Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Biomateriais Metálicos

No description
by

Cássia Girotto

on 6 January 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Biomateriais Metálicos

Aço Inoxidável
Elevada resistência a corrosão;
São divididos em três grupos: ferríticos, martensíticos e austeníticos (este último é o mais utilizado na produção de biomateriais);
Tulinski, Khandelwal e Gurappa:
Estudam métodos e a melhoria das propriedades da superfície por meio do recobrimento com partículas/filmes cerâmicos, como de alumina, hidroxiapatita e zircônia;
Avaliam a influência da espessura do recobrimento para as propriedades das amostras metálicas.
Titânio
Elevada resistência à corrosão, superando os aços inoxidáveis;
Baixo peso, possuindo ótima relação resistência-peso e propriedades não-magnéticas;
Mais utilizados: Titânio puro e o Ti-6Al-4V (alfa-beta);
Objetivo do se substituir o vanádio por nióbio (Ti-6Al-7Nb) - formação do óxido de vanádio é considerada prejudicial ao sistema respiratório.
Área odontológica
Biomateriais
Materiais utilizados em dispositivos médicos que interagem com o sistema biológico.
Biomateriais Metálicos
Propriedades Mecânicas
Não compatibilidade pode acarretar o enfraquecimento da região óssea em contato com o implante.
Propriedades Químicas
Fluídos Corpóreos em contato com biomaterial pode provocar corrosões.
Propriedades Biológicas
Biocompatibilidade;
Osseointegração, conexão estabelecida entre o tecido vivo e a superfície do implante.
Ligas de ouro - primeiros biomateriais utilizados nesta área;
Amálgama - Composta por prata e estanho combinados com quantidades pequenas de outros metais como cobre, zinco, ouro, estanho:
Facilidade de produção e manuseio, adaptabilidade às paredes cavitárias, resistência aos movimentos mastigatórios e insolubilidade no meio bucal.
Desvantagens: modificação volumétrica, condutibilidade térmica, e falta de resistência nas bordas.

Cássia Girotto
Cristiane Siqueira
Cynthia Guimarães
Fernando Martins

Biomateriais metálicos
Boas propriedades mecânicas;
Boa condutividade elétrica;
Boa condutividade térmica;
Baixo custo de produção;
Facilidade de processamento.
Tipo de ligação: metálica:
Combinação com estruturas cristalinas confere maior mobilidade aos elétrons.
Tolerância limitada pelo organismo;
Boa parte de suas aplicações estão relacionadas ao tratamento ósseo.
Algumas propriedades relevantes
Metais mais utlizados
Aço inoxidável;
Cobalto e suas ligas;
Titânio e suas ligas;
Ligas com memória de forma.
Parafusos odontológicos produzidos com titânio
Vantagens e desvantagens
Alta ductilidade;
Alta resistência mecânica;
Alta tenacidade;
Facilidade no processo de produção.
Corrosão;
Liberação de íons metálicos;
Baixa biocompatibilidade.
Processamento de biomateriais metálicos
Processo de confecção de biomaterial metálico genérico. Adaptado
Obrigado pela atenção!
Cássia Costa Girotto
Cristiane Pereira de Siqueira
Cynthia Guimarães de Paula
Fernando Martins Machado Júnior
Disciplina: Biomateriais
Professora: Profa. Dra. Mariana Motisuke
Conclusão
Pesquisa e produção no Brasil
Outras ligas importantes
Cobalto
Assemelha-se ao processamento de metais em geral;
O metal passa por vários processos:
Separação de minerais;
Processos químicos;
Fundição/Lingotamento/Laminação/Forjamento;
Tratamento térmico.
Aplicações
Substituição e reparação de ossos;
Placas, parafusos e pinos.
Na área ortopédica, são divididos em duas classes:
Dispositivos de fixação interna e externa.
Implantes de substituição de juntas.
CBPF (Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas):
Departamento de Biomateriais
Relatório da Markets and Markets:
De 2011 a 2015 o mercado de biomateriais no Brasil terá crescido uma taxa de 19,5% ao ano.
1,7 bilhão de dólares.
Empresas brasileiras em expansão:
TRAUMÉDICA (Campinas-SP);
INTERMEDIC (São Paulo-SP);
PRIME (Campinas-SP);
SIN (São Paulo-SP).
Fenômeno de osseointegração
Utilizadas em diversos implantes e próteses ortopédicos (parafusos e revestimentos) e aplicações na área odontológica;
Excelente resistência ao desgaste, fadiga, à corrosão e biocompatibilidade;
Apresentam grande dificuldade para usinagem;
Ligas mais utilizadas: Co-Cr-Mo e Co-Ni- Cr-Mo.

Aplicação na fabricação de endopróteses;
2004 - Primeiros resultados brasileiros acerca do stent, fina haste caracterizada como uma endoprótese utilizada para impedir a constrição do fluxo em artérias, (liga de cromo-cobalto);
Maior flexibilidade e menor proliferação neointimal;
Artigo: “Resultados Clínicos Iniciais do Primeiro Stent de Cromo-Cobalto Concebido no Brasil”, de Cahm et al;
Parceria entre a Universidade de São Paulo e CIMEQ, de Havana, Cuba.
Biomateriais geram impactos econômicos e sociais significativos;
Têm aplicações em várias áreas;
Apesar da excelentes vantagens, ainda possuem limitações;
Pesquisas em desenvolvimento para aperfeiçoamento de novos biomateriais.
Ligas de Memória de forma: Capazes de recuperar sua forma e dimensões originais através de aquecimento moderado, depois de sofrerem deformações elevadas;
Ligas de Ni-Ti: excelente resistência à corrosão e biocompatibilidade;
Cateteres, stents de desobstrução venal e arterial, fios em aparelhos ortondônticos.
Ligas de Mg: propriedades semelhantes às dos ossos femorais.
Desenvolvimento de ligas de titânio do tipo beta sem a presença de alumínio devido a suspeita de relação com o Alzheimer;
Titânio puro é comumente utilizado em implantes odontológicos;
“Utilização do titânio na confecção de estruturas metálicas em prótese parcial removível”, de Torres e colaboradores - Próteses removíveis;
“Implantes osseointegrados de titânio para reabilitação auricular: relato de caso e revisão da literatura” de Gumieiro et al.
Full transcript