por cheque ou por meio eletrônico pelo titular, cujos recursos sejam destinados à realização das operações acima citadas. Na denominação dessas instituições deve constar a expressão "Banco de Câmbio" (Res. CMN 3.426, de 2006).
Banco de Investimento

Os bancos de investimento são instituições financeiras privadas especializadas em operações de participação societária de caráter temporário, de financiamento da atividade produtiva para suprimento de capital fixo e de giro e de administração de recursos de terceiros. Devem ser constituídos sob a forma de sociedade anônima e adotar, obrigatoriamente, em sua denominação social, a expressão "Banco de Investimento". Não possuem contas-correntes e captam recursos via depósitos a prazo, repasses de recursos externos, internos e venda de cotas de fundos de investimento por eles administrados. As principais operações ativas são financiamento de capital de giro e capital fixo, subscrição ou aquisição de títulos e valores mobiliários, depósitos interfinanceiros e repasses de empréstimos externos (Resolução CMN 2.624, de 1999).
Cia Hipotecária
As companhias hipotecárias são instituições financeiras constituídas sob a forma de sociedade anônima, que têm por objeto social conceder financiamentos destinados à produção, reforma ou comercialização de imóveis residenciais ou comerciais aos quais não se aplicam as normas do Sistema Financeiro da Habitação (SFH). Suas principais operações passivas são: letras hipotecárias, debêntures, empréstimos e financiamentos no País e no Exterior. Suas principais operações ativas são: financiamentos imobiliários residenciais ou comerciais, aquisição de créditos hipotecários, refinanciamentos de créditos hipotecários e repasses de recursos para financiamentos imobiliários. Tais entidades têm como operações especiais a administração de créditos hipotecários de terceiros e de fundos de investimento imobiliário (Resolução CMN 2.122, de 1994).
Sociedades de crédito imobiliário

As sociedades de crédito imobiliário são instituições financeiras criadas pela Lei 4.380, de 21 de agosto de 1964, para atuar no financiamento habitacional. Constituem operações passivas dessas instituições os depósitos de poupança, a emissão de letras e cédulas hipotecárias e depósitos interfinanceiros. Suas operações ativas são: financiamento para construção de habitações, abertura de crédito para compra ou construção de casa própria, financiamento de capital de giro a empresas incorporadoras, produtoras e distribuidoras de material de construção. Devem ser constituídas sob a forma de sociedade anônima, adotando obrigatoriamente em sua denominação social a expressão "Crédito Imobiliário". (Resolução CMN 2.735, de 2000).
Sociedades de crédito ao microempreendedor

As sociedades de crédito ao microempreendedor, criadas pela Lei 10.194, de 14 de fevereiro de 2001, são entidades que têm por objeto social exclusivo a concessão de financiamentos e a prestação de garantias a pessoas físicas, bem como a pessoas jurídicas classificadas como microempresas, com vistas a viabilizar empreendimentos de natureza profissional, comercial ou industrial de pequeno porte. São impedidas de captar, sob qualquer forma, recursos junto ao público, bem como emitir títulos e valores mobiliários destinados à colocação e oferta públicas. Devem ser constituídas sob a forma de companhia fechada ou de sociedade por quotas de responsabilidade limitada, adotando obrigatoriamente em sua denominação social a expressão "Sociedade de Crédito ao Microempreendedor", vedada a utilização da palavra "Banco" (Resolução CMN 2.874, de 2001).
Demais instituições financeiras


Agência de fomento

São instituições financeiras NÃO bancárias, regulamentadas pelo Banco Central do Brasil (BACEN). Têm como objeto social a concessão de financiamento de capital fixo e de giro associados a projetos na Unidade da Federação onde tenha sede.

Associações de poupança e empréstimos
Banco de Desenvolvimento

São instituições financeiras controladas pelos governos estaduais, e têm como objetivo precípuo proporcionar o suprimento oportuno e adequado dos recursos necessários ao financiamento, a médio e a longo prazos, de programas e projetos que visem a promover o desenvolvimento econômico e social do respectivo Estado. As operações passivas são depósitos a prazo, empréstimos externos, emissão ou endosso de cédulas hipotecárias, emissão de cédulas pignoratícias (penhor) de debêntures e de Títulos de Desenvolvimento Econômico. As operações ativas são empréstimos e financiamentos, dirigidos prioritariamente ao setor privado. Devem ser constituídos sob a forma de sociedade anônima, com sede na capital do Estado que detiver seu controle acionário, devendo adotar, obrigatória e privativamente, em sua denominação social, a expressão "Banco de Desenvolvimento", seguida do nome do Estado em que tenha sede (Resolução CMN 394, de 1976).
BNDES
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), empresa pública federal, é hoje o principal instrumento de financiamento de longo prazo para a realização de investimentos em todos os segmentos da economia, em uma política que inclui as dimensões social, regional e ambiental.


Bancos comerciais

Bancos comerciais são intermediários financeiros que têm como objetivo captar recursos e distribuí-los de forma seletiva, criando moeda através de seu efeito multiplicador.
Ex.: Caixa Econômica Federal

Cooperativa de Crédito

Cooperativa de Crédito é uma associação de pessoas, que buscam através da ajuda mútua, sem fins lucrativos, uma melhor administração de seus recursos financeiros.
O objetivo da cooperativa de crédito é prestar assistência creditícia e a prestação de serviços de natureza bancária a seus associados com condições mais favoráveis.
Sociedade de Crédito, financiamento e investimento
As sociedades de crédito, financiamento e investimento, também conhecidas por financeiras, foram instituídas pela Portaria do Ministério da Fazenda 309, de 30 de novembro de 1959. São instituições financeiras privadas que têm como objetivo básico a realização de financiamento para a aquisição de bens, serviços e capital de giro. Devem ser constituídas sob a forma de sociedade anônima e na sua denominação social deve constar a expressão "Crédito, Financiamento e Investimento". Tais entidades captam recursos por meio de aceite e colocação de Letras de Câmbio (Resolução CMN 45, de 1966) e Recibos de Depósitos Bancários (Resolução CMN 3454, de 2007).
Grupo - Sistema Financeiro Nacional
Jessyca Belchior
Jesiel Rocha
Laíse Ramos
Fim...
Banco Central do Brasil (Bacen)
Full transcript