Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Palestra IFRS - PDI e Planejamento Estratégico

Grupo de Estudos da PROEN, 15 de dezembro de 2015
by

Andrei Cavalheiro

on 11 September 2018

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Palestra IFRS - PDI e Planejamento Estratégico

ESTRATÉGICO
objetivos e iniciativas
institucionais
LONGO
PRAZO
5 anos
TÁTICO
programas, projetos
e ações das unidades
organizacionais
MÉDIO
PRAZO
0,5 -2 anos
OPERACIONAL
atividades e tarefas
dos setores e
servidores
CURTO
PRAZO
dias
semanas
meses
legislação e demais
referenciais externos
posicionamento
da instituição
concepção
participativa
desdobramento hierárquico
cada objetivo,
cada medida ,
cada ação
no devido
documento
ou sistema
Processo de elaboração do PDI foi um grande passo para:

a consolidação da identidade do IFSC

exercício da gestão democrática e participativa;
integração dos câmpus e servidores;
formulação de uma estratégia institucional.

o desenvolvimento de uma cultura de planejamento
programação orçamentária determinada pela estratégia da instituição, via plano anual de trabalho
gestão do Plano de Oferta de Cursos e Vagas.
"O planejamento, como tarefa natural ao ser humano, é o processo de
divisar o futuro
e agir no presente para
construí-lo
."

Danilo Gandin
Filósofo, licenciado em letras e mestre em educação
compartilhando uma experiência
por Andrei Zwetsch Cavalheiro
Pró-Reitor de Desenvolvimento Institucional
Instituto Federal de Santa Catarina

"Planejamento está associado à ideia de
preparação e controle do

futuro
a partir do
presente
, através da reflexão sistemática sobre a realidade a enfrentar e os objetivos a atingir".

Carlos Matus
Economista, ministro da economia no governo Allende
"As caracte
rísticas entre o planejamento estratégico e participativo são distintas, já que o
participativo
envolve a colaboração do Diretor, dos professores, alunos e funcionários da escola.
Por sua vez, o
estratégico
é concentrado em uma única pessoa, geralmente na figura do gestor."

Emanuelle Oliveira | Info Escola
Metodologias
de Planejamento

PLANEJAMENTO PARTICIPATIVO NA ESCOLA
PLANEJAMENTO
ESTRATÉGICO
SITUACIONAL (PES)
PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO "DE MERCADO"
GEMERASCA, Maristela Peliçoli e GANDIN, Danilo. Planejamento participativo na escola: o que é e como se faz. 3ª ed. São Paulo: Loyola, 2004.
O Planejamento Estratégico pode ser participativo?
uma visão comum
uma contraposição
banners com missão, visão e valores
banners com o mapa estratégico
"videoaulas" orientativas
página do PDI "dinâmica" no sítio web
capacitação dos órgãos colegiados
oficinas de planejamento nos câmpus
plano anual de trabalho articulado ao PDI
articulação com processos de avaliação
comitê permanente de acompanhamento e avaliação do desenvolvimento institucional
referência para revisão dos regimentos e base para novos documentos institucionais
empoderamento dos profissionais e setores responsáveis pelos processos institucionais
Estratégias para disseminação do novo PDI do IFSC
lançamento de informações dos cursos, fases, vagas e turmas
projetados para próximos 5 anos - por câmpus
lançamento de cargas horárias por área
resultado 1: indicadores
resultado 2: dimensionamento de docentes
Implementação do PDI
Considerações Finais
"A melhor maneira de
prever o

futuro
é
construí-lo
."

Peter Drucker
Graduado e doutor em direito, tido como o "homem que inventou a gestão"
link para a apresentação online:
Planejamento no IFSC

Articulação entre Plano de Oferta de Cursos e Vagas e Objetivos Estratégicos
1) Entrada: informações dos cursos e turmas

2) Entrada: carga horária de aula por área
3) Saída: indicadores
4) Saída: dimensionamento de docentes
Ferramenta de apoio: planilha
Relação do Plano de Ofertas com o Planejamento Estratégico
pdi.ifsc.edu.br
prodin@ifsc.edu.br
A melhor metodologia de elaboração de um PDI é aquela que mais combinar com as características da instituição, ainda que queiramos quebrar paradigmas e transformar a cultura institucional.

A agenda da instituição deve estar voltada para a elaboração do PDI

Tão importante quanto fazer um PDI, é construir as condições para que ele seja executado.

O PDI deve ser concebido, entendido e implementado como documento transcendente ao organograma e equipes gestoras.

Quanto maior a crença dos gestores na importância do PDI, maior a probabilidade desse PDI se tornas uma efetiva ferramenta de gestão.

Participação de alunos e da sociedade são importante e qualificam.

Planejar - mas também medir, analisar e replanejar - é um dever do gestor público para com a sociedade.
8 horas em 8 pontos:
Instituto Federal do Rio Grande do Sul
Auditório do Campus Farroupilha
29 de setembro de 2017

PDI 2019-2023
Construindo o futuro do IFRS


Elaboração do PDI
do IFSC

Desenvolver e difundir conhecimento 
científico e tecnológico, 
formando indivíduos 
capacitados para o exercício 
da cidadania e da profissão.
MISSÃO
Consolidar­-se como centro de excelência 
na Educação Profissional  e Tecnológica no Estado  de Santa Catarina.
VISÃO DE FUTURO
I - ministrar
educação profissional técnica de nível médio
, prioritariamente na forma de cursos integrados, para os concluintes do ensino fundamental e para o público da educação de jovens e adultos;

II - ministrar cursos de
formação inicial e continuada
de trabalhadores, objetivando a capacitação, o aperfeiçoamento, a especialização e a atualização de profissionais, em todos os níveis de escolaridade, nas áreas da educação profissional e tecnológica;

III - realizar
pesquisas aplicadas
, estimulando o desenvolvimento de soluções técnicas e tecnológicas, estendendo seus benefícios à comunidade;

IV - desenvolver
atividades de extensão
de acordo com os princípios e finalidades da educação profissional e tecnológica,
em articulação com o mundo do trabalho e os segmentos sociais
, e com ênfase na produção, desenvolvimento e difusão de conhecimentos científicos e tecnológicos;

V - estimular e apoiar processos educativos que levem à geração de trabalho e renda e à emancipação do cidadão na perspectiva do
desenvolvimento socioeconômico local e regional
;

VI - ministrar em nível de educação superior:
a)
cursos superiores de tecnologia
visando à formação de profissionais para os diferentes setores da economia;
b)
cursos de licenciatura
, bem como
programas especiais de formação pedagógica
, com vistas à formação de professores para a educação básica, sobretudo nas áreas de ciências e matemática, e para a educação profissional;
c) cursos de
bacharelado e engenharia
, visando à formação de profissionais para os diferentes setores da economia e áreas do conhecimento;
d) cursos de
pós-graduação Lato Sensu
de aperfeiçoamento e especialização, visando à formação de especialistas nas diferentes áreas do conhecimento;
e) cursos de
pós-graduação Stricto Sensu
de mestrado e doutorado, que contribuam para promover o estabelecimento de bases sólidas em educação, ciência e tecnologia, com vistas ao processo de geração e inovação tecnológica.
OBJETIVOS
"Planejamento deve ser uma trilha, não um trilho"
...e vale a mesma máxima para o PDI
operacional
estratégico
tático
construção
participativa
e
posicionamento
da instituição
desdobramento
e execução
hierárquicos
cenário externo e
arcabouço legal
Consup
Reitor
Pró-reitores e diretores de câmpus
Diretores/chefes depto reitoria
Diretores/chefes depto câmpus
Coordenadores câmpus/reitoria
Servidores
atividades e tarefas setoriais ou individuais
programas, projetos e ações das Uorgs
objetivos e iniciativas institucionais
MAPP - Método Altadir de Planificação Popular
PES - Planejamento Estratégico Situacional
Estratégia
Desenvolvimento
da Estratégia

BSC
Objetivos e Perspectivas
Mintzberg
Kaplan e Norton
1) Desenvolver a estratégia
2) Planejar a
estratégia
3) Alinhar a
organizção
4) Planejar
operações
5) Monitorar e
Aprender
6) Testar e
Adaptar
Plano
Estratégico
Plano
Operacional
Execução
Sistema de Gestão da Estratégia
1) Desenvolver a estratégia
Esclarecer Missão, Visão e Valores
Analisar a Estratégia
Formular a Estratégia
Campus Caçador, 2015
Promover a inclusão e formar cidadãos,
por meio da educação profissional, científica e tecnológica, gerando, difundindo e aplicando conhecimento e inovação, contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico e cultural
MISSÃO
Ser instituição de excelência na educação profissional, científica e tecnológica,
fundamentada na gestão participativa e
na indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão.
VISÃO
Campus Jaraguá do Sul - Rau, 2013
Campus Criciúma, 2017
Compromisso Social
Democracia
Equidade
Ética
Qualidade
Sustentabilidade
VALORES
Formular a estratégia é definir:
proposta de valor
processos-chave
competências exigidas
requisitos tecnológicos
Metodologias para formulação da estratégia:
Proposta de valor para cliente
Posicionamento/nichos
Produtividade/qualidade
Abordagens financeiras e de portfólio
Risco
Responsabilidade social
Inovação
2) Planejar a estratégia
Matriz SWOT
Análise Estratégica: Pestal + SWOT
Análise Estratégica
via Matriz SWOT
S
trenghts
W
eaknesses
O
pporties
T
hreats
ou
F
orças
O
portunidades
F
raquezas
A
meaças

Desenhar
Mapa Estratégico
Ao criar uma organização pública, o legislador define claramente sua área de atuação, para que uma necessidade da sociedade seja atendida. Isso não significa dizer como a organização irá atuar para atender a necessidade dos cidadãos. Assim, cabe à organização definir claramente sua forma de atuação, ou seja, declarar a sua missão.

Apesar de a organização pública possuir missão mais rígida e determinada, a etapa inicial de orientação do planejamento não deve ser desprezada e consiste na (re)avaliação da sua missão e (re)definição de sua visão de futuro.
SOUZA Daniel Luiz de. Planejamento Estratégico em Organizações Públicas. Planejamento de longo prazo em organizações públicas com a utilização do Balanced Scorecard e de cenários prospectivos. Daniel. Brasília, 2010. Monografia apresentada para conclusão do curso de Pós-Graduação em Planejamento Estratégico – Planejamento para Organizações Públicas – Universidade Gama Filho
Souza (2010)
bit.ly/ifscpdi
Planejamento e Gestão da Estratégia
Aplicação do
BSC no IFSC

“Eu tenho um sonho... que minhas quatro pequenas crianças vão um dia viver em uma nação onde elas não serão julgadas pela cor da pele, mas pelo conteúdo de seu caráter"
Visão de futuro
Missão do IFRS:
“Promover a educação profissional, científica e tecnológica,
gratuita e de excelência, em todos os níveis e modalidades,
através da articulação entre ensino, pesquisa e extensão,
em consonância com as demandas dos arranjos produtivos locais,
formando cidadãos capazes de impulsionar o desenvolvimento sustentável.”

Visão do IFRS:
“Ser uma instituição de excelência em educação, ciência e tecnologia.”
Missão do IFSC:
“Promover a inclusão e formar cidadãos,
por meio da educação profissional, científica e tecnológica,
gerando, difundindo e aplicando conhecimento e inovação,
contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico e cultural.”

Visão do IFSC:
“Ser instituição de excelência
na educação profissional, científica e tecnológica,
fundamentada na gestão participativa e
na indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão.”
ENSINO
EXTENSÃO
PESQUISA
Formação
EGRESSO
SOCIEDADE
INGRESSANTE
potencial aluno
DEMANDA
PLANEJAMENTO
ORÇAMENTO
reconhecimento
respaldo
Qual é o nosso processo?
UFSM
PDI 2016-2026
1) Desenvolver a estratégia
2) Planejar a
estratégia
3) Alinhar a
organizção
4) Planejar
operações
5) Monitorar e
Aprender
6) Testar e
Adaptar
Plano
Estratégico
Plano
Operacional
Execução
Sistema de Gestão da Estratégia
Iniciativas
Processos
"...até mesmo aquelas instituições que têm definida sua
filosofia
, com textos belíssimos nos seus projetos político-pedagógicos e regimentos, apresentam, muitas vezes,
práticas
contraditórias."

Maristela Gemerasca e Danilo Gandin
Caminhos e
Aprendizados

Avaliação: www.menti.com código 96 30 31
2) elaborar material e dinâmica para uma capacitação de 8 horas para 60 gestores do IFRS
Muito obrigado!!!!
Resultados
Processos
Internos
Aprendizado e
Conhecimento
Visão
4) levar comigo boas lembranças e um pouco do conhecimento do IFRS
3) estudar planejamento estratégico
1) atender às expectativas do IFRS
Contribuir para que o IFRS faça o melhor PDI da Rede Federal
PLANO ANUAL
DE TRABALHO
EXECUÇÃO do PLANEJAMENTO e do ORÇAMENTO
RELATÓRIO
ANUAL
DE GESTÃO
AVALIAÇÃO
INSTITUCIONAL
Desenvolvimento Institucional
CICLO DESEJÁVEL
PDI
Orçamento do Município de Bento Gonçalves (Lei 6.160/16):
Total:
R$ 476.0000.000
Orçamento IFSC (LOA 2017):
Investimento: R$ 7.649.645
Custeio: R$ 93.551.030
Pessoal: R$ 402.612.188
Total:
R$ 503.812.863
PROGRAMAÇÃO
ORÇAMENTÁRIA
"aplicar com
efetividade
os recursos de que se dispõe, visando ao alcance de determinados
objetivos
"
PPP: exigido pela LDB
PPP: elementos componentes
PDI: exigência legal
O Projeto Político Pedagógico nasceu após a Constituição de 88, para dar
autonomia
às escolas na elaboração da própria
identidade
. Esse projeto é o
referencial
de quaisquer instituições de ensino.

Artigo 12 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação:
"Os estabelecimentos de ensino, respeitando as normas comuns e as do seu sistema de ensino, terão a incumbência de
elaborar e executar sua proposta pedagógica
".

O marco do PPP é a LDB, que intensifica a elaboração e
autonomia da construção de projetos
diferenciados de acordo com as necessidades de cada instituição.

Monique Millet de Lima
GEMERASCA, Maristela Peliçoli e GANDIN, Danilo. Planejamento participativo na escola: o que é e como se faz. 3ª ed. São Paulo: Loyola, 2004.
Lei nº 10.861/2004
, que institui o SINAES, Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior
Art. 3º A
avaliação
das instituições de educação superior terá por objetivo identificar o seu perfil e o significado de sua atuação, por meio de suas atividades, cursos, programas, projetos e setores, considerando as diferentes
dimensões institucionais
, dentre elas obrigatoriamente as seguintes:

I – a
missão
e o
plano de desenvolvimento institucional
;
PDI: estrutura e conteúdo
Decreto 5.773/2006,
que dispõe sobre regulação, supervisão e avaliação de instituições e cursos de educação superior no sistema federal de ensino.
Art. 16. O
plano de desenvolvimento institucional
deverá conter, pelo menos, os seguintes elementos:

I -
missão, objetivos e metas
da instituição...bem como seu histórico de implantação e desenvolvimento...

II -
projeto pedagógico
da instituição;

III -
cronograma de implantação e desenvolvimento

da instituição e de seus cursos
...

IV - organização didático-pedagógica da instituição...
V - perfil do corpo docente...
VI - organização administrativa da instituição...
VII - infra-estrutura física e instalações acadêmicas...
VIII - oferta de educação a distância...
IX - oferta de cursos e programas de mestrado e doutorado...
X - demonstrativo de capacidade e sustentabilidade financeiras.
PDI: conceito
O Plano de Desenvolvimento Institucional é o
instrumento de planejamento e gestão

que considera a
identidade da instituição
para o estabelecimento de

objetivos, metas e estratégias
para suas ações,
em um horizonte de
cinco anos
.
PDI: importância
Estratégia na
Gestão Pública
O que o TCU exige
dos órgãos da administração
pública federal, anualmente no
Relatório de Gestão
atender aos
interesses da sociedade...
...com o melhor
uso possível do
dinheiro público
eficácia
eficiência
Marco Situacional
Marco Político
Marco Pedagógico
nível estratégico
nível tático
O PDI 2015-2019 do IFSC
Elaboração do PDI
10) Seminário do Planejamento Estratégico
30-31 outubro/13, Hotel Golden Executive, São José
143 participantes, de todos os câmpus e reitoria
diretores e chefes de departamento
coordenadores setoriais e de curso
alunos
representantes de órgãos colegiados
7 grupos:
5 temas estratégicos
2 temas transversais: gestão em rede e gestão de pessoas
Objetivos:
Validação dos Objetivos Estratégicos (OE)
Proposição de Indicadores e Metas
Proposição de Iniciativas institucionais para alcançar OEs
8) Assembleia do Projeto Pedagógico - PPI
12 setembro/2013, Câmpus São José
109 delegados de todos os câmpus + comissões = 150 pessoas
votação item a item das propostas sistematizadas pelas Comissões Temáticas do PPI
aprovação da Missão e da Visão
4) Seminário do Projeto Pedagógico - PPI
15 -17 Maio/13, câmpus São José e Florianópolis
111 servidores de todos os câmpus e reitoria
gestores e equipe técnica da reitoria
membros de comissões locais
interessados em comissões temáticas
Grande grupo:
apresentação dos principais documentos norteadores do IFSC e da Rede Federal EPCT
apresentação dos resultados da consulta pública
palestra prof. Luis Aguilar, Unicamp:
“Sistemas informacionais e indicadores em educação”
5 Grupos temáticos:
objetivos:
comentar e criticar cada trecho do PPI
avaliar Missão, Visão e Valores
Resultados:
decisão de refazer o PPI ao invés de revisá-lo
formação de 3 comissões temáticas
6) Seminário
Missão e Visão
15 agosto/2013, Campus São José
25 convidados pela Comissão Central:
gestores da Reitoria,
representantes das Comissões Temáticas
representantes do Consup
Uso de metodologia específica para elaboração de declarações de missão e visão:
perguntas do mediador orientavam respostas sobre elementos-chave das declarações
etapas anteriores consideradas nas respostas, anotadas e reservadas
Missão e Visão redigidas coletivamente a partir das reflexões e anotações anteriores
Declarações passaram por revisão de texto e foram validadas pela Comissão Central
7) Comissão dos Valores
Outubro-dezembro/13
Componentes voluntários ou convidados pela Comissão Central:
Diretora de Gestão do Conhecimento
Relações Públicas da Diretoria de Comunicação
Diretor do Sinasefe
Coordenadora do Núcleo de Pesquisas em Educação
Representante do Depto. de Assuntos Internacionais
Representante da Diretoria de Gestão de Pessoas
9) Identificação dos Objetivos Estratégicos
Rodada de reuniões
de Grupos Temáticos (Reitoria)
Documentos
Norteadores
MISSÃO
e VISÃO
PPI
11) Consulta Pública
dezembro/13-fevereiro/14: aberta à comunidade, via formulário eletrônico
Objetivo: coletar contribuições acerca dos objetivos estratégicos, indicadores e iniciativas a fim de qualificar a sistematização feita após o Seminário.
3) Consulta Pública Preliminar
formulário eletrônico aberto de 22 abril a 5 Maio/13
734 respostas validadas:
229 servidores
505 alunos
conhecer opinião da comunidade sobre:
Missão, Visão e Valores do PDI vigente
conteúdo e estrutura do PPI
avaliar conhecimento da comunidade sobre PPI, PDI e Planejamento 2013-2014
2) Lançamento da elaboração do PDI
60 min transmitidos da Reitoria como atividade letiva para todos os câmpus:
Fala da Reitora
Apresentação da metodologia básica
Palestra do Prof. Luis Aguilar, Unicamp
Fevereiro a Abril 2013
1) Constituição da Comissão Central e detalhamento do Plano Geral de Trabalho aprovado no Consup
Chapecó
São José
Abril a dezembro de 2012
Reitoria
0) Preparação
Estudo de metodologia e conteúdo de PDIs de referência
Relatório da execução do PDI vigente
Elaboração de Plano Geral de Trabalho
Aprovação no Conselho Superior
Junho a novembro de 2014
13) Finalização e aprovação do PDI
finalização da redação dos demais capítulos
processo de apreciação pelos órgãos colegiados
aprovação dos capítulos pelo Conselho Superior
12) Cap. 4 - Plano de Oferta de Cursos e Vagas
Diretrizes acordadas em agosto/13, em reunião com Reitora, Pró-Reitores, Diretores-Gerais e Chefes de Departamentos de Ensino, Pesquisa e Extensão de todos os câmpus
Planilha com projeção de oferta de cada câmpus até 2019, construída em 4 rodadas nos câmpus e 5 seminários com dirigentes de ensino entre novembro/13 até junho/14
Atenção aos indicadores e metas legais
Dimensionamento do número de professores necessários em cada área para cada campus
Método baseado no BSC de Kaplan e Norton
5) Comissões e Minuta do PPI
maio a agosto/13
três comissões temáticas:
1) Ensino, Pesquisa e Extensão
2) Políticas de Gestão
3) Assuntos Estudantis
comissões locais nos câmpus e reitoria
processo:
elaboração e publicação da 1ª minuta
consulta pública
6 semanas
1 proposta por campus, aprovadas em assembleias locais
1.000 contribuições ao total
elaboração da 2ª minuta
sistematização das contribuições
resultado: documento base para a Assebleia geral do PPI, com destaques dos campus para os itens da 2ª minuta
Identidade e PPI
Planejamento Estratégico
Preliminares
Trabalho do FDI/CONIF 2013
demais
capítulos
POCV
Estrutura de Trabalho
Comissão Central
Comissão Operacional
Comissões Temáticas
Colegiado do Câmpus
Colegiado de Ensino, Pesquisa e Extensão
redige capítulos
articula e apoia comissões
organiza eventos
produz material
detalha o plano de trabalho
avalia andamento do processo
resolve imprevistos
Comissões Locais
motiva comunidade
organiza debates
apresenta propostas
informa dados
Conselho
Superior
Colegiado de Desenv. de Pessoas
Colégio
de
Dirigentes
Decreto 5.773/2006,
que dispõe sobre regulação, supervisão e avaliação de instituições e cursos de educação superior no sistema federal de ensino.
PDI: exigência legal
Art. 15. O pedido de
credenciamento
deverá ser instruído com os seguintes documentos:

II - da instituição de educação superior:

b)
plano de desenvolvimento institucional
;
IFSC, 2012
PDI 2009-2013
PDI 2014-2019
Quando
fazer?
Como
fazer?
Quem
deve fazer?
Onde
fazer?
Quanto
custa?
O que
deve constar?
Por que
fazer?

Módulo 2 do Curso de Gestão da Estratégia com uso do BSC, Enap, 2014
"As demandas por um Estado mais eficiente, mais flexível, mais democrático e efetivo nas suas ações são cada vez mais reconhecidas.

Tais demandas não podem ser respondidas com a improvisação e, por essa razão, o planejamento e a gestão, bem como ferramentas potentes para a sua realização, tornam-se exigências básicas."
“a arte de aplicar com
efetividade
os recursos de que se dispõe, visando ao alcance de determinados objetivos”
Estratégia
segundo o dicionário Houaiss
O que é um PDI?
Por que fazer
um PDI?
Como e Onde fazer um PDI?
Com quem fazer um PDI?
Quanto custa um PDI?
Quando fazer
um PDI?
Estrutura de Trabalho
Comissão Central
Comissão Operacional
Comissões Temáticas
Colegiado do Câmpus
Colegiado de Ensino, Pesquisa e Extensão
redige capítulos
articula e apoia comissões
organiza eventos
produz material
detalha o plano de trabalho
avalia andamento do processo
resolve imprevistos
Comissões Locais
motiva comunidade
organiza debates
apresenta propostas
informa dados
Conselho
Superior
Colegiado de Desenv. de Pessoas
Colégio
de
Dirigentes
"O
Projeto Pedagógico Institucional
é um instrumento político, filosófico e teórico-metodológico que norteará as práticas acadêmicas da IES, tendo em vista sua trajetória histórica, inserção regional, vocação, missão, visão e objetivos gerais e específicos."

"....e que deve
delinear o horizonte de longo prazo
, não se limitando, portanto, a um período de gestão."
"O PDI é o instrumento de planejamento e gestão.
"Ele considera a identidade da IES no âmbito
da sua filosofia de trabalho,
da missão a que se propõe,
das estratégias para atingir suas metas e objetivos,
da sua estrutura organizacional,
do Projeto Pedagógico Institucional
,
com as diretrizes pedagógicas que orientam suas ações e as atividades acadêmicas e científicas que desenvolve visa desenvolver."
Glossário do Instrumento de Avalição Institucional Externa
“Instrumento Único de Avaliação de Cursos de Graduação”, elaborado pelo MEC, CONAES e INEP, em Brasília/DF/janeiro/2006 (p. 7-8)
PPI
Contratação de consultoria?

Equipe de trabalho em tempo integral?

Realização de grandes eventos?

Produção de material de divulgação?
Tudo por conta própria


Secretaria executiva do PDI com FG-1

Planejamento orçamentário para 4 eventos

Divulgação basicamente pela internet
Plano Anual de Trabalho
Dimensão Tática
das unidades
Dimensão Estratégica
Dimensão Político-Pedagógica
Dimensão Tática Institucional
- PDI -
- PAT -
Plano
Estratégico
Institucional
- PPI -
1. Perfil Institucional
2. PPI
3. Planejamento Estratégico
4. Plano de Oferta de Cursos e Vagas
5. Organização Didático-Pedagógica
6. Plano Diretor de Infraestrutura Física
7. Organização e Gestão de Pessoal
8. Política de Atendimento aos Discentes
9. Organização Administrativa
10. Relações Externas
11. Educação a Distância
12. Capacidade e Sustentabilidade Financeira
13. Acompanhamento e Avaliação do D.I.
PRODIN
Comissões Temáticas (3)
PRODIN
Comissão PROEN/PRODIN/Chefes DEPE
PROEN
Comissão Temática específica
Comissão Temática específica
PROEN
PRODIN
PROEX/PROPPI
PROEN
PROAD
PRODIN/CPA
Estrutura de Capítulos
x
Responsáveis pelas minutas
conforme definido pela Comissão Central
Existe unanimidade quanto à importância do planejamento nas instituições universitárias, visto que não se concebe mais o desenvolvimento de uma instituição social moderna sem um esforço planejado
Estrada (2001)
ESTRADA, Rolando Juan Soliz.
Os Rumos do Planejamento Estratégico nas Instituições Públicas de Ensino Superior.
In: XXI Encontro Nacional de Engenharia de Produção e VII International Conference on Industrial Engineering and Operations Management, 2001, Salvador. Anais do XXI Encontro Nacional de Engenharia de Produção e VII International Conference on Industrial Engineering and Operations Management, 2001.
Níveis de planejamento
preparar-se para avaliação externa
consolidar um plano de caráter institucional
ser uma efetiva ferramenta de gestão
o PDI serve para:
1. Perfil Institucional
2. PPI
3. Planejamento Estratégico
4. Plano de Oferta de Cursos e Vagas
5. Organização Didático-Pedagógica
6. Plano Diretor de Infraestrutura Física
7. Organização e Gestão de Pessoal
8. Política de Atendimento aos Discentes
9. Organização Administrativa
10. Relações Externas
11. Educação a Distância
12. Capacidade e Sustentabilidade Financeira
13. Acompanhamento e Avaliação do D.I.
Estrutura de Capítulos do PDI 2015-2019 do IFSC
OU
- PEI -
Hierarquia
dos planos
Opções
de organização
dos documentos
"...apresenta como função nortear as proposições, reflexões, ações e
estratégias
institucionais do presente e do futuro.

Além disso, tem como foco a priorização da prática do ensino vertical, articulado, na qual níveis e modalidades distintas de educação profissional se encontram, interagem e se nutrem reciprocamente, de modo a criar uma realidade singularmente qualificada das práticas pedagógicas.

Há que se destacar, ainda, a indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão como elemento transversalizador deste projeto e das ações que dele se originam. "
PPI
IFRS
Processo interno proposto como:
natural
racional
Mundo externo
visto
como:
imprevisível
e confuso
compreensível
e controlável
Escola Ambiental
Escola Cultural
Escola
Cognitiva
Escola da Aprendizagem
Escola
do Poder
Escola do
Planejamento
Escola
do Design
Escola
Empreendedora
Escola da
Configuração
Escola do
Posicionamento
Posicionamento
Planejamento
Design
Empreendedora
Configuração
Cultural
Poder
(macro)
Cognitiva
Aprendizado
Ambiental
Poder
(micro)
Processo de formulação da estratégia
Escolas de Formulação da Estratégia: classificação
A visão completa da "fera" da estratégia
Temas, Perspectivas e Objetivos Estratégicos do IFSC
Articulação entre Visão, PPI, Objetivos
e Iniciativas Estratégicas

Alinhamento do Plano Anual de Trabalho ao Plano Estratégico
Monitoramento
do Planejamento
Full transcript