Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Teoria da Administração Científica

Seminário de Gestão Organizacional - Teoria Científica de Frederich Winslow Taylor.
by

Miriam Samai

on 26 May 2011

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Teoria da Administração Científica

Teoria da Administração Científica
Componentes:
Alexsandro Justino
Glice Rocha
Igor Marques
Lucas Bibiano
Mike Job

4.401.1M
Turma:
Fernando Paiva
Professor:
Princípios

Sempre existiu em nossa história alguma forma rudimentar de administração;
Até o século XIX o desenvolvimento de ideias e teorias para a Administração foi extremamente lento;
Sofreu fortes influências.
Antecedentes históricos
ER exemplo de Moisés (Êxodo 18:13-27)
Exemplo bíblico de Moisés (Êxodo 18:13-27);
Organização hierárquica social das civilizações;
Criação e registro de leis;
Utilização da burocracia, etc.
Taylorismo
Introdução;
Administração Científica;
1º Período de Taylor;
2º Período de Taylor;
Organização Racional do Trabalho (ORT);
Fundamentos da ORT.
Idealizada pelo engenheiro Frederick Winslow Taylor;
Enfatizava as tarefas;
Tentava tornar a Administração mais exata;
Focava no aumento de produtividade.
Lança 1º livro: Shop Management, 1903
Pagar melhores salários;
Custos padronizados;
Seleção de empregados de acordo com aptidões;
Funcionários treinados;
Atmosfera íntima com os trabalhadores.
Lança 2º livro: Princípios da Administração Científica, 1911
Foco na empresa como um todo;
Problemas da época:
Vadiagem sistemática;
Desconhecimento das rotinas de trabalho;
Falta de uniformidade das técnicas.
Apreciação crítica do Taylorismo
Introdução;
Críticas da Administração Científica;
Pioneirismo da Administração;
Conclusão.
1ª - Mecanicismo da Administração Científica;
2ª - Superespecialização do operário;
3ª - Visão microscópica do homem;
4ª - Ausência de comprovação científica;
5ª - Limitação do campo de aplicação;
6ª - Abordagem prescritiva e normativa;
7ª - Abordagem de sistemas fechados.
Restrição das tarefas dos operários;
Busca atenção ao elemento humano;
Operários sem iniciativas;
Teoria das máquinas.
Especialização do trabalho;
Movimentos repetidos;
A pesquisa Hoxie.
Individualismo do operário;
Concepção negativa do homem.
O estudo da organização;
O sucesso da racionalização nas empresas.
Tentativa de substituir os métodos falhos pelos mais eficientes;
Funcionários não possuem capacidade de analisar seu trabalho.
Análise do Trabalho e Estudo dos Tempos e Movimentos;
Estudo da fadiga humana;
Divisão do trabalho e especialização do operário;
Desenho de cargos e tarefas;
Incentivos salariais;
Homo economicus;
Condições de trabalho;
Padronização;
Supervisão funcional.
Princípios da Administração Científica de Taylor;
Princípios da Eficiência de Harrington Emerson;
Henry Ford;
Princípio da Exceção.
Princípio do Planejamento: substituir no trabalho o critério individual do operário, a improvisação e a atuação empírico-prática, por métodos baseados em procedimentos científicos. Substituir a improvisação pela ciência através do planejamento do método de trabalho.
Traçar um plano bem definido, de acordo com os objetivos.
Estabelecer o predomínio do bom senso.
Oferecer orientação e supervisão competentes.
Manter disciplina.
Impor honestidade nos acordos, ou seja, justiça social no trabalho.
Manter registros precisos, imediatos e adequados.
Oferecer remuneração proporcional ao trabalho.
Fixar normas padronizadas para as condições de trabalho.
Fixar normas padronizadas para o trabalho em si.
Fixar normas padronizadas para as operações.
Estabelecer instruções precisas.
Oferecer incentivos ao pessoal para aumentar o rendimento e a eficiência.
Princípio de intensificação: diminuir o tempo de duração com a utilização imediata dos equipamentos e matéria-prima e a rápida colocação do produto no mercado.
Princípio do Preparo: selecionar cientificamente os trabalhadores de acordo com suas aptidões, prepará-los e treiná-los para produzirem mais e melhor, de acordo com o método planejado. Preparar máquinas e equipamentos em um arranjo físico e disposição racional.
Princípio do Controle: controlar o trabalho para se certificar de que está sendo executado de acordo com os métodos estabelecidos e segundo o plano previsto. A gerência deve cooperar com os trabalhadores para que a execução seja a melhor possível.
Princípio da Execução: distribuir atribuições e responsabilidades para que a execução do trabalho seja disciplinada.
Princípios básicos:
Princípio de economia: reduzir ao mínimo o volume do estoque da matéria-prima em transformação, fazendo com que o automóvel fosse pago à empresa antes de vencido o prazo de pagamento dos salários e da matéria-prima adquirida. A velocidade de produção deve ser rápida.
Princípio de produtividade: aumentar a capacidade de produção do homem no mesmo período (produtividade) por meio da especialização e da linha de montagem. O operário ganha mais e o empresário tem maior produção.
O administrador deve se preocupar apenas com as exceções que ocorrem, ou seja, tudo o que não foge ao normal não deve ocupar demasiadamente a atenção do administrador.
Racionalização da linha de produção;
Falha de visão.
Filosofia
Igreja Católica
Organização Militar
Princípio da unidade de comando;
Estado-maior (quartel-general);
Princípio da direção.
Hierarquia de autoridade (simples e eficiente);
Estado-maior;
Coordenação funcional
Revolução Industrial
Nova concepção de trabalho;
Fortalecimento do capitalismo;
Necessitava-se de coordenação de equipes;
Direção autoritária e busca intensa da mais-valia;
Não chegou a influenciar diretamente os princípios administrativos.
Ideais liberais e socialistas
Pioneiros e empreendedores
Adam Smith reforça a organização e planejamento, a divisão de trabalho e especialização das tarefas;
Os ideias socialistas ajudaram na conquista de direitos trabalhistas e políticas de bem estar-social.
Com as estradas de ferro, há aumento de investimentos e o ramo de seguros se torna popular;
Surgem os gerentes profissionais e o marketing;
A maioria era empreendedora, não organizadora.
Questionário
1 - Quando surgiu a administração?
A administração sempre existiu na história da humanidade, mesmo que de forma rudimentar. Entretanto, a administração que conhecemos hoje tomou essa proporção depois do século XX, com o surgimento da Teoria Científica de Taylor.
Ao publicarem o Manifesto Comunista, defendendo o Socialismo e o divulgando, a constante luta dos operários por reconhecimentos de direitos trabalhistas e melhores condições de trabalho conseguiu render-lhes alguns desses frutos. Além disso, as empresas passaram a se “preocupar” com o bem-estar dos funcionários e quanto maior a pressão exercida pelas exigências proletárias, menos graves se tornam as injustiças e mais acelerado e intenso se configura o processo de desenvolvimento de tecnologia.
2 - Qual foi a influência de Karl Marx e Friedrich Engels?
Porque tentava transformar a administração da época em uma ciência, em algo exato.
3 - Por que a Administração Científica possui esse nome?
4 - Quais os focos da Administração Científica?
A Administração Ciêntífica tinha foco no aumento dos salários dos operários e na redução dos custos unitários de produção.
5 - Frederick W. Taylor idealizou a Administração Científica como solução para três males analisados por ele. Cite um desses males.
A falta de uniformidade das técnicas e dos métodos de trabalho.
7 - De que forma a racionalização da linha de produção possibitou o surgimento da produção em massa?
Através da linha de montagem, foi possível padronizar os produtos, o maquinário, o material e a mão-de-obra, o que gera um redução de custos e uma produção em larga escala.
8 - Quais são os princípios mais defendidos pelos profusores da Administração Científica?
Mecanicismo: Restrição das tarefas realizadas pelos operários, com o objetivo de aumentar a produção, sem levar em consideração o fator humano.
9 - Explique uma crítica sofrida pela administração científica.
Porque a administração científica comprovou que existe, através de organização e planejamento, uma maneira de reduzir os custo de produção e aumentar o lucro.
10 - Por quê, apesar de criticada, a administração científica foi considerada importante para o desenvolvimento da administração?
Os princípios da Administração científica de Taylor, os princípios de eficiência de Emerson, os princípios básicos de Ford e o princípio da exceção.
6 - Com a Administração Científica, ocorre uma repartição de responsabilidade entre a administração e o operário. Que papel cabe a cada um destes (administração e operário)?
A administração fica com o planejamento e supervisão do trabalho, equanto ao operário cabe apenas a execução do trabalho.
Full transcript