The Internet belongs to everyone. Let’s keep it that way.

Protect Net Neutrality
Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Nomenclatura, tipos de incisão e tempos cirúrgicos

No description
by

Cláudia Filipa Freitas

on 22 March 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Nomenclatura, tipos de incisão e tempos cirúrgicos

Camila Nadler
Cláudia Filipa
Érica Bernardes
Júlia Bittencourt
Luiza Kretzer

NOMENCLATURA CIRÚRGICA, TIPOS DE INCISÃO E LOCALIZAÇÃO, TEMPOS DA CIRURGIA.
Terminologias
Nomenclatura
É formada por:
prefixos, que designam a parte do corpo relacionada à cirurgia;
sufixos, que indicam o ato cirúrgico referente.
Prefixo
(relativo ao órgão)
+
Sufixo
(relativo ao procedimento)
Prefixo
Sufixo
+
=
(prefixo)
(sufixo)
Adeno
Angio
Artro
Blefaro
Cisto
Colecisto
Colo
Colpo
Entero
Flebo
Gastro
Hepato
Hístero
Láparo
Laringo
Nefro
Neuro
Oftalmo
Ooforo
Orqui
Osteo
Oto
Procto
Rino
Salpingo
Tráqueo
Glândula
Vaso
Articulação
Pálpebra
Bexiga
Vesícula
Cólon
Vagina
Intestino
Veia
Estômago
Fígado
Útero
Cavidade Abdominal
Laringe
Rim
Nervo
Olho
Ovário
Testículo
Osso
Ouvido
Reto
Nariz
Trompa
Traquéia
Ectomia

Pexia

Plastia


Rafia

Scopia

Stomia


Tomia
Remoção parcial ou total

Fixação de um órgão

Reconstituição estética ou
restauradora de uma parte do corpo

Sutura

Ato de ver/observar

Comunicação entre dois órgãos ocos ou entre um órgão e a pele

Corte
Apendic
ectomia
Col
ectomia
Esplen
ectomia
Mast
ectomia
Cisto
pexia
Rino
plastia
Gastror
rafia
Duodeno
scopia
Bronco
tomia
Flebo
tomia
(prefixo)
(sufixo)
Traqueo
stomia
Nefro
stomia
Gastro
scopia
Hernior
rafia
Toraco
plastia
Nefro
pexia
Prostat
ectomia
Hepat
ectomia
Hemorroid
ectomia
Miom
ectomia
Tempos Cirúrgicos
São um conjunto de etapas que o cirurgião executa e constituem realização completa do ato cirurgico que pode ter finalidade diagnóstica, terapêutica ou estética.
Diérese:
É a separação dos tecidos, realizada por meio de intervenções manuais para fins terapêuticos. Existem diferentes tipos de diérese, de acordo com o tecido a ser separado.
Tipos de Diérese:
Incisão: Feitas com instrumentos de corte
Secção: Feitos com tesoura, lâmina ou bisturi
Divulsão: Separação de tecidos com pinça, tesouras, tentacânula, afastadores entre outros.
Punção: Realizado por meio de instrumento. perfurante com finalidades tais como a drenagem, colheita de fragmento de tecido ou líquidos, injeção de contraste e medicamentos.
Dilatação: Usado para aumentar diâmetro de canais e orifícios naturais, obtido pela rotura de fibras musculares ou tecido fibroso.
Serração: Realizado por meio de serra, em especial feito em cirurgias ósseas.
Curetagem: Raspagem da superfície do órgão (cureta)
Descolamento: Separação dos tecidos de um espaço anatômico (pinças descoladoras, descoladores específicos)
Hemostasia
Síntese
Cruenta

Laser: realizado por meio de feixe de radiação, o mais utilizado é o laser de CO2 que pode ser facilmente absorvido pela água presente no corpo humano
Bisturi elétrico: utiliza fonte de calor
Criobisturi: causa resfriamento intenso da área a ser realizada a cirurgia.
Incruenta
É a ação que tem como objetivo impedir ou coibir a hemorragia e sua repercussão pode ultrapassar a própria duração do ato cirúrgico no caso de ser eficiente.
Hemostasia Temporária
É executada no campo operatório, ou a distância do mesmo, podendo ser incruenta ou cruenta.
Pinçamento
Método cruento, poderá se tornar definitivo por:
Ligadura
Cauterização
Angiotripsia

Pode ser:
Preventivo
Corretivo
Compressão
Pode ser cruento quando feita no campo operatório, ou incruenta quando feita sem prévia de diérese, ou a distância do campo operatório.
Pode ser executado
pressionando o trajeto
vascular contra uma
superfície óssea com
o dedo polegar.
Garroteamento
Geralmente um método incruento usando por exemplo faixa de Esmarch, manguito pneumático, etc...
Pode ser realizado cruento quando se usam fios ou cadarços diretamente no vaso.
Ação Farmacológica
Pode ser utilizada por via sistêmica ou local.
Parada circulatória com hipotermia
Quando uma intervenção sobre fístulas arteriovenosas é realizada, e ocorre uma dificuldade de acesso associada a um
grande débito pode ser empregada a parada cirulatória com auxílio de uma máquina extracorpórea, com a finalidade de evitar sangramentos.
Para que esta parada seja suportada por um tempo mais prolongado é utilizado o auxílio da hipotermia controlada, assim minimizando o risco de danos.
Oclusão endovascular
É a interrupção de fluxo sanguineo por meio de balão introduzido na luz do vaso.
Hemostasia Definitiva
É uma pratica quase sempre cruenta, e interrompe para sempre a circulação do vaso em que é aplicada.
Ligadura
É a amarração dos vasos por uso de fio cirurgico, podendo ser preventiva ou corretiva.
Cauterização
É a formação de um coágulo em uma extremidade sangrante pela aplicação de agentes físicos como calor, eletrecidade ou substâncias químicas.
Fotocoagulação:
Utilizam-se raios laser com intenção de estancar hemorragias.
Sutura
São suturas feitas englobando vasos com finalidade hemostática.
Obturação
É a aplicação de substâncias exogenas para ocluir a luz do vaso sangrante.
Tamponamento
É a compressão da área
sangrante com compressa
ou gaze.
Cirurgia propriamente dita/exérese
Incisões
Incisões cervicais
Incisão transversa
Incisões anteriores ao músculo esternocleidomastóideo
Traqueostomia*
Incisão torácica
Incisão mediana (esternotomia)
Incisão anterolateral
Incisão torácica
Incisão posterolateral
Incisão axilar
Incisão periaureolar
Incisão inframmária
POSIÇÃO ANATOMICA, PLANOS ANATÔMICOS E PLANOS DE SECÇÃO
Tipos de abordagens cirúrgicas
para procedimentos neurológicos
Referências bibliográficas
BARROS, M. C. D.; BARTMANN, M.; HARGREAVES, L. Enfermagem Cirúrgica. 1. ed. Rio de Janeiro: SENAC Nacional, 1996.

CHAVES, Márcia L F; FINKELSZTEJN, Alessandro; STEFANI, Marco Antonio. Rotinas em Neurologia e Neurocirurgia. Porto Alegre: Artmed, 2008.

GOFFI, F. S. Técnica Cirúrgica: bases anatômicas, fisiopatológicas e técnicas da cirurgia. 3. ed. Rio de Janeiro: Livraria Atheneu, 1990.

FRONZA, Thiago. Anatomia Humana, Posição e planos anatômicos. Disponível em: <http://focobiomedico.blogspot.com.br/2011/03/anatomia-humana-posicao-anatomica.html>. Acesso em: 19 mar. 2016.

ORR, Thomas G. Tática Cirurgica. 1. ed. Rio de Janeiro: Editora Guanabara, 1946.


É o tempo cirúrgico principal, voltado para o objetivo central do procedimento. Nesse momento são usados instrumentos especiais que variam de acordo com a
especialidade
cirúrgica. Visando
o diagnóstico, o
controle ou a
resolução da
intercorrência.
Tem como objetivo aproximar ou coaptar bordas de um lesão, com a finalidade de estabelecer a contiguidade do processo de cicatrização, é a união dos tecidos. O resultado da síntese será mais fisiológico quanto mais anatômica for a diérese.
O processo mais comum da síntese é a sutura que pode ser:
Definitiva ou Permanente: Quando os fios cirúrgicos não precisam ser removidos, pois. permanecem encapsulados no interior dos tecidos.
Temporária: Quando há necessidade de remover os fios cirúrgicos da ferida após fechamento ou aderência dos bordos desta.

Dinâmica 1
Sopa dos "fixos"
Dinâmica 2
Relacionar colunas
Dinâmica 3
Quiz "bate manteiga"
Dinâmica 4
Incisões
Procto ( 6 )
( ) reto
Pexia ( 3 )
( ) fixação de um órgão
Rafia ( 2 )
( ) sutura
Cisto ( 1 )
( ) bexiga
HÍstero ( 4 )
( ) Útero
Stomia ( 5 )
( ) comunicação entre dois órgãos ocos ou com a pele
(prefixo)
(sufixo)
Embol
ectomia
Oofer
ectomia
Histero
pexia
Hernior
rafia
Artro
scopia
Uretro
scopia
Colo
stomia
Uretero
tomia
Vasec
tomia
Mamo
plastia
Full transcript