Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Ondas Sonoras

No description
by

FERNANDO LOPES

on 18 June 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Ondas Sonoras


Ondas Sonoras

Frequência e velocidade de ondas sonoras
Dependendo da fonte emitente, as ondas sonoras podem apresentar qualquer frequência, desde poucos hertz (como as ondas produzidas por abalos sísmicos), até valores extremamente elevados (comparáveis às frequências da luz visível). Porém, nós, seres humanos, só conseguimos ouvir ondas sonoras cujas frequências estejam compreendidas entre 20 Hz e 20.000 Hz, sendo chamadas, genericamente, de sons.

Ondas sonoras que possuem frequência abaixo de 20 Hz são denominadas infrassons e as ondas que possuem frequência superior a 20.000 Hz são denominadas ultrassons.
Intensidade Auditiva
A exposição a níveis sonoros superiores a 80 dB pode causar lesões irreparáveis ao aparelho auditivo, ocasionando desvios de personalidade, como fadiga, neurose e até psicoses. A tabela a seguir mostra o tempo máximo que uma pessoa deve ficar exposta a ruídos contínuos ou intermitentes, no intuito de evitar lesões irreversíveis
Níveis de Decibéis
Poluição Sonora
A poluição sonora corresponde ao ruído provocado, por exemplo, por estradas movimentadas, trânsito urbano, fábricas, tráfego aéreo, construções, latidos de cachorros, escolas e eventos como shows e feiras. Cabe esclarecer que nem todo som é considerado poluição sonora.

O som corresponde às vibrações, originadas por alterações na pressão, que se propagam através de meios elásticos. Já o ruído, ou barulho, é definido como a presença de sons indesejáveis, fonte da poluição sonora.
Poluição Sonora
As ondas sonoras são consideradas ondas de pressão, ou seja, ondas que se propagam a partir de variações de pressão do meio. Por exemplo, quando um músico bate em um tambor musical, a vibração da membrana produz alternadamente compressões e rarefações do ar, ou seja, produz variações de pressão que se propagam através do meio, no caso, o ar.
Esse tipo de onda é denominado onda longitudinal, pois as moléculas constituintes do meio se aproximam e se afastam umas das outras de forma alternada. Cada secção do meio através do qual passa a onda longitudinal apenas oscila ligeiramente em torno de uma posição de equilíbrio, enquanto a onda propriamente dita pode se propagar por grandes distâncias.
Representação de uma Onda Sonora
Efeito Doppler
O efeito Doppler é a alteração da frequência sonora percebida pelo observador em virtude do movimento relativo de aproximação ou afastamento entre a fonte e o observador.

Um exemplo típico do efeito Doppler é o caso de uma ambulância com a sirene ligada quando ela se aproxima ou se afasta de um observador. Quando ela se aproxima do observador o som é mais agudo e quando ele se afasta o som é mais grave. Esse é um fenômeno característico de qualquer propagação ondulatória, e ele é muito mais presente no cotidiano do que pensamos
Efeito Doppler
UNIVAG CENTRO UNIVERSITÁRIO
ALunos:

Fernando lopes
Welliton fernando
Matheus wilian
Hellen karini
Luana maciel
TURMA141BN




Existem radares meteorológicos que se baseiam no Efeito Doppler para realizar a previsão do tempo através da medição de ondas eletromagnéticas;
Os astrônomos se baseiam nesse fenômeno para, depois de observar o desvio na frequência da luz, descobrir novos planetas e estrelas binárias, e até medir a velocidade de outros corpos celestes no cosmos;
Os ecocardiogramas combinam o ultrassom e o Efeito Doppler para permitir que os cardiologistas possam visualizar estruturas do coração.
Acustica na engenharia
É o ramo da engenharia voltado para o desenvolvimento de sistemas eletroacústicos e controle da intensidade de ruídos e vibrações. Este engenheiro desenvolve técnicas e equipamentos para manter num nível razoável o ruído de um ambiente. Ele cria softwares e produz equipamentos eletrônicos, como medidores de nível sonoro e audiômetros. Pode trabalhar na acústica subaquática, dando manutenção a sonares de submarinos, ou na avaliação de ondas sísmicas. Atua, também, no controle e na fiscalização da emissão de ruídos e vibrações por eletrodomésticos e emite laudos técnicos.
Obras de Isolamento Acústico
Isolamento acústico é o processo pelo qual se objetiva impedir a transmissão sonora de um ambiente para o outro, eliminando os ruídos prejudiciais à saúde, onde requer critérios bem definidos, garantindo a eficácia e segurança do isolamento.
Esta transmissão se da através tanto do meio aéreo, onde a energia sonora é transmitida pelo ar, quanto pelo meio sólido, onde a transmissão da energia se da pela estrutura. O isolamento acústico deve ser projetado e executado com muito critério, pois uma falha na composição dos materiais ou no método construtivo utilizado pode permitir a passagem do som quase em sua totalidade.
FIM!
Curiosidades sobre o Efeito Doppler
Full transcript