Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Métodos: Oralismo, Comunicação Total e Bilinguismo

No description
by

Fernanda Martins

on 10 June 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Métodos: Oralismo, Comunicação Total e Bilinguismo

Para os bilinguistas os surdos formam uma comunidade, com cultura e língua próprias, tendo assim, uma forma peculiar de pensar e agir que devem ser respeitadas.

Existem duas vertentes dentro da filosofia Bilíngüe.
Tal abordagem compreende, então, que a criança seja exposta:

ao alfabeto digital;
a língua de sinais;
a amplificação sonora;
ao português sinalizado.
Referências
Características do oralismo
a linguagem restringe-se à língua oral;
para a criança surda se comunicar é necessário que ela saiba oralizar;
a filosofia oralista utiliza diversas metodologias de oralização: método acupédico, método Perdoncini, método verbotonal, entre outros;
esses métodos defendem a língua oral como a única forma desejável de comunicação da pessoa surda, rejeitando qualquer forma de gestualização, especialmente a Língua de Sinais.
Bilinguismo
Parte do princípio que o surdo deve adquirir como sua primeira língua, a língua de sinais com a comunidade surda. Isto facilitaria o desenvolvimento de conceitos e sua relação com o mundo.

Aponta o uso autônomo e não simultâneo
da Língua de Sinais que deve ser oferecida à criança surda o mais precocemente possível.
Oralismo
De acordo com Goldfield (1997) o Oralismo ou filosofia oralista visa a integração da criança com surdez na comunidade de ouvintes, dando-lhe condições de desenvolver a língua oral (no caso do Brasil, o português).
Métodos: Oralismo, Comunicação Total e Bilinguismo
Comunicação total
Filosofia que requer a incorporação de modelos auditivos, manuais e orais para assegurar a comunicação eficaz entre as pessoas com surdez. Tem como principal preocupação os processos comunicativos entre surdos e surdos, e entre surdos e ouvintes.
Características do bilinguismo
A língua portuguesa é ensinada como segunda língua, na modalidade escrita e, quando possível, na modalidade oral;
contrapõe-se às propostas da Comunicação Total uma vez que não privilegia a estrutura da língua oral sobre a Língua de Sinais.
BERDUSCO, Daniele. Correntes Comunicativas: Oralismo, Comunicação Total e Bilinguismo. Observação Nua e Crua!, 2012. Acesso em 22/05/2015. Disponível em: <http://observacaonuaecrua.blogspot.com.br/2012/09/correntes-comunicativas-oralismo.html>.

FOIS, Iria Wessler. O papel do Docente na Inclusão do Deficiente Auditivo, 2011. Acesso em 22/05/2015. Disponível em: <http://www.avm.edu.br/docpdf/monografias_publicadas/C206301.pdf>.

GESSER, Audrei. LIBRAS?: Que língua é essa?: crenças e preconceitos em torno da língua de sinais e da realidade surda. – São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

POKER, Rosimar Bortolini. Abordagens de Ensino na Educação da Pessoa com Surdez, 2011. Acesso em 22/05/2015. Disponível em: <https://www.marilia.unesp.br/Home/Extensao/Libras/mec_texto2.pdf>.

Charlise Trindade Ortiz
Fernanda Martins

O Oralismo consiste em fazer com que a criança receba a linguagem oral através da leitura orofacial e amplificação sonora, enquanto se expressa através da fala. Gestos, Língua de Sinais e alfabeto digital são expressamente proibidos.
Resumindo...
Características da Comunicação total
se preocupa também com a aprendizagem da língua oral pela criança surda;
acredita que os aspectos cognitivos, emocionais e sociais não devem ser deixados de lado só por causa da aprendizagem da língua oral;
defende a utilização de qualquer recurso linguístico, seja a língua de sinais, a linguagem oral ou códigos manuais, para propiciar a comunicação com as pessoas com surdez;
valoriza a comunicação e a interação e não apenas a língua. Seu objetivo maior não se restringe ao aprendizado de uma língua.
Uso simultâneo de diferentes códigos como: a Língua de Sinais, a datilologia, o português sinalizado, etc. Todos esses códigos manuais são usados obedecendo à estrutura gramatical da língua oral, não se respeitando a estrutura própria da Língua de Sinais.
Uma defende que a criança com surdez deve adquirir a língua de sinais e a modalidade oral da língua, o mais precocemente possível, separadamente. Posteriormente, a criança deverá ser alfabetizada na língua oficial de seu país.

Outra vertente acredita que se deve oferecer num primeiro momento apenas a língua de sinais e, num segundo momento, só a modalidade escrita da língua. A língua oral neste caso fica descartada.
Método acupédico

Programa de reabilitação para a criança surda que envolve a família, e onde enfatiza o treinamento auditivo sem nenhum ensino formal de leitura orofacial.

Implante coclear (uso dos aparelhos auditivos ou implantes);
persistente treinamento dos resíduos auditivos desde o diagnóstico até a vida adulta;
não permite o uso da Língua de Sinais.
Método Perdoncini

Possibilita ao Deficiente Auditivo a aquisição da linguagem oral, a partir do aproveitamento total da audição residual. Para isso, estabelece o desenvolvimento de ações que, fundamentadas em princípios científicos, criam condições adequadas à essa aquisição.
Método verbonotal

Foi criado pelo iugoslavo Peter Guberina para ensinar crianças surdas a falar, independentemente do grau de surdez.

método de educação da audição e linguagem que a partir da estimulação da motricidade, da afetividade e de todos os canais sensoriais, inclusive, e, principalmente, o auditivo, objetiva criar condições para que a expressão oral aconteça através de uma fala o mais natural possível
Full transcript