The Internet belongs to everyone. Let’s keep it that way.

Protect Net Neutrality
Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Programa de Atendimento a Refugiados e Solicitantes

No description

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Programa de Atendimento a Refugiados e Solicitantes

Quem são os refugiados?
A
Convenção de 1951
define refugiado como aquele que esteja fora de seu país de nacionalidade ou residência habitual por temores de perseguição devido a:
Perfil dos refugiados
Programa de Atendimento a Refugiados e Solicitantes
PARES - Cáritas RJ
Após a chegada
Prestar Termo de Solicitação de Refúgio;
Entrevista com o governo brasileiro;
Julgamento de solicitação no CONARE
Papel do PARES Cáritas RJ
raça
religião
opinião política
grupo social
nacionalidade
Também estabelece o princípio de
non-refoulement
(não devolução)
Membros do CONARE
No mundo
No Brasil
No RJ
65.3
milhões de deslocados
21.3
milhões de refugiados
40.8
milhões de deslocados internos
3.2
milhões de solicitantes de refúgio
8.950
refugiados reconhecidos no Brasil
solicitantes de refúgio aguardando resposta
Síria
Angola
Colômbia
Líbano
RDC
Palestina
71%
homens
29%
mulheres
2.899
solicitantes
4.288
refugiados
27%
mulheres
73%
homens
Desafios burocráticos
Questões práticas
Abrigo
Alimentação
Saúde
Vestuário e higiene
Refúgio no Brasil
Ontem e Hoje
São membros do CONARE:
Ministério da Justiça;
Ministério das Relações Exteriores;
Ministério do Trabalho e Emprego;
Ministério da Saúde;
Ministério da Educação;
Departamento da Polícia Federal;
Cáritas RJ (voz e voto) - sociedade civil
ACNUR (voz)
Defensoria Pública da União (voz)
IMDH (voz);
Ministério Público do Trabalho (voz)
Desafios estruturais
de integração

trabalho
idioma
Mais formas de apoiar!
Doações financeiras
Doações materiais
Voluntariado
Núcleos solidários
Apoiador da causa
Qualquer valor de doação é importante para manter nosso trabalho de atendimento e projetos! Você pode doar pelo PagSeguro, Doare, Shop4Help ou depósito!
As doações materiais que mais precisamos para atender às necessidades urgentes são: alimentos não perecíveis (cestas básicas), leite em pó, fraldas infantis e itens de higiene pessoal.
Há muitas áreas de voluntariado! Elas são divulgadas conforme necessidade nas redes sociais!
Compartilhe nossos conteúdos e campanhas nas redes e seja um apoiador da causa!
+ Plataforma Trampolim
+ Rodada de Networking
Refugiados nas Escolas
CORES
Contatos
Parcerias institucionais
relacionamento@caritas-rj.org.br
Nina Quiroga
Doações
Juliet Matos
captacao@caritas-rj.org.br
Voluntariado
vinculos@caritas-rj.org.br
Imprensa e Refugiados nas Escolas
Diogo Felix
comunicacao@caritas-rj.org.br
Oportunidades para refugiados
Integração local
il@caritas-rj.org.br
Telefone para contato
(21) 2567-4105
www.facebook.com/caritasrj
www.caritas-rj.org.br
1976
Início do trabalho da Cáritas RJ
1978
Início da parceria Cáritas RJ/ACNUR
1992
1997
Primeira chegada 'maciça' de refugiados ao Brasil
Lei 9.474 e criação do CONARE
Ministério da Justiça
Ministério das Relações Exteriores
Ministério do Trabalho e Emprego
Ministério da Saúde
Ministério da Educação
Departamento de Polícia Federal
Cáritas RJ (voz e voto) - sociedade civil
ACNUR (voz)
Defensoria Pública da União (voz)
IMDH (voz)
Ministério Público do Trabalho (voz)
10.418
refugiados + reassentados + reunião familiar
25.000
2.480
1.501
1.151
679
298
396
Concessões de refúgio por ano no Brasil
Ano
Julgamentos
Deferimentos
2015
2016
1.423
1.978
1.231
886
Elegibilidade
86,51%
44,79%
Angola
2.319
RDC
901
Colômbia
323
Síria
140
Líbano
58
Libéria
151
ACOLHIMENTO E PROTEÇÃO
estabelecer relação de confiança;
atender necessidades urgentes;
orientar para preenchimento do Termo
acompanhar o processo de solicitação de refúgio
Desafios conjunturais de integração
Insuficiência de políticas públicas
Ampliação de demandas
(novos públicos)
Crise econômica
Preconceito e falta de informação
X
Ampliação do interesse no tema
moradia
. Curso de português
. Parcerias com empresas e agentes públicos
. Relacionamento com central de abrigos
. Grupos de orientação
. Arteterapia e recreação
Vínculos Solidários
Estabelecer parcerias e voluntariado para mobilização de recursos materiais e humanos
Desenvolver projetos e ferramentas para promover a integração dos refugiados
Voluntários
Diálogos Interculturais
Full transcript