Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

APLICAÇÃO DO MÉTODO RULA NA AVALIAÇÃO ERGONÔMICA DE

No description
by

Cíntia Teles

on 11 November 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of APLICAÇÃO DO MÉTODO RULA NA AVALIAÇÃO ERGONÔMICA DE

Introdução:
Atualmente muitas alterações nos processos de produção vêm sendo causadas pelas mudanças tecnológicas e novas técnicas de gestão de negócios. Devido a isso é necessário proporcionar aos funcionários condições adequadas para que possam exercer suas tarefas com conforto e segurança, e adequar as empresas a essas mudanças.

A contribuição da Ergonomia no meio de trabalho não está apenas necessidade de conforto e segurança, porém sua importância está na contribuição para a promoção e segurança e bem-estar das pessoas e consequentemente a eficácia dos sistemas nas quais elas se encontram envolvidas.

A grande questão da Ergonomia está em melhorar o sistema produtivo de forma a beneficiar não só a empresa, como também os trabalhadores. Ela se destaca nesse processo, pois estuda os diversos aspectos do comportamento humano e do sistema de trabalho, dentre eles: homem máquina, ambiente, informação, organização e consequências das atividades.

Artigo
Visando verificar os desconfortos presente no desenvolvimento do trabalho da costureira, foi realizado uma análise ergonômica em uma indústria de confecção do Rio Grande do Norte.

O estudo contou com observação da realização do trabalho real, aplicação de questionários, registros de imagens dos movimentos executados na realização das tarefas. A análise dos dados foi possível com a aplicação do método RULA de análise postural.

O trabalho teve como objetivo comparar as possíveis dores relatadas com movimentos realizados por costureiras de uma confecção e se estão condicionados a má projeção do posto de trabalho.

CARACTERIZAÇÃO DO POSTO DE TRABALHO
PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS
O estudo é feito de uma pesquisa para para exploração de dados através de observações em visitas, questionários e entrevistas com funcionários, além de registros fotográficos e análise de posturas.

Análise Ergonômica
Desenvolvimento do Método RULA
Observação e análise dos membros superiores (braços, antebraços e punhos) e inferiores (pescoço, tronco, pernas e pé).
A postura depende das angulações entre os membros e o corpo.
Aos movimentos articulares foram dadas pontuações, de 1 a 7, indo do movimento ou postura com menor risco de lesão até riscos maiores de lesão. A partir disso, se faz a pontuação para a avaliação da postura.

Método RULA
Análise Rápida dos Membros Superiores (RULA) é um método de análise desenvolvido para o uso em investigações ergonômicas de locais de trabalho, onde foram reportadas doenças dos membros superiores ligadas ao trabalho. Este método não requer equipamento especial e oferece uma rápida análise das posturas de pescoço, tronco e membros superiores junto com a função muscular e a carga externa recebida pelo corpo.
identificar os esforços musculares associados à postura de trabalho, empregando força e trabalhos
estáticos ou repetitivos, os quais podem contribuir para a fadiga muscular;
proporcionar a possibilidade de focalizar rapidamente uma população de trabalhadores com
vistas a identificar os riscos das doenças dos membros superiores associadas ao trabalho;
dar resultados os quais possam ser incorporados a uma abrangente avaliação epidemiológica, física, mental, ambiental e dos fatores organizacionais.
a) da Demanda: definição de problemas, irregularidades no ambiente de trabalho (doenças ocupacionais aos funcionários).

b) da Tarefa: condições ambientais, técnicas e organizacionais de trabalho, proglemas ergonômicos desde o mobiliário até toda a organização da empresa.

Aplicação do método RULA
• O método foi escolhido por permitir uma avaliação rápida de um grande número de trabalhadores apenas observando diretamente as posturas das extremidades superiores e inferiores na execução de uma tarefa;
• Método: foram analisadas fotografias sequências das posturas adotadas em 5 tarefas distintas, as atividades apresentam diferenças no modo de operação (aplicado em situações diferentes);

Sitação 1: Controle e funcionamento da máquina
Situação 2: Colocação do produto já montado embaixo do calcador
Situação 3: Costura das bordas do produto
Situação 4: Retirada das rebarbas maiores e a troca de agulhas quebradas
Situação 5: Limpeza da máquina
• Com base nas figuras, através do método RULA, foi possível mapear os valores (explicados anteriormente) atribuídos a cada posição, como base para definir o nível de ação de cada uma;


Aplicação do Questionário
• O questionário indagou as profissionais sobre os locais com maior incidência de dores e desconfortos relacionados às atividades diárias;

Resultados e Discussões
Pontuação geral:

Tarefa 1: pontuação 6 - postura no nível 3, exige maiores investigações e rápidas alterações na postura

Tarefa 2: pontuação 5 - postura no nível 3

Tarefa 3: pontuação 5 - postura no nível 3

Tarefa 4: pontuação 7 - Postura no nível 4 (máximo), maior risco ergonômico, postura deve ser alterada com urgência

Tarefa 5: pontuação 5 - postura no nível 3

• As tarefas 2, 3 e 5, através do método RULA, demonstram a maior utilização da coluna lombar, ombros e panturrilhas, obtendo sincronia com as respostas dos questionários de dores incidentes;
• O mesmo acontece com a tarefa 4. A postura no nível 4 está de acordo com o maior índice de reclamações de dores e confirma a necessidade de alteração urgente na postura.
Empresa de pequeno porte, atuante há mais de 10 anos na área de confecção de lingeries em geral, localizada no interior do Rio Grande do Norte;

25 funcionários: 22 mulheres e 3 homens;

Faixa etária: entre 25 e 39 anos;
Tempo de permanência na empresa: em média 3 anos.
Apenas uma funcionária permanece há 4 anos;
Turno de trabalho: das 7h às 17h de segunda-feira à sexta-feira;
Pausas formais: café da manhã (das 9h às 9h10min), almoço (das 11h às 13h) e café da tarde (das 15h às 15h10min);
Organização de produção: começa quando o tecido chega na fábrica, é riscado e cortado e depois para a fase de costura, a produção propriamente dita;
Cada funcionaria trabalha na sua máquina e não há rodízio. As costureiras das máquinas overloque começam a trabalhar na montagem das peças. Após a montagem, a peça vai para as elastiqueiras, que trabalham nas máquinas três pontos. Algumas peças precisam passar na máquina traveti para serem reforçadas (por exemplo, sutiã);
Duas trabalhadoras, das dezoito do setor, têm as tarefas de pegar linhas, levar as peças para o controle de qualidade e “fazer o que for preciso” para que as costureiras não levantem durante o trabalho;
O espaço é amplo e as máquinas estão dispostas uma atrás da outra, formando duas fileiras;
O piso ao redor da máquina é de cerâmica, não ocasionando risco à saúde das trabalhadoras;
A iluminação do ambiente é realizada de forma artificial e natural;
O ruído das máquinas é intenso e contínuo e em nenhum momento cessam;
A ventilação artificial é realizada por três ventiladores, que são ligados somente em tempo de muito calor e a natural circula por cinco janelas.
c) das Atividades: comportamentos das pessoas no trabalho.

APLICAÇÃO DO MÉTODO RULA NA AVALIAÇÃO ERGONÔMICA DE
UM POSTO DE TRABALHO DE COSTUREIRA DE UMA INDÚSTRIA DE
CONFECÇÃO
Amanda Carvalho
Cíntia Teles
Lorrane Chiaramonte
Paola Lima Pasquale
Full transcript