Loading presentation...
Prezi is an interactive zooming presentation

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Biofísica da Função Renal

No description
by

Bruno Araujo

on 5 December 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Biofísica da Função Renal

Biofísica da Função Renal
Osmose
Movimento de solventes;
Difusão efetiva de água causada pela diferença de concentração da própria água.
Osmolaridade e Osmolalidade
Regulação das Trocas de Líquido
Composição Química dos líquidos.
Compartimentos Líquidos do Corpo
Líquido intracelular
Líquido extracelular:
Plasma
Líquido intersticial
Pressão Osmótica da Solução de Soluto
Quantidade exata de pressão necessária para interromper a osmose.
Homeostase
Equilíbrio dinâmico;
Ingestão e eliminação tem que ser equivalentes;
Rins possuem múltiplas funções para manter a homeostase.
Nome: Bruno Araujo
Izabela Telega

OsmolaRidade
Expressão de concentração em termos de número de partículas;
1 osmol de soluto dissolvido em 1 kg de água possui osmolaridade igual 1 osmol/kg de solução
Utilizada devido a dificuldade de medir 1 kg de água nas soluções
OsmolaLidade
Expressão da concentração em termos de número de partículas;
Um osmol equivale a 1 mol-grama de soluto não dissociado;
Osmol é expressado por litros de água (solvente)
Pressão Hidrostática
Resultado do peso do fluído;
Pressão na superfície da água = P.atm;
Pressão aumenta 1mmHg a cada 13,6 mm abaixo da superfície;
Pressão Hidrostática = Pressão que o fluido exerce no ponto em questão.
Regulação das trocas de líquidos
Liquidos intracelulares e extracelulares sempre são mantidos em equilíbrio osmótico.
Função dos Rins
Manter a homeostase
Regulação:
Balanço de água e eletrólitos;
Osmolalidade dos líquidos corporais e eletrólitos;
Equilíbrio ácido-básico;
Excreção
Regulação da pressão arterial
Secretar Hormônios
Gliconeogênese
Unidade Funcional
Sistema Urinário
Funcionamento dos Rins
GRANDE pressão hidrostática nos capilares glomerulares( 60 mmHg);
Rápida filtração;

PEQUENA pressão hidrostática nos capilares peritubulares (13 mmHg)
Rápida reabsorção do líquido
Produção de Urina
Função:
Excreção
Reabsorção
Mecanismos:
Filtração Glomerular
Reabsorção tubular
Secreção tubular
(Filtração - Reabsorção - Secreção)
Néfrons
Filtração
Artéria Aferente



Capilares Glomerulares



Artéria Eferente



Capilares Peculiares e Vasos Retos



Veia Renal
Pressão e Filtração
• Pressão hidrostática do sangue – 70 mmHg
• Pressão hidrostática da urina – 14 mm Hg
• Pressão oncótica do sangue – 32 mmHg
• Pressão oncótica da urina – 0 mmHg
24mmHg
Gera 120 mL/min.
Elimina 180 L por dia.
Só 1,5 L de urina são excretados em 24h.
O tubo proximal reabsorve 80% do volume filtrado.
1% é transformado em urina.
Reabsorção e Secreção
Túbulos Proximais

Alça de Henle

Túbulos Distais

Tubo Coletor
Reabsorção e Secreção
Um gradiente recupera os íons cloro e a água é transferida passivamente com as substâncias reabsorvidas ( dependente da aldosterona supra-renal).
Glicose e aminoácidos são retirados ativamente do filtrado, contra um gradiente de concentração.
A alça de Henle é impermeável à água, mas age sobre a concentração dos íons sódio, tornando o filtrado hipotônico.
A aldosterona regula a bomba de sódio na parte ascendente da alça.
No tubo distal e no tubo coletor o hormônio antidiurético hipofisário transfere a água dos condutos para o tecido intersticial e a aldosterona recupera mais íons sódio.
Os íons de amônia na urina são secretados no tubo proximal e os íons de hidrogênio e potássio, no tubo distal.
Acidificação da urina
Os ácidos orgânicos, sulfúrico e fosfórico que foram neutralizados pelo íon sódio no organismo e filtrados pelo glomérulo, voltam a ionizar-se pela reabsorção do sódio em troca dos íons de hidrogênio provenientes da decomposição do ácido carbônico formado nas células tubulares.
Reabsorção de bicarbonato
É reabsorvido ao longo do néfron num processo que não ocorre saturação.
A reabsorção de HCO3- é indireta, uma vez que é removido do fluido tubular na forma de CO2 e H 2O.
Depois o bicarbonato sai pela membrana basolateral de co-transporte Na+ (HCO3-) e outros mecanismos como o tracador Cl- / HCO3- e Na+ (HCO3-).
Circulação renal
• Fluxo renal plasmático é o plasma filtrado. (540, 660 ml/min)
• Fluxo renal sanguíneo volume total do sangue.
Filtração Glomerular
Full transcript