Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

REGRAS RELATIVAS À DISTINÇÃO ENTRE O NORMAL E O PATOLÓGICO

carmo neves
by

Carmo Neves

on 5 December 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of REGRAS RELATIVAS À DISTINÇÃO ENTRE O NORMAL E O PATOLÓGICO

REGRAS RELATIVAS À DISTINÇÃO
ENTRE O
NORMAL E O PATOLÓGICO regras essenciais para
não cairmos na ideologia “Se, portanto encontrarmos um critério objectivo para distinguir cientificamente a saúde da doença nas diferentes ordens de fenómenos sociais, a ciência estará em condições de esclarecer a prática permanecendo fiel ao seu próprio método.” Ex: Saúde e Doença Recorrendo às regras que definiu para o método sociológico o que devemos fazer? Há duas espécies de fenómenos sociológicos:
-fenómeno normal
-fenómeno mórbido ou patológico Durkheim as três seguintes regras: 1º Um facto social é normal para um tipo social determinado, considerado numa fase determinada do seu desenvolvimento, que se produz na média das sociedades dessa espécie, consideradas na fase correspondente de evolução 2º Os resultados do método precedente podem verificar-se mostrando que a generalidade do fenómeno está ligada às condições da vida colectiva do tipo social considerado 3º Esta verificação é necessária quando este facto diz respeito a uma espécie social que ainda não completou a sua evolução integral ex: crime é um facto normal
ou patológico? criminólogos Para Durkheim a ciência social
só nos pode ajudar na escolha de um melhor caminho,
e portanto ser útil, se conseguirmos distinguir entre
o que é normal e o que é patológico Sofrimento = Doença Saúde = estado de um organismo em que as possibilidades de sobrevivência são máximas

Doença = tudo o que as faz diminuir. - O crime verifica-se em todas as sociedades de todos os tipos,
contudo isto leva-nos à conclusão paradoxal de que o crime é normal! Vejamos as razões para esta constatação:
- O crime é normal porque uma sociedade isenta dele é impossível, porque para que não existisse crime era preciso que os sentimentos que estes ferem estivessem presentes em todas as consciências individuais, e com a força necessária para conter sentimentos contrários ( o que não é possível dado diferenças biológicas, etc…);
- O crime é útil – é necessário à evolução – A liberdade de pensamento que temos hoje nunca seria possível se as regras que a proibiam não tivessem sido violadas…
O criminoso é assim um elemento regular da vida social
Vejamos as razões para esta constatação:
- O crime é normal porque uma sociedade isenta dele é impossível, porque para que não existisse crime era preciso que os sentimentos que estes ferem estivessem presentes em todas as consciências individuais, e com a força necessária para conter sentimentos contrários ( o que não é possível dado diferenças biológicas, etc…);
- O crime é útil – é necessário à evolução – A liberdade de pensamento que temos hoje nunca seria possível se as regras que a proibiam não tivessem sido violadas…
O criminoso é assim um elemento regular da vida social
Full transcript