Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Estratificação social e Classes Sociais

No description
by

KARINE MUZEKA

on 18 February 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Estratificação social e Classes Sociais

O novo critério de classificação dos estratos socioeconômicos brasileiros já entra em uso pela Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa (Abep) em janeiro de 2014. A estratificação socioeconômica da sociedade brasileira é particularmente importante para a segmentação do mercado consumidor, para a formulação de estratégias e programas de ação de marketing e para a elaboração e acompanhamento de políticas públicas direcionadas para as várias camadas sociais da população brasileira.

Nascida em um grupo marginalizado, Saroj tem uma incomum história de sucesso (Foto: Kamani Tubes-Divulgação)

Brasil é 4º país mais desigual da América Latina, diz ONU
DESIGUALDADE SOCIAL
Gênero é um dos exemplos mais profundos de estratificação.

Não existe nenhuma sociedade em que os homens não tenham, em certos aspectos da vida social, mais riqueza, maior estatuto e influência do que as mulheres.

GÊNERO E ESTRATIFICAÇÃO
Giddens (2001): diferem em muitos aspectos da escravatura, castas ou estados.

Podemos definir a classe como um grande grupo de pessoas que partilham recursos econômicos comuns, que influenciam fortemente o seu estilo de vida.

CLASSES

ESTAMENTOS

Segundo Giddens (2001):
faziam parte de muitas civilizações tradicionais, incluindo o feudalismo europeu.

CASTAS

CLASSE, ESTRATIFICAÇÃO E DESIGUALDADE

Araújo, Bridi e Motim (2011):
as relações entre os indivíduos e grupos são marcadas pela desigualdade por ocuparem lugares sociais distintos, segundo critérios de diferentes épocas.

Giddens (2001):
descrição das desigualdades existentes entre indivíduos e grupos nas sociedades humanas.

A classes influenciam muito a vida das pessoas e estão associadas à diversas formas de desigualdades, exemplo:
CONCLUSÃO
DIVISÕES DAS CLASSES
Giddens (2001):
desigualdade extrema - indivíduos são possuídos por outros como sua propriedade.

Escravidão

CLASSIFICAÇÕES

REFLEXÃO
Aburguesamento significa “tornar-se mais burguês”, um termo de estilo marxista para significar “tornar-se mais classe média”.

TESE DO ABURGUESAMENTO

Composta pelas pessoas que trabalham em ocupações muito diferentes (prestadores de serviços, professores, médicos, profissionais de “colarinho branco”.

CLASSE MÉDIA

DIVISÕES DAS CLASSES

As principais bases de diferença entre as classes são a riqueza e a ocupação profissional e não relações pessoais de dever ou de obrigação.

As classes dependem de diferenças econômicas entre grupos de indivíduos;

A posição de classe de um indivíduo é, pelo menos em parte, alcançada e não simplesmente dada à nascença;

Não são estabelecidas por disposições legais ou religiosas;

Principais diferenças das outras estratificações segundo Giddens:
Constituída, como afirma o sociólogo John Goldthorpe, por técnicos, gestores e administradores de topo.

CLASSE DE SERVIÇO

Pequena minoria de indivíduos que têm riqueza e poder.
São capazes de transmitir os seus privilégios aos seus filhos.

CLASSE ALTA

DIVISÕES DAS CLASSES
MOBILIDADE INTERGERACIONAL:
refere-se à mobilidade através das gerações.
MOBILIDADE INTRAGERACIONAL: refere-se à ascensão ou declínio social no decurso da vida profissional.
MOBILIDADE LATERAL:
refere-se à movimentação geográfica entre bairros, cidades ou regiões.
MOBILIDADE VERTICAL:
refere-se ao movimento ascendente ou descendente na escala socioeconômica.
Movimento de indivíduos e grupos entre diferentes posições socioeconomicas.
MOBILIDADE SOCIAL
Erik Olin Wright: combinando aspectos das abordagens de Marx e de Weber, desenvolveu uma influente teoria de classes: a existência de três dimensões de controle sobre os recursos econômicos na produção capitalista moderna.

TEORIA ERIK OLIN WRIGHT

Classe média/contraditória
Gerentes e “colarinhos brancos”


ESTRATIFICAÇÃO

Max Weber: a estratificação social não é simplesmente uma questão de classes, mas é modelada por dois outros aspectos: o status e o partido.

TEORIA MAX WEBER

CLASSE

Situação de mercado

STATUS

Honra social e prestígio

PARTIDO (POLÍTICA)

Poder

Pierre Bourdieu: há uma troca simbólica de ideias e senso comum que permeia a relação entre as classes e suas frações, reproduzindo a estrutura social.

TEORIA PIERRE BOURDIEU

Dependência mútua

Exploração da mais-valia

Duas classes principais

Karl Marx: burguesia e trabalhadores são classes históricas revolucionárias e antagônicas, contraditórias e complementares, porque uma não existe sem a outra.

TEORIA KARL MARX

Universidade Federal do Paraná
Setor de Educação Profissional e Tecnológica
Curso Superior de Tecnologia em Gestão Pública
Sociologia na Gestão Pública
Professora: Dione Lorena Tinti

Estratificação Social
e Classes Sociais

Anna Paula R. Oya
Joelma Santos
Karine Muzeka
Letícia Oliveira

Junho de 2010: trabalhadores escravizados em fazenda de cana-de-açúcar em Mato Grosso do Sul recebem suas refeições. (Foto: João Roberto Ripper / Imagens Humanas )

Fonte: www.senado.gov.br
Giddens (2001):
associada às culturas do subcontinente indiano e à crença Hindu no renascimento.

Realeza
Nobreza
Alto Clero
Baixo Clero
Comerciantes
Artesãos

Camponeses
Sociedades industriais modernas
Mercadoria:

riqueza realizada socialmente e apropriada individualmente.
PROLETARIADO
CAPITALISTAS - BURGUESIA
Capital cultural
Capital econômico
Classe dominante
Capital social
Distribuição desigual de capital
Conflitos/luta entre classes e frações de classe
Capitalistas
(Controle de capital, mãos de obra e meios de produção)
Trabalhadores (duplamente controlados)
Segundo Giddens (2001)
Relação entre dominantes e dominados na sociedade
Política
Científico
Direito
Cultural
Econômica
SUBCLASSE
Giddens (2001):
descreve o segmento da população caracterizado por múltiplas desvantagens

Novo modelo de estratificação socioeconômica e consumo no Brasil
Giddens (2001)
No entanto, a mobilidade social é uma realidade para muitos, através das oportunidades de ingresso no ensino superior, cursos técnico-profissionais e participação do Estado na elaboração de políticas públicas voltadas ao desenvolvimento social e distribuição de renda mais justa.

Escravidão através da História
Brasil
Escravidão hoje
Superestrutura
Infraestrutura
Cultura
Política
Direito
Economia
(modelo de produção)
"Luta de classe o motor da História"
Karl Marx
Seis etapas dos modos de produção
Primitivo
Modelo Asiático=
Impérios Asiáticos
e Persa
Escravista
Feudalismo ou Estamentos
Capitalista
Comunismo
Quando existe contradição entre as forças produtivas e as relações de produção transformação da sociedade salto de modo de produção.
Full transcript