Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Nascimento dos Estados Unidos da America.

No description
by

jaison Mattos

on 8 September 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Nascimento dos Estados Unidos da America.

Nascimento dos Estados Unidos da America.
Colônias do Norte: região colonizada por protestantes europeus, principalmente ingleses, que fugiam das perseguições religiosas. Chegaram na América do Norte com o objetivo de transformar a região num próspero lugar para a habitação de suas famílias. Também chamada de Nova Inglaterra, a região sofreu uma colonização de povoamento com as seguintes características: mão-de-obra livre, economia baseada no comércio, pequenas propriedades e produção para o consumo do mercado interno.
Colônias do Sul: colônias como a Virginia, Carolina do Norte e do Sul e Geórgia sofreram uma colonização de exploração. Eram exploradas pela Inglaterra e tinham que seguir o Pacto Colonial. Eram baseadas no latifúndio, mão-de-obra escrava, produção para a exportação para a metrópole e monocultura.

Antes da Independências o EUA era formado por 13 colônias controladas pela metrópole: A Inglaterra. No século XVIII, os ingleses usavam estas colônias para obter lucro e recursos minerais e vegetais não disponíveis na Europa. A exploração era muito grande, com relação aos impostos e taxas cobradas dos colonos norte-americanos. Houve também a guerra dos sete anos e com isto o aumento dos impostos metropolitanos. O Sul se obtivia de mão-de-obra escrava, já o Norte era contra a escravidão. A Inglaterra resolveu aumentar os impostos e as taxas, e criou novas leis: leis que tiraram a liberdade dos norte-americanos. Leis como a Lei do chá, Lei do Selo, Lei do açúcar.
A guerra dos sete anos ocorreu entre a Inglaterra e a França entre os anos de 1756 e 1763. Foi uma guerra pela posse de territórios na América do Norte e a Inglaterra saiu vencedora. Mesmo assim, a metrópole resolveu cobrar os prejuízos das batalhas dos colonos que habitavam, principalmente, as colônias do Norte. Com o aumento das taxas e impostos metropolitanos, os colonos fizeram protestos e manifestações contra a Inglaterra. A Inglaterra resolveu aumentar vários impostos e taxas, além de criar novas leis que tiravam a liberdade dos norte-americanos. Dentre estas leis podemos citar: Lei do Chá, Lei do Selo, Lei do Açúcar. Os impostos geraram muita revolta nas colônias. Um dos acontecimentos de protesto mais conhecidos foi a Festa do Chá de Boston ( The Boston Tea Party ). Vários colonos invadiram, à noite, um navio inglês carregado de chá e, vestidos de índios, jogaram todo carregamento no mar. Este protesto gerou uma forte reação da metrópole, que exigiu dos habitantes os prejuízos, além de colocar soldados ingleses cercando a cidade. Os colonos do Norte resolveram promover, no ano de 1774, um congresso para tomarem medidas diante de tudo que estava acontecendo. Este congresso não tinha caráter separatista, pois pretendia apenas retomar a situação anterior. Queriam o fim das medidas restritivas impostas pela metrópole e maior participação na vida política da colônia. Porém, o rei inglês George III não aceitou as propostas do congresso, muito pelo contrário, adotou mais medidas controladoras e restritivas como, por exemplo, as Leis Intoleráveis. Uma destas leis, conhecida como Lei do Aquartelamento, dizia que todo colono norte-americano era obrigado a fornecer moradia, alimento e transporte para os soldados ingleses. As Leis Intoleráveis geraram muita revolta na colônia, influenciando diretamente no processo de independência. Em 1776, os colonos se reuniram no segundo congresso com o objetivo maior de conquistar a independência. Durante o congresso, Thomas Jefferson redigiu a Declaração de Independência dos Estados Unidos da América. Porém, a Inglaterra não aceitou a independência de suas colônias e declarou guerra. A Guerra de Independência, que ocorreu entre 1776 e 1783, foi vencida pelos Estados Unidos com o apoio da França e da Espanha. Em 1787, ficou pronta a Constituição dos Estados Unidos com fortes características iluministas. Garantia a propriedade privada (interesse da burguesia), manteve a escravidão, optou pelo sistema de república federativa e defendia os direitos e garantias individuais do cidadão.
A Estátua da Liberdade, cujo nome oficial é A Liberdade Iluminando o Mundo, é um monumento inaugurado em 28 de outubro de 1886, na Ilha da Liberdade, na entrada do Porto de Nova Iorque. O monumento comemora o centenário da assinatura da Declaração da Independência dos Estados Unidos da América e é um gesto de amizade da Franca para com os Estados Unidos. Foi projetada e construída pelo escultor alsaciano Frédéric Auguste Bartholdi, que se baseou no Colosso de Rodes para edifica-la. Para a construção da estrutura metálica interna da escultura, Bartholdi contou com a ajuda do engenheiro francês Gustave Eiffel, o mesmo engenheiro da Torre Eiffel.

Os Estados Unidos da América é o pais mais influente e é também aquele que, influi na economia e na política internacional. Mas não foi sempre assim. Ele teve que moldar seus costumes, seus preceitos, sua sociedade e sua própria política. Um pais que veio num púlpito de ouro maciço, em primeiro lugar, para ser a eterna potência do mundo futuro. Tudo começa nas 13 colônias inglesas, que estavam se estranhando. Dentre todas elas podemos citar no Sul da Geórgia, Carolina do Sul, Virginia e Maryland. Já no Norte teríamos New Hampshire, Nova Yorque, Massachusetts, Connecticut, entre outros. Porém, cinco mil quilômetros dali o Império britânico chefiado pelo Rei George III, começava a se estranhar com a nova geração de colonos rebeldes. Colonos que iriam mudar para sempre o destino do povo. A Guerra da Independência tinha estourado em quase todos os cantos do pais. Milhares de vidas perdidas, a população norte-americana, liderada pelo general e futuro primeiro presidente George Washington contra a Inglaterra. A franca de Luís XVI foi um grande aliado para essa gloriosa conquista. Sem a ajuda do exército francês de do aristocrata e general, Marques de La Fayette, a guerra não teria sido a mesma. Não podemos esquecer da Maçonaria. A sociedade secreta ajudou politicamente tanto durante a guerra quanto durante as reuniões entre intelectuais iluministas. Maçons brilhantes com Benjamin Franklin, John Hancock, Joseph Hews, Willian Hooper, entre outros, assinaram o famoso documento de independência.
Full transcript