Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

24/FEV

No description
by

Pedro Máximo

on 28 October 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of 24/FEV

2010
24/FEV
2005
Economia Empresarial
Introdução a Economia
Conceito de Economia
Problemas Econômicos Fundamentais
Sistemas Econômicos
Curva (Fronteira de Possibilidades de Produção.
Conceito de Custos de Oportunidade
Análise Positiva e Análise Normativa
Inter-relação da Economia com as demais ciências
Divisão do Estudo Econômico

Equilibrio
Resolução das Atividades Internas de OTA e Economia
Aula Inaugural
Topicos
A economia repousa sobre os atos humanos e é por excelência uma
ciência social
.

Apesar da tendência atual ser a de se obter resultados cada vez mais
precisos para os fenômenos econômicos é quase que impossível
se fazer análises puramente frias e numéricas, isolando as complexas reações do homem no contexto das atividades econômicas.

Concepção
Economia é uma ciência social que estuda como os indivíduos e a sociedade decidem utilizar recursos produtivos escassos na produção de bens e serviços.

A ciência que estuda a escassez.

A ciência que estuda o uso dos recursos escassos na produção de bens alternativos.

O Estudo da forma pela qual a sociedade administra seus recursos escassos.

Recursos Produtivos (Fatores de Produção)
(Recursos naturais, Mão de Obra, Capital)
Limitados e Finitos

Necessidades Humanas: Ilimitadas / Infinitas
Problema

Escassez: natureza limitada dos recursos da sociedade.
(restrição física dos recursos)

Versus
Problemas Economicos
Problemas econômicos fundamentais
O que e quanto produzir ?
A sociedade deve produzir mais bens de consumo ou bens de capital, e quanto ?

Questão de eficiência produtiva. Capital ou mão-de-obra intensiva.

Como será a distribuição de renda gerada pela atividade econômica. Quais os setores beneficiados.

Para quem produzir ?

Como produzir ?

Sistema Econômico / Organização Econômica
É a forma como a sociedade está organizada para
desenvolver as atividades econômicas.

Atividades de produção, circulação,
distribuição e consumo de bens e serviços
Sistema Econômico / Organização Econômica
Economia Planificada (ou centralizada, tipo socialista)

Economia de Mercado (ou descentralizada, tipo capitalista
- Sistema de concorrência pura
(sem interferências do governo)

- Sistema de concorrência mista
(com interferência governamental)

Laissez-faire:
O mercado resolve os problemas econômicos fundamentais (o que e quanto, como e para quem produzir), como guiados por uma mão invisível, sem a intervenção do governo.

Mão invisível:
mecanismo de preço que promove o equilíbrio dos mercados
Excesso de demanda
Escassez de Oferta
Formam se filas
Tendencia de aumento de preços
Equilibrio
Concorrencia entre os Clientes
O QUE e QUANTO produzir ?

(O QUE) Decidido pelos consumidores (soberania do consumidor).
(QUANTO) Determinado pelo encontro da oferta e demanda de mercado.
COMO produzir ?

Questão de eficiência produtiva. Resolvido no âmbito das empresas.
PARA QUEM produzir ?
Decidido no mercado de fatores de produção (demanda e oferta de fatores de produção). Questão distributiva.
Sistema de concorrência pura
Sistema de concorrência pura
Liberalismo econômico.

Advoga a soberania do mercado, sem interferência do Estado. Este deve responsabilizar mais com justiça, paz, segurança, e deixar o mercado resolver as questões econômicas fundamentais.
Concorrencia Pura
21/4 a 25/4
Prova Bimestral
10/03 a 14/03

o mercado sozinho não promove perfeita alocação de recursos. A produção ou consumo de um determinados bens ou serviços pode produzir efeitos colaterais externalidades); além disso, existem bens públicos, disponibilizados pelo Governo.

o mercado sozinho não promove perfeita distribuição de renda, pois as empresas estão procurando a obtenção do máximo lucro, e não com questões distributivas.

Criticas sobre o Sistema de Concorrência Pura
Essas críticas justificam a atuação governamental para complementar a iniciativa privada e regular alguns mercados.

Há muitos mercados, entretanto, que comportam-se como um sistema de concorrência pura. Ex. hortifrutigranjeiro.

Predominância : Sistema de mercado,
próximo ao da concorrência pura.
O mercado sozinho não garante que a economia opere sempre com pleno emprego dos seus recursos.

Necessitando de maior atuação do
Setor Público na economia.

Início do Séc. XX
Séc. XVIII - XIX
Sistema de mercado misto
Atuação do setor público com o objetivo de evitar distorções alocativas e distributivas:

sobre a formação de preços, (via impostos, etc.);
complemento da iniciativa privada (infra-estrutura, etc.);
fornecimento de serviços públicos;
fornecimento de bens públicos (não vendidos no mercado) Exemplo: educação, segurança, justiça, etc.);
compra de bens e serviços do setor privado.

Sistema de mercado misto
Economia Centralizada
Agência ou Órgão Central de Planejamento decide a forma como resolver os problemas econômicos fundamentais.

Meios de produção
Estado
Meios de sobrevivência
Indivíduos
Matéria-prima, imóveis capital.

Carros, roupas, televisores, etc
Processo Produtivo: os preços representam apenas recursos contábeis que permitem o controle da eficiência das empresas
Distribuição do Produto: os preços dos bens de consumo são determinados pelo governo;

Repartição do lucro: Governo, investimento da empresa e o restante dividido entre os administradores e os trabalhadores.

Economia centralizada
Sistema economicos sintese
Curva de Possibilidade de Produção
Gráfico que mostra as várias combinações de produto que a economia pode produzir potencialmente, dados
os fatores de produção e a tecnologia disponíveis
É a fronteira máxima que a economia pode produzir, dados os recursos produtivos limitados. Mostra as alternativas de produção da sociedade, supondo os recursos plenamente empregados.

Curva de Possibilidade de produção
Curva de Possibilidade de Produção
A obtenção de quantidades adicionais de determinada classe de produto implica necessariamente a redução das quantidades de outra classe.

Obs:Assumindo tecnológicas de produção de uma economia constante e níveis de pleno emprego.

Em resposta a constantes reduções impostas à classe que estará sendo sacrificada, serão obtidas quantidades adicionais cada vez menos expressivas da classe cuja produção estará sendo aumentada.

Lei dos custos de oportunidade crescentes
curva de possibilidade de produçao
curva de possibilidade de produçao
Curva de Possibilidade de Produção:
Custo de Oportunidade / Custo alternativo / Custo implícito
17/3 a 21/3
É o ramo da Teoria Econômica que estuda o funcionamento do mercado de um determinado produto ou grupo de produtos, ou seja, o comportamento dos compradores (consumidores) e vendedores (produtores) de tais bens.

Microeconomia
Estuda o comportamento de consumidores e produtores e o mercado no qual interagem. Preocupa-se com a determinação dos preços e quantidades em mercados específicos.

Ex.: Evolução dos preços internacionais do café brasileiro. O nível de vendas no varejo, numa capital.
Macroeconomia
Macroeconomia: é o ramo da Teoria Econômica que estuda o funcionamento como um todo, procurando identificar e medir as variáveis (agregadas) que determinam o volume da produção total (crescimento econômico), o nível de emprego e o nível geral de preços (Inflação) do sistema econômico, bem como a inserção do mesmo na economia mundial.

Economia Internacional: estuda as relações de troca entre países (transações de bens e serviços e transações monetárias). Trata-se da determinação da taxa de câmbio, do comércio exterior e das relações financeiras internacionais.

Desenvolvimento Econômico: estuda modelos de desenvolvimento que levem à elevação do padrão de vida (bem estar) da coletividade. Questões estruturais, de longo prazo (crescimento da renda per capita, distribuição de renda, evolução tecnológica).

Demografia; Geoeconomia; Econometria; Monetaria...
Microeconomia
Microeconomia (Teoria de Preços) – estuda o comportamento das famílias (Consumidores)
das empresas (Firmas) os mercados nos quais operam.

Expressão latina traduzida como “ outras coisas sendo iguais ”, é usada para lembrar que todas as variáveis, que não aquela que está sendo estudada, são mantidas constantes.

"Coeteris Paribus"
Analisar um mercado isoladamente
Supor todos os demais mercados constantes
Verifica o efeito de variáveis isoladas, independentemente dos efeitos de outras variáveis.
Preço sobre a procura de determinado da coca cola. O que ocorre com a quantidade demanda ?
Outras variáveis: renda do consumidor, gostos, preferências, etc
"coeteris paribus"
Curva de Demanda
Curva de Oferta
Definição
Demanda (ou procura) é a quantidade de determinado bem ou serviço que os consumidores desejam adquirir, num dado período.

A Demanda não representa a compra efetiva, mas a intenção de comprar, a dados preços.

A escala de demanda indica quanto (quantidade) o consumidor pode adquirir, dadas várias alternativas de preços de um bem ou serviço.
Baseia-se na teoria do Valor Utilidade
Utilidade Total e Utilidade Marginal
Aumenta quanto maior a
quantidade consumida do bem
Satisfação adicional (na margem)
obtida pelo consumo de mais uma
unidade do bem
É decrescente porque o consumidor vai saturando-se desse bem, quanto mais o consome.

Utilidade total
Variáveis que afetam a Demanda:

Riqueza (e sua distribuição)
Renda (e sua distribuição)
Preço do bem
Preço dos outros bens
Fatores climáticos e sazonais
Propaganda
Hábitos, gostos, preferências dos consumidores
Expectativas sobre o futuro
Facilidades de crédito (disponibilidade, tx. juros, prazos)

Variáveis que afetam a Demanda

qdi = f( pi , ps , pc , R, G): Função Geral da Demanda

qdi = quantidade procurada (demandada) do bem i
pi = preço do bem i
ps = preço dos bens substitutos ou concorrentes
pc = preço dos bens complementares
R = renda do consumidor
G = gostos, hábitos e preferências do consumidor

Obs.: Para estudar o efeito de cada uma das variáveis, deve-se recorrer à hipótese coeteris paribus.

Tudo o mais constante (coeteris paribus), a quantidade demandada de um bem ou serviço varia na relação inversa de seu preço.
O bem fica mais barato relativamente aos concorrentes, fazendo com que a qtd demandada aumente.

Com a queda do preço, o poder aquisitivo do consumidor aumenta, e a qtd. demandada do bem deve aumentar.

Efeito substituição
Efeito renda
Regra Geral

Curva de denanda
deslocamento da demanda - Bens substitutos
Deslocamento da demanda - Bens complementares
Deslocamento da demanda -renda
Deslocamento da demanda - renda
Deslocamento da demanda - renda
Deslocamento da demanda - hábitos
Deslocamento da curva de demanda
Variações na quantidade demandada
Importante:

Variações na demanda variações na quantidade demandada
Variações na demanda: dizem respeito ao deslocamento da curva da demanda.
Variações na quantidade demandada: refere-se ao movimento ao longo da própria curva de demanda, em virtude da variação do preço do próprio bem p.
Excedente do Consumidor
Oferta é a quantidade de determinado bem ou serviço que os produtores desejam vender, em função dos preços, em um determinado período.

Considera-se que os produtores são racionais, já que estão produzindo com o lucro máximo, dentro da restrição de custos de produção.

Análise da Oferta
Função geral da oferta
Deslocamento da oferta
Deslocamento da oferta
Excedente do produtor
Deslocamento da oferta
31/3 a 11/4
14/4 a 18/4
Equilibrio
Excesso de oferta e demanda/ equilibrio
Mudança na oferta e demanda
Aumento na Demanda
Mudança Simultanea na oferta e na demanda
Excesso de oferta
Excesso de demanda
Mudança na oferta e demanda
Full transcript