Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

SARA - Síndrome da Angústia Respiratória Aguda

No description
by

Themissa Voss

on 9 February 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of SARA - Síndrome da Angústia Respiratória Aguda

Síndrome da Angústia Respiratória Aguda Seminário Liga de UTI e Emergências Médicas
Ac. Themissa Voss
Orientador Dr. Thúlio Marquez Cunha
Janeiro/2013 Conceito: lesão pulmonar inflamatória aguda e difusa, que ocasiona aumento da permeabilidade vascular e redução das trocas gasosas. Apresentação Clínica Dispneia, crepitações difusas e cianose

Sinais de insuficiência respiratória taquipneia + taquicardia + diaforese +
uso de musculatura acessória Critérios Diagnósticos (Definição de Berlim - 2012) Sintomas dentro de 1 semana de insulto conhecido Opacidades pulmonares bilaterais no Rx ou CT - não completamente explicadas por outras causas. Falência respiratória não completamente explicada por insuficiência cardíaca ou sobrecarga de volume Diagnóstico diferencial -
Edema cardiogênico e não cardiogênico (SARA) Distúrbio de oxigenção moderado a grave (determina classificação) Leve: PaO2/FiO2 entre 200-300 mmHg com PEEP ou CPAP > 5 cmH2O

Moderada: PaO2/FiO2 entre 100-200 mmHg com PEEP > 5cmH2O

Grave: PaO2/FiO2 < 100 mmHg com PEEP > 5cmH20 Diagnósticos Diferenciais Edema pulmonar agudo cardiogênico

Exacerbação de fibrose pulmonar

Hemorragia alveolar difusa

Pneumonia eosinofílica idiopática aguda

Pneumonia criptogênica em organização

Síndrome de Hamman-Rich

Neoplasias Etiologias Independente da causa subjacente, todos os pacientes apresentam alterações fisiológicas e morfológicas semelhantes. Fisiopatologia O evento desencadeante da SARA e sua manifestação anatomopatológica principal é a lesão alveolar difusa. A. Visão microscópica da arquitetura pulmonar normal B. Visão microscópica das alterações pulmonares típicas da SARA LESÃO DO EPITÉLIO ALVEOLAR +
ENDOTÉLIO DOS CAPILARES PULMONARES Consequências Dificuldades de trocas gasosas

Redução da complacência pulmonar

Hipertensão pulmonar Estágios Patológicos Fase exsudativa - dano alveolar difuso

Fase proliferativa - 7 a 10 dias

Fase fibrótica Manejo Ventilação Mecânica Ventilação protetora pulmonar

VC baixo - 6ml/kg de peso corporal previsto

FiO2 adequada ( elevada apenas na peri-intubação)

PEEP suficiente para minimizar atelectasia cíclica

Pressão de platô < 30 cmH2O FALHA:
Hipercapnia permissiva
Manobras de recrutamento alveolar
Posição prona OUTRAS MODALIDADES VENTILATÓRIAS:
Ventilação não invasiva
Ventilação líquida parcial
Ventilação intermitente de alta frequência Outros Sedação + analgesia
Bloqueio neuromuscular
Medicamentos

Corticosteróides
Surfactante
NO inalatório Mortalidade e Prognóstico Mortalidade:

Precoce: doença de base

Tardia: pneumonia nosocomial e sepse Fatores de pior prognóstico:
Idade

Hipoxemia grave

Disfunção vascular pulmonar

Causa não traumática

Balanço hídrico +

Maior pontuação no APACHE III Morbidade entre sobreviventes:

Tolerância anormal ao exercício

Função cognitiva debilitada

Depressão e ansiedade

Alterações nas relações pessoais Referências Bibliográficas: Acute respiratory distress syndrome: Clinical features and diagnosis, disponível em www.uptodate.com, acesso em 06/11/2012 Obrigada ! Radiografia de tórax com cardiomegalia e evidência de edema pulmonar Radiografia de tórax com opacidades
acinares bilaterais e broncograma aéreo
com área cardíaca normal Posição supina Posição prona PGE1, cetoconazol, N-acetilcisteína e prostaciclina
Full transcript