Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

O beijo da palavrinha

No description
by

BE AEN

on 6 May 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of O beijo da palavrinha

Leitura, análise e interpretação da imagem
Elementos paratextuais
Interpretação do título
Leitura, análise e interpretação da imagem
Interpretação do título
O título tem a ver com o final da história, pois:
no final a menina é beijada pela palavra “mar” e deixa a vida na Terra;
“Palavrinha” pois “mar” é uma palavra pequena e pequena e jovem é a menina.

Escritor
Mia Couto
(António Emílio Leite Couto), nasceu na Beira, em Moçambique, em 1955 e é um dos principais escritores africanos.
Mia Couto recria a oralidade […], através de uma língua literária sustentada por uma exuberante criatividade lexical e uma sintaxe que faz a ponte entre a oralidade e a pura invenção, em que o contexto comunicativo, estético, possibilita a partilha da mensagem de ruptura. As marcas fortes da oralidade estão igualmente presentes nas frases proverbiais, que definem uma atmosfera, um estado de espírito ou um saber sombrio.”

O conto "O beijo da palavrinha" foi recolhido entre contos tradicionais africanos.

Autores
Sentimentos, afetos e valores
Perspetiva temática
Análise e interpretação da imagem da capa
Leitura e interpretação do título
O título tem a ver com o final da história, pois no final a menina é beijada pela palavra “mar” e deixa a vida na Terra.

“Poeirinha” pois é em poeira que a menina se transforma quando morre;
“Palavrinha” pois “mar” é uma palavra pequena e pequena e jovem é a menina.

Autores
Mia Couto
Danuta Wojciechowska
Outra cultura
Interdisciplinaridade
Intertextualidade
No início, desperta sentimentos de tristeza, pela pobreza em que vive Maria Poeirinha, de solidariedade, porque nos sentimos próximos dela e a apoiamos, mas também de esperança pois a menina não deixa de sonhar – imagina ser uma princesa que desfila com o seu lindo manto.
Carinho, camaradagem, surpresa (afinal o Zeca não era assim tão tonto!), amizade, alegria (quando a menina decifrou a letra “m”), beleza (apesar da dor causada pela morte de Poeirinha).

• tristeza
• solidariedade
• esperança
• carinho
• camaradagem
• surpresa
• amizade
• alegria
• beleza


O texto propõe uma leitura diferente da relação afetiva entre os irmãos, baseada na partilha de sonhos e na transferência de fantasias, assim como da própria morte, aqui entendida como o início de um novo ciclo, uma espécie de viagem numa nova dimensão.


Simbologia e animismo
Ao tocar em todas as letras da palavra
MAR
, como se as beijasse, a menina transforma-se, passando para outro plano - o mundo dos mortos.
Mas a morte implica somente no desaparecimento do
corpo do campo de visão de todos.

Tradições
Cultura africana
Obras recomendada pelas Metas Curriculares de Português
O Beijo da Palavrinha
Mia Couto; Ilustração: Danuta
Editorial Caminho

4º ano
Contos e Lendas de Portugal e do Mundo
João Pedro Mésseder , Isabel Ramalhete ;
Editor: Porto Editora
5º ano
"O macaco e o cágado" - Conto tradicional de Moçambique
Mar Me Quer
Mia Couto
Editorial Caminho

8.º ano
as crenças e vivências moçambicanas
o mar
o amor e a morte
a reinvenção de palavras
Abordagem de uma obra para a educação literária
As ilustrações procuram, no estilo e nas cores habituais de Danuta Wojciechowska, recriar as duas dimensões centrais da narrativa, um universo mais realista e outro fantástico e metafórico, cruzando-as e representando as manifestações da segunda na primeira.
Ilustradora
Danuta Wojciechowska,
nasceu no Québec, Canadá, em 1960.
É formada em Design de Comunicação em Zurique e em Educação pela Arte em Inglaterra. Vive e trabalha em Lisboa desde 1984, onde dirige o atelier Lupa Design. Dinamiza oficinas de ilustração para adultos, jovens e crianças que promovem a criatividade e a literacia visual ligado ao livro infantil. Recebeu o Prémio Nacional de Ilustração de 2003. As suas ilustrações foram selecionadas para a exposição internacional da Feira do Livro para Crianças de Bolonha.
Questão geracional
Jaime Litorâneo pode ser associada à figura do ancião, que é símbolo de respeito e saber.
 a figura do
ancião
é símbolo de respeito, representa a ligação entre os vivos e os mortos;
 a
morte
não representa um corte e sim uma mudança de vida, uma passagem para outro ciclo;
 a
palavra
, tem um caráter sagrado com origem divina e forças ocultas

formas
cores...

Interdisciplinaridade
Estudo do meio
geografia
história
Cidadania
valores
património imaterial
Expressão plástica
Objetivos e descritores do domínio da educação literária: narrativa
Género
Objetivos e descritores domínio da educação literária (gerais)
Análise e interpretação da imagem da capa
Leitura e interpretação do título
O título tem a ver com o final da história, pois no final a menina é beijada pela palavra “mar” e deixa a vida na Terra.

“Poeirinha” pois é em poeira que a menina se transforma quando morre;
“Palavrinha” pois “mar” é uma palavra pequena e pequena e jovem é a menina.

Autores
Mia Couto
Danuta Wojciechowska
Perspetiva escalar
Agrupamento de Escolas Emídio Navarro
Ana Torres

Margarida Pinho

Sara Cacela
Desafiante
Outras leituras
No Coração da África Misteriosa
Ana Maria Magalhães, Isabel Alçada, Arlindo Fagundes
Mitos & Lendas Africanas

de Philip Ardagh

Editor: Editorial Estampa
Contos Populares de Moçambique

M. Margarida Pereira-Müller;
Ilustração: Anna Bouza da Costa
Editor: Feitoria dos Livros
O Gato e o Escuro

Mia Couto
Editor: Editorial Caminho


O Pequeno Livro dos Medos

Sérgio Godinho
Editor: Assírio & Alvim
Coleção: ASSIRINHA
O que é a Vida?

O que são os Sentimentos?

Jérôme Ruillier, Oscar Brenifier
Editor: Dinalivro
Coleção: Filosofia Para Crianças
Livros informativos
Atlas
Arte
Geografia
História
Fauna
Flora
Os Descobrimentos Portugueses. Viagens e Aventuras


Luís de Albuquerque, Ana Maria Magalhães, Isabel Alçada
Editor: Editorial Caminho
Coleção: Historia de Portugal
Sitografia


http://lusofonia.com.sapo.pt/mia.htm

O contraste entre o conceito de morte
nas culturas ocidentais e africanas
https://uspdigital.usp.br/siicusp/cdOnlineTrabalhoVisualizarResumo?numeroInscricaoTrabalho=1588&numeroEdicao=18
http://195.23.38.178/casadaleitura/portalbeta/bo/portal.pl?pag=sol_lm_fichaLivro&id=1631
A Educação Literária e a Leitura numa perspetiva escalar no Agrupamento Escolas!
Círculo de estudos
2014|2015
Articulação com os restantes domínios do Português
1. Ler e ouvir ler obras de literatura para a infância e textos da tradição popular.
23. Ler e ouvir ler textos literários.
4º ano
3. Identificar, justificando, personagens principais e coordenadas de tempo e de lugar.

4. Delimitar os três grandes momentos da ação: situação inicial, desenvolvimento e situação final.

5. Fazer inferências (de agente – ação, de causa – efeito, de problema – solução, de lugar e de tempo).

7. Propor alternativas: alterar características das personagens; sugerir um cenário (temporal ou espacial) diferente.

8. Recontar uma história a partir do ponto de vista de uma personagem.

24. Compreender o essencial dos textos escutados e lidos.
5. Reconhecer a estrutura e elementos constitutivos do texto narrativo: personagens (principal e secundárias); narrador; contextos temporal e espacial; ação (situação inicial, desenvolvimento da ação – peripécias, problemas e sua resolução).

6. Compreender relações entre personagens e entre acontecimentos.

8. Aperceber-se de recursos utilizados na construção dos textos literários (linguagem figurada; recursos expressivos – onomatopeia, enumeração, personificação, comparação) e justificar a sua utilização

20. Ler e interpretar textos literários.
5º ano
1. Identificar relações, formais ou de sentido, entre vários textos, estabelecendo semelhanças ou contrastes.
21. Tomar consciência do modo como os temas, as experiências e os valores são representados nos textos literários.
1. Escutar para aprender e construir conhecimentos.

3. Produzir um discurso oral com correção.

5. Participar em atividades de expressão oral orientada, respeitando regras e papéis específicos.
Oralidade
4º ano
6. Ler em voz alta palavras e textos.

7. Ler textos diversos.

8. Apropriar-se de novos vocábulos.

9. Organizar os conhecimentos do texto.

10. Relacionar o texto com conhecimentos anteriores e compreendê-lo.

17. Escrever textos narrativos.

Leitura e Escrita
Gramática
1. Ler e ouvir ler obras de literatura para a infância e textos da tradição popular.

2. Fazer a leitura expressiva de pequenos textos, após preparação da mesma
23. Ler e ouvir ler textos literários.
6. Recontar histórias lidas, distinguindo introdução, desenvolvimento e conclusão.

9. Interpretar sentidos da linguagem figurada.

10. Responder, oralmente e por escrito, de forma completa, a questões sobre os textos.

24. Compreender o essencial dos textos escutados e lidos.
1. Ler e ouvir ler obras de literatura para a infância e textos da tradição popular.

2. Manifestar sentimentos e ideias suscitados por histórias e poemas ouvidos..
25. Ler para apreciar textos literários.
http://dge.mec.pt/metascurriculares/index.php?s=directorio&pid=16
Full transcript