Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Gestão da Qualidade e Matriz SWOT

No description
by

Rui Pascoal

on 14 May 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Gestão da Qualidade e Matriz SWOT

Necessidade de acompanhar o desenvolvimento e crescimento; Breve Caracterização Normativa do Setor Social Política da Qualidade Conclusões Mestrado em Gestão de Recursos de Saúde U.C. Gestão da Qualidade em Saúde Docente: Doutora Natércia Santos (9868) Rui Pascoal Análise SWOT ao CAST Análise e Tendência ao Meio Envolvente Implementação do SGQ no CAST Introdução A Gestão da Qualidade no Setor Social Análise SWOT ao Setor Social em Portugal Mestrado em Gestão de Recursos de Saúde U.C. Empreendedorismo em Saúde Docentes: Doutor Jorge Simões - Doutora Maria José Madeira Discussão: (9868) Rui Pascoal Gestão da Qualidade e Matriz SWOT Aplicada ao Setor Social
Estudo de Caso (9667) Jorge Mesquita Até à década de 1970, a gestão da qualidade estava intimamente ligada ao mundo dos negócios, não se aplicando, como atualmente, a outras organizações que não empresariais. Atualmente no Setor Social: Cresceu a utilização de tecnologias de informação;
Houve uma aproximação às abordagens, técnicas e práticas de gestão do setor empresarial. A Gestão da Qualidade no Setor Social Oportunidades da implementação de SGQ Ameaças na implementação de SGQ • Traz mudanças (tão necessárias como urgentes) às organizações, que levam à melhoria no seu desempenho;
• Pela focalização nos utentes/clientes, quer internos quer externos, leva a uma melhoria nos serviços;
• Aperfeiçoa a comunicação ao nível interno e externo;
• Mobiliza toda a organização em torno da melhoria contínua;
• Favorece a eficiência pela racionalização dos recursos. • Elevados níveis de resistência quer na implementação quer na consolidação;
• Dificuldades no processo de tomada de decisão;
• Insuficiência qualitativa e quantitativa de recursos humanos;
• Recursos financeiros escaços pra concretizar o projeto;
• Excesso de burocracia o que limita a inovação. EQUASS ISO 9001:2008 Manuais da Segurança Social Direcionado para as Organizações que prestam serviços na área social;

Sistema aprovado e monitorizado pelo Comité Europeu da Qualidade e concebido pela Plataforma Europeia para a Reabilitação;

Tem como base os Sistemas de Qualidade Total. O EQUASS tem três níveis de reconhecimento da qualidade nas organizações:

Nível I - Certificação da Qualidade nos Serviços Sociais;

Nível II - Certificação da Excelência nos Serviços Sociais;

Nível III - Prémio Europeu da Qualidade nos Serviços Sociais. É aplicável a qualquer organização, independentemente do setor de atividade e pela relevância internacional assumida, tornou-se também modelo para as Organizações da área social. Baseia-se em 8 princípios de gestão da qualidade: Assenta no ciclo na melhoria contínua (ciclo de Demming ou PDCA) e estabelece que:

Deve existir interação entre os diferentes processos;

Que existe uma necessidade de planeamento;

Executar as tarefas/atividades;

Que é necessário monitorizar e avaliar resultados;

E agir em função do impacto junto dos utentes/cliente, melhorando o que houver a melhorar e consolidando o que é bem feito. • Foco no cliente;
• Liderança;
• Envolvimento do pessoal;
• Abordagem de processos;
• Abordagem de sistemas;
• Melhoria contínua;
• Processo decisório baseado em fatos;
• Relações com fornecedores benéficas para ambas as partes. A aplicação e certificação destes modelos é voluntária e tem como principal fundamento a promoção da qualidade, tendo por base um conjunto de manuais para cada uma das RS tipificadas pelo ISS.

Criado pelo ISS, certifica as RS em três níveis (A,B e C).

Tem por base a ISO 9001:2008 e os modelos de excelência EFQM. Este sistema surge numa lógica de complementaridade, na medida em que:

Mistura um conjunto de requisitos de gestão e da prestação dos serviços;

Com disposições regulamentares para o desempenho da atividade. Missão Visão Valores Gestão da Qualidade e Matriz SWOT Aplicada ao Setor Social
Estudo de Caso (9667) Jorge Mesquita Estudo de Caso Prestar serviços de excelência e de forma personalizada, que promovam ativamente o bem-estar físico, mental e social dos seus utentes/clientes Define o posicionamento da Instituição perante a comunidade tomarense. Mais do que responder a um requisito da Norma ISO 9001:2008, a clarificação da Missão permitiu-nos dotar a Instituição de uma orientação geral, ou seja permite saber exatamente porque existe o CAST e quem serve. Ser reconhecido como uma Instituição de excelência, por utentes/clientes, seus familiares e comunidade em geral e como parceiro essencial para o desenvolvimento da região Esta definição de Visão, surge dentro de uma perspetiva de equilíbrio entre fatores internos e externos, procurando mostrar o impacto da sua intervenção. À semelhança da Missão, espera-se que possa constituir orientação para comportamentos e ações dos colaboradores, dirigentes e voluntários. Profissionalismo
Entreajuda Respeito Solidariedade
Alegria
Gerir com rigor todos os recursos da instituição, tendo como preocupação que a cada investimento corresponda uma melhoria efetiva ao nível operacional e/ou organizacional, procurando um crescimento sustentável. Garantir aos colaboradores um ambiente propício ao desenvolvimento das suas capacidades, bem como proporcionar-lhes ferramentas para atingir os objetivos traçados pela Direção;
Promover o trabalho em equipa e incentivar os colaboradores para o aperfeiçoamento e para a inovação;
Assegurar que as necessidades de formação são identificadas e satisfeitas. Satisfazer as necessidades explícitas e implícitas dos Utentes/Clientes e da comunidade, bem como garantir um serviço de Qualidade que ofereça as melhores soluções para cada situação. Avaliar constantemente o que fazemos com vista à melhoria contínua;
Promover uma relação de respeito, confiança e exigência com os fornecedores, avaliando com regularidade o seu desempenho;
Promover a eficiência e Qualidade operacional e assegurar as boas condições das infraestruturas e equipamentos;
Garantir o cumprimento das obrigações legais e regulamentares inerentes à atividade. Sustentabilidade Clientes Interna (Processos) Conhecimento, aprendizagem e inovação (RH) A ferramenta utilizada para a elaboração da Política de Qualidade do CAST foi o Balanced Scorecard.

Este mecanismo permite traduzir a visão estratégica em ação, equilibrando diferentes perspetivas (permitindo uma visão para além da contabilidade previsional):

Financeira;
Clientes;
Processos;
Aprendizagem Organizacional. A evolução anual dos fatores demográficos de que tenderá para um cenário de aumento faixa etária da terceira idade, o que se traduz-se num previsível aumento da procura nas RS da Área de Idosos do CAST, sendo esta uma oportunidade.

Prevê-se um cenário de aumento do número de instituições a prestar estes serviços, o que se pode traduzir numa AMEAÇA para o CAST. Outra ameaça decorrente dos fatores demográficos é a baixa da natalidade, o que retira clientes à Área Infantil do CAST. Pirâmide Etária da População Portuguesa (2010 e projeção 2030) O ponto de partida para as conclusões a este trabalho, passa pela questão acerca de quais os benefícios das Organizações que operam no setor social em implementar um SGQ.
A resposta a essa questão, passa pela de sustentabilidade que os benefícios que estes sistemas trazem às Organizações e ao CAST em particular, permitindo: Generalizaram-se os modelos das organizações enquanto sistemas; Pelas provas dadas pelos SGQ noutras áreas; Para centralizar a atividade no utente/cliente; Para procura da sustentabilidade num clima de instabilidade económica, social e política. (surge por:) Há cerca de 100 anos, foi criado em Tomar um serviço de apoio a carenciados, denominado Albergue e, mais tarde, Sopa dos Pobres, surgindo também uma creche para crianças desprotegidas denominada de Lactário. Estes serviços foram evoluindo, até se chegar ao atual CAST. Em maio de 2011 a atual Direção decidiu partir para a implementação do SGQ, certificando todas as suas RS pela Norma ISO 9001:2008. Apesar de se encontrar ainda em fase de implementação, é já possível verificar uma melhoria significativa nos parâmetros da qualidade. Fonte: Autores Potenciar as forças de cada Organização (S);

Ultrapassar as suas fraquezas (W);

Identificar oportunidades (O);

Transformar ameaças em oportunidades (T).
Full transcript