Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Classificação e Nomenclaturas de Custos

No description
by

Otimize Soluções

on 5 March 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Classificação e Nomenclaturas de Custos

Custos na Indústria
Custo de Produção do Período
Custo da Produção Acabada
Custo dos Produtos Vendidos
Custo de Produção do Período
: É a soma dos custos incorridos no período dentro da fábrica.
CP= MD + MOD + CIF
Classificação em Fixo e Variáveis
Conceitos
Image by Tom Mooring
Classificação dos Custos em Diretos e Indiretos
Classificação e Nomenclaturas de Custos
Diretos
Aqueles que podem ser apropriados diretamente AOS PRODUTOS, bastando haver uma medida de consumo.
Indiretos
Aqueles que não oferecem condição de uma medida objetiva e qualquer tentativa de alocação tem de ser feita de maneira estimada e muitas vezes arbitrária.
Vamos Mergulhar no Exemplo
Prof. Adm. Diego da Silva
Custo da Produção Acabada:
É a soma dos custos contidos na produção acabada no período. Pode conter custos de produção também de períodos anteriores existentes em unidades que só foram completas no presente período.
CPA= EIPP+CP-EFPP
Custo dos Produtos Vendidos:
É a soma dos custos incorridos na produção dos bens e serviços que só agora estão sendo vendidos. Pode conter custos de produção de diversos períodos, caso os itens vendidos tenham sido produzidos em diversas épocas diferentes.
CPV= EIPA+CPA-EFPA
Situações Interessantes
Classificação em relação ao PRODUTO/SERVIÇO, não à produção ou deteminado setor.
Material de Consumo: Algumas situações podem ser apropriada diretamente, no entanto muitas vezes a relação "custo-benefício" é desfavorável para itens de pequena importância.
Depreciação, também poderia apropriar diretamente, mas o próprio valor de depreciação já é estimado e arbitrariamente fixado que chega a ser pouco útil a alocação direta.
Energia Elétrica: Seria relevante, no entanto, seria necessário dispositivos de mensuração de quanto é aplicado à cada produto.
Mão de Obra: Que atua sobre o produto que está sendo elaborado consideramos como Direto; Enquanto que chefia, supervisão, manutenção, prevenção de acidentes, contabilidade de custos, PCP, etc... que apesar de vinculados à produção, nada têm de aplicação direta sobre o produto, então tratamos como Indireto.
Cada vez que for necessário utilizar qualquer forma de rateio ou estimativa o custo é indireto.
Fixo
Valor não altera em relação ao volume produzido
Variáveis
Valor varia em razão do volume produzido.
Considerações Importantes
Enquanto que a classificação em Diretos e Indiretos só se aplica em CUSTOS, a classificação em Fixos e Variáveis também pode ser aplicado em Despesas.
Todos os custos podem ser classificados em Fixos ou Variáveis e em Diretos e Indiretos ao mesmo tempo.
Os custos variáveis são sempre diretos por natureza, embora às vezes sejam tratados como indiretos por razões de economia.
Outras Nomenclaturas de Custos
Custos Primários:
soma de matéria-prima com mão-de-obra direta. Somente estes dois elementos.
Custos de Transformação:
Soma de todos os custos de produção, exceto os relativos a matéria-prima e outros eventuais adquiridos e empregados sem nenhuma modificação pela empresa. Representam estes Custos de Transformação o valor do esforço da própria empresa no processo de elaboração de um determinado item (mão-de-obra direta e indireta, energia, materiais de consumo industrial, etc.)
Full transcript