Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

O Gerativismo - Noam Chomsky

No description
by

Sílvio da Silva

on 9 August 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of O Gerativismo - Noam Chomsky

Chomsky e uma teoria científica explicativa
Até os anos 50 o Estruturalismo reinou
Sua crítica inicial foi em relação às classificações que os Estruturalistas faziam
Para ele, a teoria deveria ter seu lugar nos estudos da linguagem
Antes de Chomsky...
O que importava não era saber como funcionava a linguagem, mas estabelecer e perpetuar as formas tidas como corretas, socialmente prestigiadas
As ideias de Chomsky
Para Chomsky, a capacidade linguística reside no cérebro humano
Para descrever o processo cerebral que dava origem às frases, ele postulou a tese de que a linguagem humana ocorre em dois níveis
O Gerativismo
e a Gramática Gerativa
A teoria linguística de Chomsky tem como objeto um falante-ouvinte
ideal
, situado numa comunidade linguística completamente
homogênea
, que conhece a sua língua perfeitamente e que aplica o seu conhecimento numa performance efetiva, não sendo afetado por condições gramaticais irrelevantes
A faculdade da linguagem
Essa disposição inata para a competência linguística é denominada faculdade da linguagem
A gramática como sistema de regras
Entre a estrutura profunda (EP) e a estrutura de superfície (ES) estão as regras de transformação
O início de tudo...
Em 1947, Chomsky encontrou Zellig Harris, linguista e pensador que foi para ele um parâmetro moral, político e científico
Gerativismo
Corrente de estudos da linguagem, iniciada no final dos anos 50, a partir dos trabalhos do linguista Noam Chomsky, professor do MIT
O Gerativismo - Noam Chomsky
Sua tese principal é que a partir de um conjunto limitado de regras é possível gerar todas as frases da língua
Até o aparecimento de Chomsky, o maior avanço que os estudos da linguagem haviam sofrido era a teoria Estruturalista de Saussure
Na escola, estudava-se a origem da língua, na disciplina Latim, e as mudanças pelas quais passou o idioma até os dias atuais
Uma das grandes contribuições e inovações de Saussurre foi comparar o aprendizado de uma língua a uma partida de xadrez
Ninguém tem que, orbigatoriamente, saber a história da Língua para falá-la e escrevê-la aqui e agora
Valor: o elemento da língua adquire valor de acordo com a posição em que aparece no sintagma e pela relação que estabelece com os demais elementos
O
menino
é meu filho
Meu filho é
menino
No Estruturalismo de Saussure não há visão normativa de certo e errado, nem necessidade de recorrer à história para entender o presente
Chomsky é professor no MIT (Instituto de Tecnologia de Massachussets) desde 1955
Com formação híbrida em Matemática, Psicologia, Filosofia e Linguística
No MIT, Chomsky desenvolveu críticas ao Estruturalismo
Para o Estruturalismo, a linguagem era aprendida por imitação
Era um pensamento baseado no Behaviorismo do psicólogo americano B. F. Skinner, famoso pela descrição de mecanismos de controle das ações humanas por estímulo e resposta
Segundo o Behaviorismo, o ser humano não tem nada de inato, tudo é aprendido por adestramento; nesse sentido, a linguagem também seria instaurada no Homem por adestramento
O Estruturalista que desenvolveu o raciocínio de que a criança desenvolve a linguagem por imitação é Leonard Bloomfield
E o que Chomsky pensa a esse respeito?
Para ele, a linguagem é uma capacidade humana inata, inscrita no DNA
Se uma criança for criada entre lobos, ela não desenvolverá a linguagem; mas se voltar ao convívio humano, tudo volta ao normal e ela pode falar. Um macaco, mesmo que seja criado entre humanos, jamais desenvolverá a linguagem, que nele não é inata
Grande diferença entre Chomsky e os Estruturalistas
Enquanto para os Estruturalistas a Língua era algo externo ao Homem, para Chomsky a capacidade linguística é inata ao ser humano!
Dentro de cada um de nós está a capacidade de desenvolver e entender a língua materna mesmo sem ter tido instrução específica para isso
Outra diferença!!!!
Para os Estruturalistas, a tarefa do linguista é descrever as Línguas como se apresentam, desconsiderando sua História, privilegiando o aspecto sincrônico
Para Chomsky, isso não leva a nada: cada época, cada região e mesmo cada indivíduo sempre modificam um pouco a língua, de maneira que descrevê-la sincronicamente seria um trabalho sem fim!!!!
Mais diferenças!!!
Em vez de procurar as particularidades da Língua, Chomsky cogitou a possibilidade de que, sendo manifestações de uma condição inata, as Línguas devem guardar características universais, marcas de sua origem comum no cérebro humano
Esses níveis são a estrutura profunda (ES) e a estrutura de superfície (EP)
A ES diz respeito às frases que geramos
A EP diz respeito ao conhecimento que temos sobre a língua
Entre a EP e a ES estão as regras de transformação, responsáveis pela organização da frase que diremos, pensaremos ou escreveremos
O intuito de Chomsky era descrever uma gramática que fosse gerativa (capaz de gerar, no sentido matemático, todas as frases possíveis a partir de um conjunto limitado de regras e elementos) e transformacional (que descrevesse as regras de transformação entre as duas estruturas)
Gramática Gerativa
Gramática Gerativo-transformacional
Competência
Performance
A performance não pode refletir diretamente a competência
Dessa forma, se um falante comete um desvio de norma esse desvio está no campo da performance, nunca da competência!
Oceis omi só mostra os pedaço das pessoa!
Uma Gramática Gerativa consiste num sistema de regras finitas que pode gerar um número indefinidamente grande de estruturas
O sistema de regras da Gramática Gerativa é composto por três componentes: fonológico, sintático e semântico
Os componentes fonológico e semântico são interpretativos e utilizam 'informações' fornecidadas pelo componente sintático
A base do componente sintático é o sistema de regras que gera um conjunto finito de sequências de base (equivalente a fórmulas matemáticas), tais como
O = SN + SV
Frase nuclear com estrutrura simples
A Gramática Gerativa e o Gerativismo têm relação com a capacidade que indivíduo tem de, a partir de um conjunto finito de regras, gerar um conjunto infinito de frases da língua, mesmo aquelas que nunca tenham sido ditas ou ouvidas antes
A língua se define não só pelas frases existentes, mas também por aquelas possíveis de serem criadas pelas regras. Isso indica a possibilidade de criar frases a todo instante
A criatividade linguística é o principal aspecto caracterizador do comportamento linguístico humano, aquilo que mais distingue a linguagem humana dos sistemas de comunicação animal
Esse aspecto da criatividade linguística põe abaixo a tese do Behaviorismo e do Estruturalismo de que a linguagem é aprendida por repetição e de que o comportamento linguístico de um indivíduo deve ser interpretado como uma resposta completamente previsível a partir de dado estímulo
A capacidade humana de falar e entender uma língua deve ser compreendida como resultado de um dispositivo inato, uma capacidade genética interna ao organismo humano
Mãe, o que é
isso
,
aqui


?
No início, o Gerativismo objetivou responder e rejeitar o modelo behaviorista de descrição dos fatos da linguagem, o qual acreditava que a linguagem humana era interpretada como um condicionamento social, resposta dada pelo organismo mediante estímulos recebidos
Contrário a isso, Chomsky defende a tese de que os seres humanos sempre agem criativamente no uso da linguagem já que a todo momento constroem frases inéditas, jamais ditas ou ouvidas pelo próprio falante que as produziu ou qualquer outro indivíduo
Para Chomsky, a criatividade é o principal aspecto caracterizador do comportamento linguístico humano, aquilo que mais distingue a linguagem humana dos sistemas de comunicação animal
Chomsky foi na direção contrária ao que havia sido defendido pelos behaviristas: o empirismo
Para ele, a linguagem deve ser vista do ponto de vista ro racionalismo
O papel do Gerativismo é constituir um modelo teórico capaz de descrever e explicar a natureza e o funcionamento da faculdade da linguagem
Com o Gerativismo, as línguas deixam de ser interpretadas como um comportamento socialmente condicionado e passam a ser analisadas como uma faculdade mental natural
Questões que intrigam um Gerativista!!
O que há em comum entre todas as línguas humanas e de que maneira elas diferem entre si?
Em que consiste o conhecimento que um indivíduo possui quando é capaz de falar e compreender uma língua?
De que maneira esse conhecimento é posto em uso pelo indivíduo?
Quais são as sustentações físicas presentes no cérebro humano que esse conhecimento recebe?
O menino leu o livro
O livro foi lido pelo menino
O que o menino leu?
Quem leu o livro?
As infinitas sentenças de uma língua são formadas a partir da aplicação de um conjunto finito de regras (a gramática) que
transforma
uma sentença afirmativa em outra interrogativa, por exemplo
O artigo, o pronome, o numeral e o adjetivo concordam com o substantivo em gênero e número
O falante tem uma intuição para perceber a gramaticalidade ou falta dela numa frase
Ele disse que João vai se casar
João disse que ele vai se casar
A gramática internalizada é o conhecimento interno das regras que governam a formação das frases da língua
Diferenças entre Saussure e Chomsky
N+V+Compl+Det+N+V+Prep+Det+N+Prep+N
Daviane (N) disse (V) que (Compl) os (Det) alunos (N) deveriam conversar (V) com (Prep) a (Det) professora (N) de (Prep) Inglês (N)
Luís Carlos (N) determinou (V) que (Compl) as (Det) crianças (N) fossem (V) para (Prep) a (Det) casa (N) de (Prep) Mariana(N)
A linguística gerativa foi inicialmente formulada como uma espécie de resposta e rejeição ao modelo behaviorista de descrição de fatos da linguagem, modelo dominante na linguística e nas ciências durante toda a primeira metade do Séc. XX
Para um behaviorista, a linguagem é um fenômeno externo ao indivíduo, um sistema de hábitos gerado como resposta a estímulos e fixado pela repetição
Vídeo 'Saussure: breve vida e obra'
Vídeo 'Skinner e o Behaviorismo'
Vídeo ' Chomsky e a aquisição da linguagem'
Full transcript