Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Ética, Moral e Sociedade

No description
by

Sangali Leandro

on 19 September 2017

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Ética, Moral e Sociedade

Ética e Moral
O termo ética deriva do grego ethos (caráter - modo de ser de uma pessoa). Ética é um conjunto de valores morais e princípios que norteiam a conduta humana na sociedade.
A ética é construída por uma sociedade com base nos valores históricos e culturais. Do ponto de vista da Filosofia, a Ética é uma ciência que estuda os valores e princípios morais de uma sociedade e seus grupos.

ÉTICA, MORAL E SOCIEDADE
Moral
Moral
é o conjunto de regras aplicadas no cotidiano e usadas continuamente por cada cidadão. Essas regras orientam cada indivíduo, norteando as suas ações e os seus julgamentos sobre o que é moral ou imoral, certo ou errado, bom ou mau.
São os costumes, regras, tabus e convenções estabelecidas por cada sociedade.

O Homem não é uma ilha
Ética - Ramo da filosofia
A
Filosofia
(
Philos ou philia
que quer dizer
amor, amizade
/
Shofia
que quer dizer
sabedoria
) pensa sobre o homem e sua condição de ser atrelada aos fatos cotidianos.
A
Ética
estuda os valores morais que orientam o comportamento humano e o seu convívio em sociedade.
Questão central da Moral e da Ética:
“Como devo (re)agir perante o(s) outro(s)?”
Na convivência social e comunitária o ser humano se descobre e se realiza enquanto um ser moral e ético.
No centro da ética aparece o dever, a obrigação moral ou a conduta “correta”:
Dilema do: Quero? Devo? Posso?
“Tem coisas que eu quero mas não devo,
tem coisas que eu devo mas não posso e
tem coisas que eu posso mas não quero.”

Ética e Cultura
A ética é:
Conjunto de conhecimentos extraídos da
investigação do comportamento humano;
Busca explicar e justificar os costumes de uma determinada sociedade, bem como fornecer subsídios para a solução de seus dilemas mais comuns.

É uma reflexão sobre a moral, "Filosofia Moral.”,
“Ciência da conduta.”
A ética não se confunde com a moral.
A moral é a regulação dos valores e comportamentos considerados legítimos por uma determinada sociedade, um povo, uma religião, uma certa tradição cultural... Há morais específicas, também, em grupos sociais mais restritos: uma instituição, um partido político... Há, portanto, muitas e diversas morais. Isto significa que uma moral é um fenômeno social particular que não tem compromisso com a universalidade, com o que é válido, de direito e justo para todos os homens. Exceto quando atacada: justifica-se dizendo-se universal, supostamente válida para todos. Mas, então, todas e quaisquer normas morais são legítimas? Não deveria existir alguma forma de julgamento da validade das morais? Existe, e essa forma é o que designamos por
ética.
Vamos Pensar!
1 - A moral é igual para todos?
2 - A moral é estática ou dinâmica?
3 - O que influencia a formação da moral?
4 - Podemos influenciar na moral de uma pessoa?
5 - Existe conflito moral? O que seria?
6 - A ética cria a moral ou a moral cria a ética?
Pensamento de alguns filósofos
Sócrates
Refletiu sobre a natureza do bem moral, na busca de um princípio absoluto de conduta.
Duas formulações mais conhecidas:
"Nada em execesso" e
"Conhece-te a ti mesmo"
Platão
Colocava a busca da felicidade (Sumo BEM) como o centro das preocupações éticas. O Homem só encontra a felicidade na prática das virtudes. O ideal buscado pelo homem virtuoso é a imitação de Deus: aderir ao divino.
VIRTUDES

Justiça -
ordena e harmoniza
Prudência

ou sabedoria -
põe ordem em nossos pensamentos
Fortaleza ou valor -
faz com que o prazer se subordine ao dever
Temperança -
serenidade, autodomínio
Aristóteles
Estudou as virtudes e os vícios, concluindo que existem vários bens em concreto para o homem. O homem, como um ser complexo, precisa de vários bens, tais como: Amizade, saúde e até riqueza.O homem tem seu ser no VIVER, no SENTIR e na RAZÃO. Ele não pode apenas viver, mas viver racionalmente com os seus semelhantes. Assim: O maior bem?
A vida virtuosa.
A maior virtude:
a inteligência.
Santo Agostinho
Muito influenciado pelo platonismo, inspirou o pensamento da Igreja Católica na Idade Média.
“O supérfluo dos ricos é propriedade dos pobres.”
“Ninguém faz bem o que faz contra a vontade.”
“Necessitamos um do outro, para sermos nós mesmos.”
São Tomás de Aquino
Fez a síntese do cristianismo com a visão aristotélica do mundo, sistematizando o conhecimento teológico e filosófico, dando à Igreja uma Teologia fundada na revelação e uma Filosofia baseada no exercício da razão humana, que se fundem numa síntese definitiva: fé e razão unidas em sua orientação comum rumo a Deus - “Não pode haver contradição entre fé e razão.”
Ética e Direitos Humanos
Os direitos humanos estão ligados a uma ideia de liberdade que inclui, também, o dever de lutar por ela. E no caso dessa prática, isso implicaria diálogo, vivenciar os conflitos, aprender a lidar com eles, trazê-los para os locais de trabalho, para as relações pessoais.
A ética tem sido o principal regulador do desenvolvimento histórico-cultural da humanidade. Sem ética, ou seja, sem a referência a princípios humanitários fundamentais comuns a todos os povos, nações, religiões..., a humanidade ter-se-ia auto-destruído. Também é verdade que a ética não garante o progresso moral da humanidade. O fato dos seres humanos concordarem minimamente entre si sobre princípios como justiça, igualdade de direitos, dignidade da pessoa humana, cidadania plena, solidariedade, cria oportunidades para que esses princípios sejam colocados em prática, porém, não garante o seu cumprimento. As nações do mundo já entraram em acordo em torno de muitos desses princípios.
Ser ético é agir dentro dos padrões convencionais, é proceder bem, é não prejudicar o próximo. Ser ético é cumprir os valores estabelecidos pela sociedade em que se vive.
Referências:
ARRUDA, Maria Cecília Coutinho de; WHITAKER, Maria do Carmo;
RAMOS, José Maria Rodriguez. Fundamentos da ética empresarial e econômica. São Paulo; Atlas, 2001. 210
CHAUÍ, Marilena. Convite à filosofia. 6. ed. São Paulo: Ática, 1997. 440 p.
COTRIM, Gilberto. Fundamentos da filosofia: história e grandes temas. 15. ed. São Paulo: Saraiva, 2002. 36 p.
FERREIRA, Ana Alice. A tarefa do professor. Ensino e sociedade: revista da associação nacional das Universidades particulares. Brasília, DF: ANUP, v. 1, n. 2, Jul.2001. p. 73-78.
FISCHIMANN, Roseli. Do terror à paz: ética e educação, Revista Ensino Superior, [s.l], v. 4, n. 37, p. 40, Out. 2001. Ensaio.
GAARDER, Jostein. O mundo de Sofia: romance da historia da filosofia. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.
DINIZ, Marcelo Neves. Aspectos Históricos Sobre Ética E Sua Importância No Âmbito Sócio-Educacional . Disponível em: http://www.artigocientifico.com.br/uploads/artc_1172066516_27.doc Acesso em: 17 de fevereiro de 2014.
PINHEIRO, Azevedo. Aula 01 – Introcução à Ética. Disponível em: http://www.pastorazevedo.com.br/teologicos_ver.php?id=104. Acesso em: 20 de março de 2014.

Senso moral
O que é Senso?

Senso é o ato de raciocinar, apreciar e julgar. Ter senso é ter um juízo claro, um entendimento, é ter prudência, discernimento.
Senso moral
- é a consciência do bem e do mal.

O
senso moral
atua quando uma pessoa é movida a agir por causa dos seus sentimentos ao próximo, pelos seus valores e ainda pelo sentimento de igualdade entre si e o próximo, ou seja, o senso moral leva uma pessoa a agir imediatamente.

A
consciência moral
atua na tomada de decisões relacionadas ao comportamento da pessoa, pois necessita tomar decisões relacionadas a si próprio e a outras pessoas, de forma que seja responsável por estas e ainda assuma as consequências de tais decisões. O discernimento promove a relação entre os meios e os fins que auxilia na distinção de reações morais e imorais.

Qual é a finalidade da ética e da moral?
Elas são responsáveis por construir as bases que vão guiar a conduta do homem, determinando o seu caráter, altruísmo e virtudes, e por ensinar a melhor forma de agir e de se comportar em sociedade.


Cidadania significa o conjunto de direitos e deveres pelo qual o cidadão, o indivíduo está sujeito no seu relacionamento com a sociedade em que vive. O termo cidadania vem do latim, civitas que quer dizer “cidade”.

Cidadania é o exercício dos direitos e deveres civis, políticos e sociais estabelecidos na constituição.





Ética e cidadania são dois conceitos fulcrais na sociedade humana. A ética e cidadania estão relacionados com as atitudes dos indivíduos e a forma como estes interagem uns com os outros na sociedade.
Cidadania
Ética e Cidadania
Constituição Federal

Capítulo I
I - DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E COLETIVOS (ART. 5º)
Direitos e deveres individuais e coletivos
Art. 5º - Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
Um
valor
é uma qualidade que confere às pessoas, coisas ou situações uma estimação. O termo é usado para mencionar as características morais que são inerentes a um sujeito ( piedade, responsabilidade, laicidade, respeito, etc.).

Universal
, por outro lado, é um adjetivo que está relacionado com aquilo que pertence ou que é relativo ao universo. O conceito faz referência ao conjunto de todas as coisas criadas e àquilo que é comum a todos na sua espécie.

Estas duas definições permitem-nos abordar a noção de valor universal.
Os valores universais são formados pelas normas de comportamento implícitas que são necessárias para viver em sociedade de forma harmoniosa e pacífica.

Valores pessoais e universais
Consequências
Na Política
Família
Nas empresas
Consequências
da falta de ética
2. Precariedade do sistema de saúde
: postos de saúde que não tem médicos para atender à população, falta de medicamentos, desvalorização de funcionários, hospitais superlotados, leitos insuficientes.
3. Segurança pública:
enquanto as pessoas que não respeitam às leis ficam soltas, as pessoas de bem ficam cada vez mais presas.
1. Precariedade no ensino público
: professores mal remunerados, pouco investimento nas escolas;
Fim da família como núcleo social
Falta amor, respeito, caridade, exemplos......
Empresas que atuam no mercado sem alma, colocando como objetivo direto o acúmulo de recursos financeiros; conquistando mercado a qualquer preço; vendendo seus valores morais, fazendo declarações fraudulentas; desviando verbas, etc.
Onde a ética faz mais falta no Brasil
A falta e a quebra da ética ameaçam todos os setores e aspectos da vida e da cultura de um país. Mas, não há como negar que, na vida política, a falta ou quebra da ética tem o efeito mais destruidor. Isto se dá porque o político deve ser um exemplo para a sociedade. A política é o ponto de equilíbrio de uma nação. Quando a política não realiza sua função, de ser a instância que faz valer a vontade e o interesse coletivo, rompe-se a confiabilidade e o tecido político e social do país. O mesmo acontece quando a classe política apoia-se no poder público para fazer valer seus interesses privados.


Full transcript