Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

IRI - Sistema Internacional

IBMEC Belo Horizonte
by

Vladimir Feijo

on 10 March 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of IRI - Sistema Internacional

Prof. Vladimir Pinto Coelho Feijó
vladimir.pcf@gmail.com
Introdução às
Relações Internacionais

Sistema Internacional
Denomina-se Sociedade Internacional o conjunto de os vários países na área internacional, estabelecendo entre si inúmeras relações de conteúdos variados.

A anarquia é compatível com uma Sociedade?
Denomina-se Comunidade Internacional a associação entre os vários países. O principal objetivo dessa associação é a resposta de um conjunto de países à determinadas situações, como ataques terroristas, decisões políticas de outras nações, interdependência, humanitarismo, desenvolvimento ou sustentabilidade.

A anárquia é compatível com uma Comunidade?
Há autores, como Fernando MENÉNDEZ que, ao enfocar o viez jurídico da interpretação das Relações Internacionais, prefere diferenciar a Comunidade da Sociedade Internacional.
Destaque-se que é necessário a utilização tanto de conceitos jurídicos (ordem/coordenação/estrutura) e sociológicos (convicção/valores/participação).

Por sua vez a Sociedade Transnacional manifesta-se pelo intercâmbio comercial, pelos movimentos de pessoas, pelas crenças comuns, pelas organizações que ultrapassam as fronteiras nacionais, pelas cerimônias e competições abertas aos membros de todas as unidades políticas.

Para Raymond ARON, sistema internacional difere-se da sociedade transnacional. Para ele o sistema é o conjunto constituído pelas unidades políticas que mantêm relações regulares entre si e que sao suscetíveis de entrar numa guerra geral, e é o aspecto interestatal da sociedade à qual pertencem as populações submetidas a soberanias distintas.
Além de anárquico o Sistema Internacional caracteriza-se por ser heterogêneo e de estrutura específica.
Heterogêneo porque há, de fato, uma distinção de poder e influência entre os diversos tipos de atores nele presente.
De estrutura específica uma vez que existe sim um mínimo de interação entre os atores e estes com o próprio meio, e assim, define-se a maneira em que o mecanismo de equilíbrio de poder firma-se.
Os Estados, essas formas políticas que moldaram a identidade dos homens estariam esgotadas?

Os novos atores internacionais, que são as grandes empresas multinacionais ou, mais visíveis nas mídias, as ONGs (organizações não-governamentais), poderiam nos fazer crer que sim.
“Anarquia internacional”

A anarquia corresponde à ausência de um governo e de leis que definem os parâmetros de comportamento e regulagem de um determinado espaço, provendo-lhe ordem.
No campo internacional, os principais atores são os Estados-nações.

Essa formulação teórica permite antever ou ao menos formular um quadro concreto do desenvolvimento das relações internacionais ao observar, neste âmbito, a hierarquização entre os Estados de acordo com sua força, seja ela econômica ou político-militar, em oposição ao quadro caótico de uma "anarquia internacional".
É uma categoria chave das Relações Internacionais, tendo sua formulação pelo reconhecimento de que as relações entre os Estados são norteadas por elementos estruturais no seu contexto de interação: leis internacionais, instituições, alianças, associações, etc., em oposição à idéia do simples domínio da "lei da força" ou da suposta ausência de qualquer tipo de ordenamento jurídico internacional.
SISTEMA INTERNACIONAL
é, para as Relações Internacionais, o ambiente constituído pelos Estados e as diversas instituições internacionais, como a ONU ou a OCDE, em interação no mundo.
O termo tem uso arraigado nos estudos das Relações Internacionais, tendo significação geralmente ampla. Traz em seu bojo a idéia de uma hierarquização entre os Estados, sendo esta baseada nas capacidades políticas, militares e econômicas.
Às vezes é referido simplesmente como "sistema de Estados" ou "Governo do Mundo".
Um
SISTEMA
(do grego sietemiun), é um conjunto de elementos interconectados, de modo a formar um todo organizado.
Vindo do grego o termo "sistema" significa "combinar", "ajustar", "formar um conjunto".
Todo sistema possui um objetivo geral a ser atingido.
O sistema é um conjunto de órgãos funcionais, componentes, entidades, partes ou elementos e as relações entre eles, a integração entre esses componentes pode se dar por fluxo de informações, fluxo de matéria, fluxo de sangue, fluxo de energia, enfim, ocorre comunicação entre os órgãos componentes de um sistema.
Onde ocorrem as RI?
Genericamente, um Sistema é um conjunto de relações entre atores, colocados em um meio específico, com um certo grau de interdependência entre si e submetidos a um certo modo de regulação.

ORDEM
RELAÇÃO DE CAUSA-EFEITO
COORDENAÇÃO
A soberania constrói uma realidade entre os Estados em que não é possível um ser superior ao outro na definição dos interesses nacionais.

Se cada ator preocupa-se com seus interesses, coletivamente a ordem é anárquica, sem sequência pre-ordenada.

É de se esperar que predomine a lógica da competição e sobrevivência, o choque de intereses.
ORDEM
RELAÇÃO DE CAUSA-EFEITO
COORDENAÇÃO
- MULTIPLAS SOBERANIAS
- INTERDEPENDENCIA
- GOVERNANCA COLETIVA
Full transcript