Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Israel X Palestina

No description
by

Bruno Almeida

on 28 September 2017

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Israel X Palestina

2) Histórico da região
A região foi ocupada pelos hebreus por volta de 1200 a.C. após a saída do Egito, onde, por séculos, esse povo fora escravizado (aqui remetemos a ideia de Moisés, que liderou a libertação dos hebreus,
dando o caráter sagrado a região
). Porém, a região era bastante visada e fora invadida e dominada diversas vezes por diversas civilizações
(assírios, babilônios, persas, romanos, cristãos europeus, turcos e árabes)
5) 2ª G.M o Holocausto
Com o holocausto na 2ª Guerra Mundial a imigração judaica se intensifica, assim como os conflitos na região.
A ONU decide intervir e propõe a
criação de um estado judeu (57%) e um estado palestino (43%)
.O mundo árabe não aceita a partilha.(1947)
3) Início do conflito árabe-israelense
Em 1896 o escritor judeu Theodore Herzl funda o movimento Sionista, movimento este que pregava a volta dos Judeus à terra prometida Sião, a atual Palestina. O problema é que a região era habitada por árabes palestinos de religião muçulmana.
Questão Palestina
1) Aspectos físicos da Palestina
6) Principais conflitos
a) 1ª Guerra Árabe-israelense
Área de aproximadamente 30.000 km² ao sul do Líbano e nordeste da Península do Sinai (Egito), entre o Mar Mediterrâneo e o rio Jordão. Possui uma excelente posição geográfica ligando os continentes asiático e africano.
Composta por 4 regiões: Israel, Jordânia, Faixa de Gaza e Cisjordânia.
Theodore Herzl- fundador do movimento sionista
A ideia do movimento sionista é amplamente aceita pela comunidade judaica e, em plena 1ª Guerra Mundial - 1917, recebe o vital apoio dos britânicos através da Declaração de Balfour
Com o fim da Grande Guerra, a Grã-Bretanha fica com a região da Palestina como espólio de guerra, já que a Turquia havia lutado ao lado dos Alemães.
4) Declaração de Balfour
Com a Palestina em posse dos britânicos (1918) os judeus sionistas obtiveram a facilidade da imigração, incentivada pelos britânicos.
Já haviam núcleos israelenses na região, porém,
somente com o fim da guerra que a imigrição judaica ganhou força
, o que causou a indignação das comunidades árabes vizinhas.
As primeiras ações hostis começavam nesse período e Israel cria a
Haganah
, organização paramilitar criada inicialmente para a autodefesa.
Mesmo com as ameaças árabes em 14 de maio de 1948
é
proclamado o Estado de Israel
,
que é imediatamente atacado pelo mundo árabe (Egito, Arábia saudita, Jordânia, Iraque, Síria e Líbano). Israel vence dominando cerca de 75% do território palestino,

os 25% não ocupados correspondem a faixa de Gaza e a Cisjordânia,
que encontram-se como focos de resistência palestina.
b) Guerra de Suéz 1956
Guerra de Suez (Israel X Egito). Este conflito foi mais um apoio de Israel aos britânicos do que uma ofensiva territorial. O então presidente egípcio Gamal Abdel Nasser nacionaliza o canal de Suez (importante canal entre o mar Mediterrâneo e Vermelho) causando o ataque da Inglaterra, França e Israel ao país árabe. O objetivo fracassou e o canal de Suez continua nacionalizado.
Nasser - presidente egípcio que defendia o pan-arabismo
Essa organização foi um apanhado de inúmeros grupos contrários a presença de Israel na região, considerando-o como um braço ocidental na região. Surge a figura de
Yasser Arafat
como presidente. Durante a década de 70 numerosos conflitos foram travados sempre com a vitória israelense.
g) Criação da Organização para a libertação da Palestina - OLP (1974)
Yasser Arafat - Líder da OLP
h) 1ª Intifada - guerra das pedras
Apenas em 1987 com a 1ª Intifada, levante popular idealizado por Arafat, consistia no
enfrentamento moral
dos palestinos contra israelenses. A população atirava paus e pedras contra militares judeus que respondiam violentamente.

Criança palestina atirando pedras contra um tanque blindado israelense
7) Acordo de Oslo
A OLP conseguiu uma vitória, fazendo com que Israel proclamasse em 1993 a Palestina como um
estado autônomo (Autoridade Nacional Palestina)
. Porém, grupos ainda contrários a presença judaica ainda avançavam contra Israel desta vez em forma de grupos terroristas tal como o
Hamas
.
c) Guerra dos 6 dias (1967)
Ataque preventivo de Israel contra países árabes (Síria, Egito, Jordânia e Iraque). Essa guerra foi marcada pela rapidez e efetividade dos ataques israelenses contra o Egito, Síria e Jordânia. Em apenas seis dias Israel derrotou seus adversários expandindo seu território, anexando a Península de Sinai, a Cisjordânia e as colinas de Golã (Síria)
d) Guerra do Yom Kippur (dia do perdão - 1973)
Ofensiva egípcia e síria sobre Israel tentando
reaver os territórios perdidos durante a guerra dos 6 dias
. Novamente a superioridade militar de Israel sobrepuja os árabes, em retaliação ao apoio ocidental aos sionistas, a OPEP aumentou excessivamente o custo do barril de petróleo vendido ao ocidente, tal fato é conhecido como
1º Choque do petróleo.
e) Acordo de Camp David (1978)
Acordo entre Egito e Israel, firmado em Maryland - Estados Unidos. Nesse acordo o Egito reconheceria Israel como um Estado, em troca, o estado judeu devolveria a Península do Sinai (trato cumprido em 1982).
O então presidente egípcio Anwar Sadat é assassinado por militares egípcios contrários ao acordo.
Presidente Anwar Sadat, do Egito, Primeiro-Ministro Menachem Begin de Israel e J. Carter
f) Guerra do Líbano (1982)
Em 1982 Israel invade o Líbano, em plena guerra cívil entre cristãos e muçulmanos expulsando a OLP do território libanês.
Em 1985 Israel ocupa apenas o sul do Líbano, com o intuito de combater a presença sionista na região, surge o
Hezbolah
, organização xiita extremista apoiada pelo Irã.
8) 2ª Intifada (2000)
Ariel Sharon
Retirada de Israel da Zona de segurança libanesa. Ocorrem eleições onde Ariel Sharon, general reformado do exército de Israel e partidário do Likud (direita conservadora) é o vencedor. Ariel Sharon é conhecido como um grande inimigo dos palestinos e uma nova intifada ocorre.
9) 2014 ...

Em julho deste ano 3 jovens israelenses foram encontrados mortos a tiros. O ataque foi atribuído ao grupo extremista Hamas. Em oposição, extremistas judeus queimaram vivo um jovem palestino. Começa então um investida árabe, contra o sul de Israel, com foguetes. Os ataques foram ressarcidos com ataques áereos de Israel à Faixa de Gaza.
Professor Bruno Almeida
Full transcript