Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Tenentismo

No description
by

Yasmin Antunes

on 23 February 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Tenentismo

1922
1924
1930
1920
1926
Tenentismo
Principais Reivindicações
REVOLTA DO FORTE DE COPACABANA
Primeiro ato de rebeldia que ocorreu em 5 de Julho de 1922. Foi um protesto destinado a salvar a honra do Exército, devido o clima de ofensas e a repressão ao Clube Militar.
Liderados por 18 tenentes, os revoltosos decidiram impedir a posse do presidente Artur Bernardes.
A Revolta e o movimento Tenentista, que eram numa primeira leitura ligados às forças armadas, representavam também a insatisfação de outros estados como Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Pernambuco e Bahia com a divisão política existente.
Revolta de 1924
Conhecida também como
Segundo 5 de Julho
, a revolta liderada pelo general Isidoro Dias Lopes, pelo tenente Juarez Távora e por políticos, como Ninho Peçanha, eclodiu em São Paulo.
A numerosa e bem-armada tropa dos rebeldes formou a
Coluna Paulista,
que seguiu em direção ao sul do país, ao encontro de outra coluna militar tenentista, liderada pelo capitão Luís Carlos Prestes.
Coluna de Prestes
As forças tenentistas uniram-se e decidiram percorrer o país, procurando apoio popular par novas revoltas contra o governo
A Revolta do Forte de Copacabana, a Revolução de 1924 e a Coluna de Prestes não produziram efeitos imediatos na estrutura política brasileira. Contudo, mantiveram a chama da revolta contra o poder e os privilégios das oligarquias.
O TENENTISMO

É o termo pelo qual ficou conhecido o movimento político-militar que, sob a liderança de jovens oficiais das forças armadas, pretendia conquistar o poder pela luta armada e promover reformas na Primeira República.
ANTES DE 1930:
movimento de rebeldia contra o governo da República.
DEPOIS DE 1930:

os tenentes entraram no governo e procuram lhe dar um rumo que promovesse seus objetivos
Moralização da administração pública e o fim da corrupção eleitoral;
O voto secreto e uma justiça eleitoral confiável;
A defesa da economia nacional contra a exploração das empresas e do capital estrangeiro;
A reforma da educação para que o ensino fosse gratuito e obrigatório a todos os brasileiros.
Os Dezoito do Forte
De 1924 a 1926 percorreram 24 mil quilômetros através de 12 estados brasileiros. Sem descanso o governo perseguia as tropas que conseguiam escapar. Em 1926 os homens que ainda permaneciam na Coluna decidiram ingressar na Bolívia e finalmente desfazer a tropa.
Coluna de Prestes
Coluna de Prestes
Enfraquecimento do tenentismo
O movimento tenentista perdeu força após a Revolução de 1930, que levou Getúlio Vargas ao poder. Vargas conseguiu produzir uma divisão no movimento, sendo que importantes nomes do tenentismo passaram a atuar como interventores federais. Outros continuaram no movimento, fazendo parte, principalmente, da Coluna Prestes.

Militares que procuraram demonstrar o abuso do poder, por parte dos civis. No caso de Manaus, a oligarquia cujo domínio se contestava, reunia-se em torno do nome de César Rego Monteiro.

O alvo dessa expansão militar era Belém do Pará, onde as guarnições buscavam unir-se, mas, devido aos imprevistos, ficaram restritos à região de Óbidos, controlando a passagem pelo Rio Amazonas e o governo da capital Manaus até o dia
28 de agosto de 1924
, quando ocorre a repressão do movimento, através das forças federais.

A Comuna de Manaus
Full transcript