Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Copy of A manipulação e os meios de comunicação de massas

No description
by

Rodrigo Santos

on 20 May 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Copy of A manipulação e os meios de comunicação de massas

Contudo, a sociedade já está demasiado habituada a este tipo de manipulação. Há quem defenda que os media transmitem um fortalecimento da aprendizagem em geral dando acesso a todo o tipo de notícias e oportunidades para um futuro com mais evolução.
Fomos de acordo com a ideia de que não há necessidade de que os meios de comunicação de massa sejam tão manipuladores. Porém, a razão deste problema está na estrutura da sociedade, não em particular, nos meios de comunicação de massa. Trata-se dos próprios princípios morais da sociedade, que ou estão errados, ou não estão a ser cumpridos. Os media são manipuladores porque beneficiam com isso e estão de certa forma subordinados a interesses superiores, quer a nível político, quer a nível económico.
Serão os meios de comunicação de massa necessariamente manipuladores?
O que é a manipulação?
http://vecam.org/article684.html [ consultado a 24-03-2013 ]
http://bocc.ubi.pt/pag/esteves-pissarra-opiniao-publica.html [ consultado a 24-03-2013 ]
http://prezi.com/dxixp6xer7y2/a-manipulacao-e-os-meios-de-comunicacao-de-massas/ [ consultado a 24-03-2013 ]
PAIVA, Marta; TAVARES, Orlanda; BORGES, José Ferreira, Contextos 10, Porto: Porto Editora, 2011
RODRIGUES, Luís, Filosofia 10ºAno - volume 2 .Porto: Plátano Editora, 2007
ABRUNHOSA, M.A; LEITÃO, M.; Um Outro Olhar Sobre o Mundo – Filosofia 11ºAno (volume 1). Porto: Edições Asa, 2008
PAIVA, M.; TAVARES,O.; BORGES,J.F.; Contextos – Filosofia 11ºAno. Porto: Porto Editora, 2012
Bibliografia
Os meios de comunicação de massa, que se deveriam afirmar como independentes e ter como principal objetivo informar a população, estão subordinados a interesses económicos e políticos. Sendo exemplo disso, a excessiva publicidade, a escassez de programas culturais e excesso de programas violentos com o único objetivo de obter mais audiências, no caso da televisão, que foi o meio de comunicação de massa que analisamos mais pormenorizadamente.
Embora os meios de comunicação de massa também sejam benéficos na educação das crianças, pois leva-as a conhecer o mundo, a saber que existe uma imensidão de coisas para além daquilo que eles conhecem, os valores induzidos as mesmas não são, nem de longe, os mais corretos.
As crianças adotam comportamentos violentos baseados no que vêm na televisão. É-lhes dada a conhecer uma realidade muito violenta, e que não corresponde à verdade, pois sabemos que a violência existe, que faz parte da sociedade, mas, ao contrário do que os meios de comunicação de massa induzem às crianças, a violência não é aceitável.
Entre as opiniões que exploramos, concluímos que a principal critica feita à televisão, no que diz respeito à programação infantil, é a violência presente nos desenhos animados de ação, que substituíram os antigos programas infantis em direto.
A manipulação esta presente nos media, e é tão criticada nos mesmos, devido ao facto de terem um poder tão influente na população, mas sabemos que a manipulação não está presente apenas nos media.
Concluímos então, que seria necessária uma completa reestruturação social, para que os meios de comunicação de massa deixassem de ser manipuladores.
Reflexão Crítica
No que diz respeito à nossa opinião acerca desta questão, concluímos que os meios de comunicação de massa têm dois polos, relativamente à sua influência sobre as crianças.
De um lado o polo positivo, onde incluímos todos os programas didáticos, os concursos de cultura geral, os anúncios induzindo as crianças a fazerem a reciclagem, etc… Os meios de comunicação de massas, sobretudo a Internet e a televisão permitem que as crianças tenham noção de que existem várias culturas, países, e que se informem sobre o mundo.
Contrariamente, temos o polo negativo, que abrange toda a excessiva publicidade a brinquedos e produtos infantis, influenciando e manipulando as crianças ao consumismo em demasia; os programas violentos, especialmente os desenhos animados de ação, que induzem às crianças uma falsa realidade violenta do mundo.
Serão os valores, que os media induzem nas crianças/jovens, os mais corretos?

Os media também educam. Definindo educar como instruir e promover o desenvolvimento de faculdades, pode afirmar-se que os media contribuem para a educação das crianças e jovens.
A consulta de jornais e revistas pode desenvolver a competência da leitura; o recurso à televisão pode favorecer a ampliação do vocabulário, inclusive em línguas estrangeiras, mesmo em crianças que não leem, a televisão permite igualmente conhecer outras realidades, outras culturas, outros países diferentes do nosso; pela televisão podemos conhecer o mundo, reconhecer cidades onde nunca estivemos; a escuta da rádio pode estimular as aptidões musicais; a ida ao cinema pode produzir momentos de convívio mas também de debate; a Internet pode aumentar incomensuravelmente a disponibilidade de informação.
Os media são uma ótima fonte de aprendizagens diversificadas. O único problema é que devem ser geridos sem exagero, ver televisão ou navegar na Internet não são por si negativos, pelo contrário. O problema é quando a nossa visão do mundo se limita a eles. Do ponto de vista formativo, sobretudo para as crianças e jovens, que são os mais vulneráveis à sua influência, o acesso à comunicação tecnológica, deve ser controlado ou pelo menos, gerido pelos seus país e educadores, porque os meios de comunicação, sobretudo a televisão e a Internet podem tornar-se um vício. Mas, os seus benefícios são bastante maiores do que as suas desvantagens: o que seria dos jovens hoje sem estes meios de comunicação …
A Internet, em particular, constitui um centro de recursos inimaginável.
Serão os valores, que os media induzem nas crianças/jovens, os mais corretos?
Quando predominam interesses pessoais e outros elementos de natureza emocional, a influência exercida pela argumentação não se considera legitima sob o ponto de vista filosófico. As pessoas influenciadas atuam sob impulsos irracionais despertados pelo argumentador sem se terem servido das capacidades deliberativas. Fala-se, a este respeito, de manipulação, retórica negra ou uso ilegítimo da retórica.
A manipulação é a utilização indevida da argumentação, com o intuito de levar os interlocutores a aderir acrítica e involuntariamente às propostas do orador.
Quando falamos da influência da comunicação de massas sobre as crianças, referimo-nos essencialmente à televisão e, mais recentemente, à Internet.
Vários sociólogos enumeram três funções relacionadas com a televisão: informar, educar e distrair. E as principais criticas caem sobre esta ultima função: distrair. A distração pode condicionar o desenvolvimento intelectual, sobretudo nos mais jovens, levando à coletiva ausência de cérebro, ao domesticar de almas e à manipulação de pensamento das massas.
No âmbito da Internet a situação é mais complexa, teme-se que este novo veículo de informação tenha como principais funções: vigiar, anunciar e vender.
A maioria das crianças, estão perturbadas e, em parte, deve-se ao excesso de tempo que passam em frente à televisão e a demasiada confiança que depositam na mesma. Elas acham que tudo o que a televisão diz é verdade e aí está o principal problema: como sabemos a televisão “mente”. Mas como podem elas sabê-lo? Comparativamente as poucas verdades que diz, a televisão transmite às crianças uma variedade de informações falsas ou manipuladas, tanto sobre os próprios valores, como sobre factos reais.
Segundo estudos desenvolvidos por estudantes de comunicação social sobre “a violência na televisão e a sua influência nas crianças”, conclui-se que a influência exercida sobre as crianças por este meio de comunicação de massas é bastante negativa.
Serão os valores, que os media induzem nas crianças/jovens, os mais corretos?
Os meios de comunicação de massa são baseados numa vasta informação de fácil acesso, utilizando a palavra como uma mais valia para atingirem o objetivo pretendido.
A manipulação gerada pelos meios de comunicação manifesta-se pela forma como é utilizada, quem manipula não argumenta, apenas impõe um ponto de vista com base numa ideia central com a intenção que quem é manipulado não perceba esta estratégia, construindo assim um plano de manipulação invisível.
Algumas pessoas defendem que os meios de comunicação não têm que ser, necessariamente, manipuladores, pois abordam várias expectativas que interessam à sociedade e muitas nem correspondem à realidade mas, o Homem assegura ser a produção da verdade.
Serão os meios de comunicação de massa necessariamente manipuladores?
Atualmente vivemos numa sociedade em que a informação circula rapidamente através de vários meios, os media, que incluem a imprensa, a rádio, a televisão, a internet, … Estes meios foram conquistando cada vez mais indivíduos até chegar a todos de forma direta ou indireta, daí que sejam designados de meios de comunicação de massas.

Todavia, nem sempre a quantidade de informação e o seu fácil acesso se traduzem numa boa receção da mesma. Somos, várias vezes, privados da nossa liberdade de receção por informação que nos manipula pelo seu excesso ou carência, bem como pela sua qualidade, sem termos a devida consciência disso.
Introdução
Os efeitos da novas tecnologias na sociedade contemporânea
Temas/Problemas do mundo contemporâneo
Dentro da temática “A manipulação e os meios de comunicação de massas”, considerada uma realidade do mundo contemporâneo, poderíamos colocar imensas questões/problemas, porém, decidimos guiar-nos pelas seguintes: “O que é a manipulação?”, “De que maneira se relaciona a manipulação e os meios de comunicação de massas?”, “Terão os meios de comunicação que alterar a sua postura na forma como se apresentam à sociedade?”, “Estará, nos dias de hoje, a Internet a condicionar as nossas escolhas?”, “Serão os meios de comunicação de massa necessariamente manipuladores?”, “Serão os valores, que os media induzem nas crianças/jovens, os mais corretos?”.
Questões Filosóficas
Full transcript