Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

A Importância da Abordagem Histórica da Gestão Educacional

No description
by

Asheley Delmondes

on 10 September 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A Importância da Abordagem Histórica da Gestão Educacional

A Importância da Abordagem Histórica da Gestão Educacional - José Claudinei Lombardi
Objetivo do texto
[...] pretendeu-se descrever o contexto (nacional e internacional), de maneira mais detalhada, com suas determinantes econômicas, sociais, políticas e educacionais, bem como realizar a caracterização histórica da política educacional. Ora, contexto histórico não é justaposição ou cenário de fundo, mas sim, um fio condutor que permite analisar a administração escolar à luz das mudanças do sistema escolar brasileiro e dos acontecimentos que o determinaram. (ANDREOTTI, 2010, p. 2).
Perspectiva a-histórica
[...] a filosofia pós moderna , ao reduzir o sujeito ao conceito, limitou a reflexão à prática e retirou do cenário filosófico a possibilidade da crítica à sociedade, à cultura, à economia e a Filosofia. (GHEDIM, 2011, p. 130).


Imperalismo
Econômico
Tecnocracia

Abstracionismo

Visão arcaíca

Ideologia alemã


Conclusão
O que seria a abordagem histórica?
Segundo Ferreira Jr. (2013) é o nexo dialético que há entre o conhecimento e a história, ou seja, a produção do conhecimento sempre está sujeita as contingências econômicas, políticas, sociais e culturais da sua época e esta afirmação no campo da educação se confirma, pois os fenômenos educacionais são, em todos os tempos oriundos das complexas e contraditórias relações sociais que os homens estabelecem entre si e a natureza, portanto, as problemáticas do estudo estão sempre vinculadas aos contextos históricamente dados.
3. Visão idealizada da escola
[...] sociedade igualmente idealizada, que toma tudo, todos e todas as relações como mera representação, ou como expressão ideal e distorcida da realidade, ou simplesmente como uma idéia geral e abstrata do mundo, do homem, da vida e de todas as coisas. A história da escola fica meio parecida com uma “estória” que, em lugar de tratar das situações reais que a envolve, sempre está a construir idéias como expressão da realidade. (LOMBARDI, 2010, p. 16).
Apontamentos do autor:
- Democracia indireta e passiva (EUA e Europa Ocidental) X Democracia Grega;
- Indicações ao cargo de diretor ligadas as notas do Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB) - 4º Poder: Mídia;
- Ter claro o lugar social, político e epistemológico de onde estamos falando;
-Não é a consciência que determina a vida, mas a vida que determina a consciência (Marx);
Assim, perde-se o ponto de vista da totalidade da relação homem-natureza, sujeito-objeto, no qual se justifica a centralidade das categorias trabalho (atividade produtiva consciente) e estranhamento e da qual se pode deduzir a determinação do econômico em última instância, e recai-se num cientificismo
tipicamente burguês, fragmentado. (CROCE, ?, p. 15).
Visões de senso comum e as opiniões socialemente difundidas sobre a escola
Escola como panacéia;
1. visão: A-histórica:
[...] que trata a escola que temos como um tipo de organização que sempre existiu mais ou menos dessa forma como a conhecemos hoje, com essa estrutura, essa organização. Essa visão tende a eternizar a escola que, assim , não teria passado, nem futuro, mas apenas presente. (LOMBARDI, 2010, p. 16).
2. Perspectiva anacrônica
[...] considera a escola de ontem como muito melhor, em sua estrutura, em sua organização, em sua disciplina e em seuconteúdo, do que a escola de hoje. Colocando ênfase no discurso e na memória, que são certamente de fundamental importância para o entendimento do que se passou com
nossa história, com nossas vidas e com nossa escola, acaba direcionando a discussão para o passado como um momento qualitativamente superior (LOMBARDI, 2010, p. 16).
A compreensão histórica e filosófica da gestão
escolar se baseia no:
- Príncipio da determinação material;
-Principio da totalidade;
-Príncipio da Transformação;

A administração escolar é pretendida como uma empresa;

A escola que temos hoje é produto da ação humana , por isso, é possível construir uma OUTRA escola como instrumento de uma sociedade justa, fraterna e solidária

Referências Bibliográficas:

CROCE, Benedetto. Base–superestrutura: o que subjaz à famigerada metáfora? ´Disponível em: http://www.uff.br/iacr/ArtigosPDF/36T.pdf. Acesso em: 08 set. 2014.

FERREIRA JR, Amarilio. A influência do marxismo na pesquisa em educação brasileira. Histedbr On-line, Campinas, n. 49, p.35-44, mar. 2013. Anual. Disponível em: <http://www.fae.unicamp.br/revista/index.php/histedbr/article/viewFile/5337/4259>. Acesso em: 22 jun. 2014.

GHEDIN, Evandro. Questões de método na construção da pesquisa em educação. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

LOMBARDI, José Claudinei. A importância da abordagem histórica da gestão educacional. In: ANDREOTTI, Azilde L.; LOMBARDI, José Claudinei; MINTO, Lalo Watanabe (Org.). História da administração escolar: do diretor ao gestor. Campinas: Alínea, 2010. Cap. 1. p. 15-28


Full transcript