Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A REVELAÇÃO DO AMOR NAS TRADIÇÕES RELIGIOSAS

No description
by

Armindo Rodrigues

on 30 January 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A REVELAÇÃO DO AMOR NAS TRADIÇÕES RELIGIOSAS

Na tradição cristã
O cristão aprende de Jesus, dos seus ensinamentos e da sua vida, o significado do amor.
Jesus não só anunciou o amor como solução para os problemas da humanidade, não só proclamou que Deus ama infinitamente cada pessoa, como viveu e praticou o amor aos outros.
A novidade do cristianismo não reside em novas ideias, mas na própria figura de Jesus. É a partir de Jesus que se define em que consiste o amor para o cristianismo.
A Revelação do amor no Islamismo

NAS TRADIÇÕES RELIGIOSAS

A REVELAÇÃO DO AMOR
O amor de Deus faz-se visível na pessoa de Jesus de Nazaré, através dos Seus gestos de acolhimento dos pobres, dos doentes, dos pecadores e dos marginalizados.
O Maior de todos os Mandamentos
Um doutor da lei aproximou-se de Jesus e fez-lhe esta pergunta: «Qual é o mais importante de todos os mandamentos?» Jesus esclareceu-o: «O mais importante é este: Escuta, Israel! O Senhor nosso Deus é o único Senhor. Ama o Senhor teu Deus com todo o teu coração, com toda a tua alma, com todo o teu entendimento e com todas as tuas forças. E o segundo em importância é este: Ama o teu próximo como a ti mesmo. Não há nenhum mandamento mais importante do que estes.»
MC 12, 28-34
O Princípio Orientador da Ação dos Cristãos
O Fundamento do Amor Cristão
«Onde está o teu irmão?» (Gn 4, 9)
Parábola do Bom Samaritano
A MEDIDA DE TODAS AS COISAS
Mt 25, 31-45
Não há referências diretas afirmando que Deus é amor, mas entre os 99 nomes de Deus (Deus), é o nome Al-Wadud, ou O Amabilíssimo, que se encontra na Surah 11: 90, bem como Surah 85:14. Refere-se a Deus como sendo "cheio de bondade amorosa". No Islamismo, o amor é frequentemente utilizado como um incentivo para os pecadores poderem aspirar a ser tão dignos do amor de Deus quanto puderem. Todos os que defendem a fé têm o amor de Deus, mas a que grau ou com qual esforço têm agradado a Deus depende de cada indivíduo.
No Islão para além da solidariedade voluntária, que o muçulmano pode e deve praticar todo o ano, de acordo com a sua consciência e posses, é obrigado a oferecer 2,5% dos seus rendimentos para distribuir pelos pobres e necessitados.
O mês de Ramadan serve para trazer ao muçulmano a consciência de seu papel social, pois, como disse o profeta Muhammad (Que a bênção e a paz de Deus estejam sobre ele), “Não é crente aquele que dorme saciado e tranquilo em sua casa sabendo que seu vizinho está com fome”.
O Islamismo é uma religião que foi formulada sobre os fundamentos da caridade, da generosidade e do altruísmo. A estreiteza de visão, a ganância e a avareza são males que perturbam sua estrutura. Por isso, o Islamismo prefere que seus crentes sejam generosos e caridosos. Ele aconselhou-os a tratar os outros com bondade, a agir corretamente, a ajudar aos seus parentes e a praticar todo tipo de ações boas e virtuosas.

“Aqueles que gastam os seus bens, tanto de dia como à noite, quer secreta, quer abertamente, obterão a sua recompensa no Senhor e não serão presas do temor, nem se atribularão.” (2ª:274)

É da responsabilidade de todo o muçulmano que ao satisfazer as suas próprias necessidades ele aja de maneira equilibrada, para que ele não venha gastar toda a sua riqueza somente consigo mesmo, porque é seu dever deixar que os outros também participem das bênçãos que Deus lhe conferiu, e de que destine uma parte de sua riqueza para a ajuda e assistência aos pobres e aos necessitados.
A Revelação do amor no Budismo
A compaixão pode ser treinada
O budismo é um dos fenómenos mais antigos do mundo. É a quarta religião depois do Cristianismo, do Judaísmo e do Hinduísmo. O Budismo não é propriamente uma religião mas mais uma filosofia de vida, visto que, no centro da sua mensagem está o homem; Deus fica numa enigmática penumbra.

O objectivo do Budismo – não é a fusão em Brama (o Absoluto), nem a união com Deus, mas chegar ao Nirvana que significa apagar os fogos da saudade e do apego (este pode ser atingido nesta vida). Ensina a via para fugir ao sofrimento e à dor.

"Há uma esfera que não é certa, nem água, nem fogo, nem ar: a esfera do nada. é só aí o fim do sofrimento"

Buda

Um dos princípios fundamentais do budismo é o desenvolvimento de uma atitude de compaixão ou benevolência, de amor, e de comunidade com todos os seres vivos, sem ferir, ofender ou depreciar nenhum deles.
O amor é a única força
capaz de mudar o coração
do homem e a humanidade inteira.
(Bento XVI)
Full transcript