Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

dúvida metódica

No description
by

Tânia Almeida

on 4 June 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of dúvida metódica

Descartes Dúvida Metódica O que sabemos realmente? Só podemos acreditar no que está imune à dúvida.

Qual a primeira certeza que podemos ter e de que todas as outras certezas dependem? Serão os sentidos? Os sentidos fazem-nos cair, muitas vezes,
em erro. Vejamos as imagens seguintes O argumento dos sonhos Mais uma questão levantada por Descartes em relação aos sentidos e a tudo o que nos rodeia: estaremos nós a sonhar? Tudo o que acreditamos que está a acontecer agora, poderá ser apenas um sonho. Viveremos numa realidade
sonhada por alguém? Características da Dúvida Metódica Metódica: faz parte do método de Descartes para alcançar o verdadeiro conhecimento
Temporária: pretende-se ultrapassar a dúvida e alcançar o conhecimento
Hiperbólica: exagerada propositadamente para abranger tudo
Universal: aplica-se a todo o tipo de conhecimento
Prova rigorosa: nada vai ser aceite sem ser posto em dúvida, sem ser posto à prova São enganadores! Descartes conclui, assim, que não é possível justificar a existência do mundo físico apenas com base nos sentidos. O argumento dos sonhos levanta uma outra questão:
se não posso garantir que o mundo fisico existe e não posso confiar nos sentidos, poderei confiar apenas nas minhas experiências mentais? E os outros? E aqueles que nos rodeiam? Este argumento do sonho conduz ao chamado SOLIPSISMO Tudo o que existe são as minhas experiências mentais interiores. Deus Enganador Outro argumento apresentado por Descartes: tudo é alvo da dúvida metódica, mesmo Deus. Poderíamos afirmar que possuímos certos conhecimentos, como os conhecimentos matemáticos por exemplo. No entanto, poderão esses conhecimentos serem criados por um Deus enganador? Serão uma ilusão? "Já tiveste um sonho, Neo, em que estavas tão certo de que era real? E se fosses incapaz de acordar desse sonho? Como saberias a diferença entre o mundo dos sonhos e o real?" (Morfeu questionando Neo, Filme Matrix). "Certa noite Zhuangzi sonhou que era uma borboleta a voar alegremente. Quando acordou, Zhuangzi não conseguia dizer se era ele que tinha acabado de sonhar que era uma borboleta, ou se ele era uma borboleta que teria começado a sonhar que era Zhuangzi." Quais as afirmações verdadeiras? Podemos conhecer a realidade através do nosso olhar A dúvida Cartesiana é uma dúvida cética Descartes coloca a hipótese de existir um ser superior que cria a realidade como a vemos Os sentidos são enganadores! Em suma... * A Dúvida Metódica é diferente da Dúvida Cética. * Os sentidos são enganadores! * O argumento dos sonhos: poderá aquilo que experiênciamos ser um sonho? * Solipsismo: um dos problemas do argumento dos sonhos. Viveriamos apenas uma vida interior, dependente das nossas experiências mentais. * O argumento do Deus enganador: poderá aquilo que achamos conhecer ser uma criação de um Deus enganador?
Full transcript