Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

ARRANJO PRODUTIVO DE SWEET HEAVEN NO ALTO TIETÊ

No description
by

Rodrigo Teruya

on 4 December 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of ARRANJO PRODUTIVO DE SWEET HEAVEN NO ALTO TIETÊ

SITUAÇÃO ATUAL – DESAFIOS E OPORTUNIDADES DE DESENVOLVIMENTO
ARRANJO PRODUTIVO DE SWEET HEAVEN NO ALTO TIETÊ
SWEET HEAVEN
• Inserir no mercado um produto que faça concorrência frente ao sweet grape e outras variedades de mini tomates,
Prazo – 6 meses
Estimativa – Que possa adquirir uma fatia do mercado de cerca de 40% do comércio de mini tomates.

COMPONENTES:
BRUNO SOGABE
FERNANDO FUZITA
LEANDRO GARCES
NILTON SASSAZAWA
OSMAR MARTINS
RODRIGO TERUYA
6º SEMESTRE - GESTÃO EM AGRONEGÓCIO

DICIPLINA - APL
PROF. ALOÍSIO ESPINDOLA
CONTEXTUALIZAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DO ARRANJO
Brasil – 9º lugar Ranking Mundial Produção de Tomate (2009/2010)
Tomates “Gourmet”– 80 mil toneladas/ano
Cultivares corresponde a 1%
Condições para cultivo ideais
CONTEXTUALIZAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DO ARRANJO
“sweet heaven” – potencial de mercado
Listagem de produtores
Reuniões – Parcerias/Implantação APL
Definições: Deveres e obrigações
Produtores de Biritiba Mirim e Mogi das Cruzes

CONTEXTUALIZAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DO ARRANJO
Criar um sistema de produção - respeitando interesse de ambas as partes
Criar relações : Aperfeiçoamento do sistema
Instituição de Ensino
Órgãos Públicos

Situação Atual:
• Os preços pagos aos produtores do tomate sweet grape, não agradam os produtores.
• Os produtores não possuem uma marca própria.
• Os produtos não possuem embalagem personalizada
• Os produtores, em sua maioria são membros de diferentes associações de acordo com a região onde a propriedade se encontra.
• Falta de estrutura (estufas, locais apropriados para armazenamento e transporte)

Desafios:
• Implementar o arranjo entre os produtores
• implantar sistemas como – Boas Práticas Agrícolas (BPA), Boas Praticas de Fabricação (BPF), Analise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (APPCC), processo operacional padrão (POP) e ISO 9001 (qualidade e uniformidade)
• Criação de embalagens atrativas ao público consumidor e que evitem danos físicos ao produto.
• Criação de uma marca comum entre os produtores, agragando maior valor pago aos produtores.
• Buscar melhores condições de financiamento (infraestrutura e capacitação)

Oportunidades:
• Através da certificação, obter uma “força” maior no produto.
• Possibilidade de criação de subprodutos gerados a partir de produtos que se enquadrarem para comercialização.
• Linhas de crédito para a associação.
• Região altamente propícia para esse tipo de cultura:
- Clima
- Alto índice de desenvolvimento
- Profissionais capacitados e Instituições
• Presença de empresas fortes no segmento disposta a se tornar parceiras do projeto.

RESULTADOS ESPERADOS
A integração das ações no modelo de arranjos produtivos deve ser analisada de uma forma sistêmica, é de fundamental importância que seja criada um ambiente favorável aos pequenos e médio produtores da região do Alto Tietê
• Aumentar a produtividade por planta do Sweet Heaven.
Prazo – 8 meses
Estimativa – 12 kg por planta

• Dar um incremento na receita dos produtores envolvidos na cultura.
Prazo – 6 meses
Estimativa – Incrementar a renda a parir de 50%

• Capacitação e especialização da mão de obra para o cultivo do Sweet Heaven.
Prazo – 3 meses
Estimativa – Aumentar 75% da produtividade

• Tornar o marketing uma ferramenta eficaz , em busca de mercados em níveis mais abrangentes.
Prazo – 6 meses
Estimativa – Aumentar a comercialização em 80%
• Desenvolver subprodutos a partir dos produtos classificados como fora de padrão para a comercialização in natura.
Prazo – 6 meses
Estimativa – Reduzir a perda para 10% da produção total

INDICADORES DE RESULTADOS
Em relação à situação atual, por se tratar de uma variedade nova, baseou-se nos dados obtidos, por meio de pesquisa e observação, na produção de outras variedades de mini tomates, principalmente o sweetgrape.
Resultado: Inserir no mercado um produto que faça concorrência frente ao sweetgrape e outras variedades de minitomates;
Indicador: Pesquisa de mercado do sweetgrape e outras variedades;

Resultado: Aumentar produtividade por planta de minitomates;
Indicador: Planilha de produtividade;

Resultado: Intensificar a tecnologia aplicada na cadeia produtiva da cultura;
Indicador: Assistência técnica especializada;


Resultado: Dar um incremento na receita dos produtores envolvidos na cultura;
Indicador: Gráfico comparativo receita atual X receitas anteriores;

Resultado: Capacitação e especialização da mão de obra para o cultivo do SweetHeaven;
Indicador: Número de cursos de capacitação e entre outros eventos disponibilizados para os integrados relacionados com o número de presença e frequência dos mesmos;

Resultado: Desenvolver subprodutos a partir dos produtos classificados como fora de padrão para a comercialização in natura;
Indicador: Pesquisa e Desenvolvimento de viabilização de processos para geração dos subprodutos;

Resultado: Tornar o marketing uma ferramenta eficaz, em busca de mercados em níveis mais abrangentes;
Indicador: Monitoramento da relação vendas do produto X investimentos em publicidade;

Resultado: Elaboração de uma marca própria e forte;
Indicadores: Monitoramento da relação vendas do produto X investimentos em publicidade;


AÇÕES PREVISTAS
1. Alianças com empresas vendedoras de estrutura protegida e tecnologias avançadas
- Descrição: firmar aliança junto a empresas vendedoras de alta tecnologia diminuindo custo inicial de implantação e negociação de prazos para pagamentos, sendo as condições revisadas de dois em dois anos.
- Coordenação: grupo gestor da APL
- Execução: Nortene, Yoshida e Hirata e Horti Safra
- Viabilização financeira: Grupo Gestor
- Custo da ação: R$ 450,00
- Percentual do custo total do projeto: 0,08%
- Data de início: 15/12/2013
- Data de término: 20/01/2014
- Resultados esperados: diminuição do custo inicial e maior prazo para pagamento do investimento
- Tipo de ação: ação de crédito


2. Criação de uma marca própria, logotipo e embalagens.
- Descrição: criação de uma marca própria e logotipo, posteriormente criação de embalagens personalizadas e adequadas ao produto, com o logotipo impresso na própria embalagem, de forma que seja atrativa ao consumidor final. Revisão a cada dois a três anos do layout da marca.
- Coordenação: Grupo Gestor
- Execução: Agência F10 de propaganda
- Viabilização financeira: Sakata Seed
- Custo da ação: R$ 6000,00
- Percentual do custo total do projeto: 1,11%
- Data de início: 10/12/2013
- Data de término: 01/02/2014
- Resultados esperados: agregação de valor ao produto, e aumento de consumo de produtos.
- Tipo de ação: ação de inovação de design; ações de promoção do mercado externo

3. Implantação de linhas de subprodutos.
- Descrição: Desenvolvimento de linhas de produção de subprodutos da espécie, como molhos, sucos e tomate-seco.
- Coordenação: SEBRAE.
- Execução: grupo gestor da APL
- Viabilização financeira: Banco do Brasil.
- Custo da ação: R$ 200000,00
- Percentual do custo total do projeto: 37,00%
- Data de início: 20/06/2014
- Data de término: 20/08/2014
- Resultados esperados: Maior aproveitamento dos descartes de produção, gerando maior renda aos integrantes do APL, além da criação de empregos diretos no município e inovação ao mercado.
- Tipo de ação: Promoção do Mercado Interno, Inovação e Tecnologia e Valorização da Identidade Local.

4. Criação de uma associação comum entre todos os produtores de sweet heaven
- Descrição: criar uma associação organizada e unida, onde os membros serão os produtores de sweet heaven.
- Coordenação: Sindicato Rural de Mogi das Cruzes.
- Execução: Grupo gestor
- Viabilização financeira: Grupo gestor
- Custo da ação: R$ 2200,00
- Percentual do custo total do projeto: 0,41%
- Data de início: 01/04/2014
- Data de término: 01/05/2014
- Resultados esperados: Fortalecimento da classe, organização, e comunicação entre empresas privadas e setor público mais eficiente.
- Tipo de ação: ação de Valorização da Identidade Local e Crédito.


5. Gestão e acompanhamento do projeto.
- Descrição: Gerenciamento e acompanhamento das ações previstas, diagnósticos da situação atual, apontar pontos a serem melhorados e pontos a serem explorados.
- Coordenação: SEBRAE.
- Execução: SEBRAE e grupo gestor
- Viabilização financeira: Grupo gestor
- Custo da ação: R$ 2400,00
- Percentual do custo total do projeto: 0,44%
- Data de início: 01/01/2014
- Data de término: 31/12/2014
- Resultados esperados: constante melhoramento do sistema
- Tipo de ação: ação de capacitação e formação e ação de valorização da entidade local.


6.Requisição de obras e políticas públicas voltadas para atividades agrícolas.
- Descrição: expor a necessidade de obras e politicas públicas que facilitem a produção agrícola.
- Coordenação: grupo gestor
- Execução: órgãos públicos
- Viabilização financeira: Grupo gestor
- Custo da ação: R$ 2000,00
- Percentual do custo total do projeto: 0,37%
- Data de início: 20/01/2014
- Data de término: 20/05/2014
- Resultados esperados: incentivo e apoio para o funcionamento do sistema de produção agrícola de forma geral
- Tipo de ação: ação de valorização da entidade local.

7.Disponibilizar acesso às novas tecnologias.
- Descrição: a partir de estudos de especialistas, divulgar e fornecer informações aos integrados sobre novidades e técnicas que possam auxiliar no cultivo.
- Coordenação: Yoshida e Hirata e Horti Safra
- Execução: Yoshida e Hirata e Horti Safra
- Viabilização financeira: Yoshida e Hirata e Horti Safra
- Custo da ação: R$ 3000,00
- Percentual do custo total do projeto: 0,55%
- Data de início: 12/01/2014
- Data de término: 30/12/2014
- Resultados esperados: apoio técnico aos produtores, produtividade e garantia de qualidade
- Tipo de ação: ação de inovação de tecnologia.

Gestão do Plano de Desenvolvimento
Serão convidados a participar
do grupo gestor:

- representante da empresa Yoshida e Hirata
- representante da empresa Horti safra
- representante da empresa Sakata Seed
- representante da Faculdade de tecnologia de mogi das Cruzes
- administradores no agronegócio
- consultor do SEBRAE
- representante da casa da agricultura
- representante do sindicato rural
- consultor técnico (engenheiro agrônomo)
- diretor executivo da agência F10 de propaganda
- representante da empresa Nortene (empresa de infra estrutura especializada)
- representante da empresa Tuti Fruti (agente comercializador)
- dois representantes dos produtores integrados

São funções do grupo gestor:

- articulação entre associação dos integrados e empresas parceiras,
- negociação relacionada a instalação,
manutenção e aquisição de novas tecnologias para maior desempenho na produtividade do sweet heaven;
- acompanhamento e avaliação das ações previstas,
- identificações de novas oportunidades, e possíveis soluções de novas barreiras e desafios que possa surgir com o andar do arranjo.

acompanhamento das ações previstas:

- próprios membros do grupo gestor como avaliadores das ações, de acordo com cada área a ser atingida por cada ação.
- reuniões quinzenais agendadas onde os participantes do grupo gestor devem comparecer,
- os produtores serão informados, através de um informativo circular, o que será discutido, devem se declarar através de seus representantes
- Uma vez a cada mês, haverá uma reunião entre os produtores e parte do grupo gestor a fim de manter contato direto e preservar os interesses da base do arranjo.

ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO
A avaliação e o acompanhamento do projeto será baseado em:
- dados obtidos através de pesquisa executadas pelo grupo gestor;
- grau de satisfação dos participantes do sistema;
- resultados físicos, aumento da produtividade, número de integrados, etc...
- resultados financeiros
- conclusão das ações previstas
- identificação e resolução de novos desafios e obstáculos
- identificação de novas oportunidades e forças impulsoras, e aproveitamento das mesmas.


PLANO DE DESENVOLVIMENTO
• Seleção da cultura
• Distribuição de tarefas
• Contato com agentes interessados
• Gestão e Desenvolvimento
Full transcript