Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Oficina Reuni - novo Prezi

Artigo cientíico
by

Izabela Schlindwein

on 17 May 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Oficina Reuni - novo Prezi

OFICINA: COMO CONSTRUIR
UM ARTIGO CIENTÍFICO

SUMÁRIO

O ARTIGO - TEORIA

I – NOÇÕES CONCEITUAIS;
II - TIPOS DE ARTIGO CIENTÍFICO;
III - A ESTRUTURA BÁSICA;
DO ARTIGO CIENTÍFICO;
IV - ORIENTAÇÕES GERAIS QUANTO À FORMA
E O CONTEÚDO DO ARTIGO CIENTÍFICO.

PUBLICAÇÃO

Apresentação dos sites de classificação de revistas científicas e de sites de busca.

PRÁTICA

I - LEITURA CONJUNTA DE UM ARTIGO;
II - PRÁTICA DO GRUPO;
III - APRESENTAÇÃO E AVALIAÇÃO. (http://oficinasdich.blogspot.com.br/)

A DIFUSÃO DO CONHECIMENTO
A produção do conhecimento é difudida por diferentes meios de comunicação. A difusão do conhecimento científico nas academias ocorre por meio de formas escritas específicas. As principais são o artigo, a monografia, a dissertação, a tese e o relatório técnico-científico. Com exceção do artigo e do relatório técnico-científico, os demais se prestam à obtenção de título acadêmico.
1 - Noções conceituais
Artigo é uma comunicação escrita de curta extensão voltado para publicação em revistas, livros e jornais (impressos ou eletrônicos), que trata de um assunto específico, cuja estrutura básica é constituída de introdução, desenvolvimento e conclusão.
O que é um artigo
Artigo científico é toda comunicação publicada originalmente em periódicos (jornais, revistas e livros) acadêmicos (impressos ou eletrônicos), que se destina a tratar sobre assunto de interesse da ciência, seguindo determinada metodologia científica. O artigo objetiva fundamentalmente difundir conhecimento produzido nos diversos campos da ciência.
Os autores de artigos científicos são membros de academia e cientistas.
Para a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), artigo científico é um “texto com autoria declarada, que apresenta e discute ideias, métodos, técnicas, processos e resultados nas diversas áreas do conhecimento”.
Artigo científico
Artigo jornalístico é toda comunicação publicada originalmente em periódicos (jornais e revistas) jornalísticos (impressos ou eletrônicos), que se destina a tratar de assuntos diversos de estilo opinativo (análises, críticas) e sem compromisso metodológico.
O artigo jornalístico objetiva fundamentalmente difundir opinião.
Os autores de artigos jornalísticos são normalmente chamados de articulistas – e não são necessariamente jornalistas.
II - TIPOS DE ARTIGO CIENTÍFICO
Artigos originais e de pesquisa:
voltados para a divulgação de resultados de pesquisas.
Artigos de revisão:
avaliações críticas sobre determinado assunto científico.
Comunicações breves:
exposição curta de estudos preliminares sobre determinado assunto de interesse científico.
Relatos de experiências:
voltados para analisar trabalhos de obsevações originais.
Resenhas:
comunicação curta contendo síntese e análise crítica de obra publicada.
Ensaios:

texto, em formato livre, de análise e questionamento de modelos teóricos.
III - A ESTRUTURA BÁSICA DO
ARTIGO CIENTÍFICO PRÉ-TEXTUAL

Título e subtítulo
Autoria
Resumo
Palavras-chaves

Introdução
Desenvolvimento
Conclusão

Referências
Notas explicativas
Itens opcionais
Título e subtítulo
Deve ser uma das últimas tarefas da elaboração do trabalho. É a apresentação do artigo. É por onde a leitura e o interesse do artigo começam. Deve sintetizar com exatidão o conteúdo do artigo, ser na língua do texto, ter poucas palavras, estar em caixa alta, não vir com repetição de palavras.
O subtítulo é opcional. Somente se houver necessidade de complementar o título.
Autoria
Nome completo do(s) autor(es). Deve conter breve currículo apenas para relacionar o(s) autor(es) com a área de conhecimento do artigo. No caso de mais de um autor, dispor os nomes pela ordem da maior a menor contribuição de cada um.
Resumo
Deve possibilitar ao leitor uma clara noção de que trata o artigo. O conteúdo do artigo deve ser descrito, explicado e argumentado com frases curtas e em um único parágrafo (e não em tópicos), conter de 100 a 250 palavras, não constar citação nem referência bibliográfica. Deve ser escrito de forma impessoal.
Palavras-chaves
Devem expressar as ideias centrais do texto. Podem ser usados termos simples, compostos ou expressões características. Serve para indexação em base de dados para facilitar a busca por outros pesquisadores. Deve conter de 3 a 6 palavras separadas por ponto.
IV - ORIENTAÇÕES GERAIS DE FORMA
E CONTEÚDO DO ARTIGO

CARACTERÍSTICAS DE UM BOM ARTIGO

1 - Qualidade e objetividade (na escrita);

2 - Atualidade, originalidade e relevância
(no assunto);

3 - Cientificidade (no conteúdo).
ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA
A ELABORAÇÃO DO ARTIGO
1 - Pesquisar a respeito das normas para publicação em cada revista;
2 - Definir o tema;
3 - Estabelecer o problema e a hipótese provisórios;
4 - Fazer um levantamento bibliográfico a respeito (com base no tema, problema e hipótese);
5 - Estabelecer o problema e a hipótese definitivos;
6 - Estabelecer a estrutura do artigo;
7 - Elaborar o artigo.
NA REDAÇÃO DO TEXTO,
O QUE SE DEVE EVITAR
1 - Linguagem prolixa, rebuscada e metafórica;
2 - Termos arcaicos;
3 - Palavras e expressões ambíguas;
4 - Adjetivos inúteis, rodeios, redundâncias;
5 - Explicações desnecessárias;
6 - Gírias e vícios de linguagem (jargões, coloquialismos, neologismos...);
7 - Frases e parágrafos longos;
8 - Parágrafos de uma única frase;
9 - Regionalismos, modismos e abreviaturas sem
a devida explicação.
ORIENTAÇÕES PARA A
FORMATAÇÃO DO ARTIGO
1 - Impresso em tinta preta;
2 - Papel branco no formato A4;
3 - Numa face do papel;
4 - Fonte Time News Roman 12;
5 - Espaçamento de 1,5;
6 - Margens: 3cm na margem superior e na margem da esquerda, 2,5 cm nas demais;
7 - Páginas numeradas de maneira sequêncial no canto superior direito (de preferência).
ECO, Umberto. Como se faz uma tese. 14 reimp. São Paulo: Perspectiva, 1977.
LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de metodologia científica. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2005.
SALOMON, Délcio Vieira. Como fazer uma monografia: elementos de metodologia do trabalho científico. 2. ed. Belo Horizonte: Interlivros, 1972.
TRIVIÑOS, Augusto. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.


Sites consultados:

http://tecspace.com.br/paginas/aula/tcep/ArtCientifico.pdf

http://www.bu.ufsc.br/ArtigoCientifico.pdf

http://www.labcon.ufsc.br/downloads/33.pdf

http://www.portalsbot.org.br/public/documents/LIVRO%20COMO%20ESCREVER%20UM%20TRABALHO%20CIENTIFICO.pdf

http://www.ueginhumas.com/revelli/revelli4/numero_2/revelli.v2.n2.art10.pdf

http://www.civil.ita.br/graduacao/disciplinas/extras/moq-12_2007_elaboracao_de_artigos_tecnicos.pdf

http://www.uniritter.edu.br/biblioteca/downloads/COMO_ELABORAR_UM_ARTIGO_-_MODELO.pdf
Referências
Artigo jornalístico
Desenvolvimento
É a parte principal do artigo. Deve conter a revisão da literatura, o método e a discussão. Pode ser subdivido em seções e subseções.
Conclusão
É o arremate do trabalho apresentado com base nos dados e discussões postos ao longo do desenvolvimento do artigo. Não é simplesmente um resumo nem deve introduzir novos dados e argumentos. Deve demonstrar analiticamente o que foi desenvolvido. Deve responder aos objetivos pretendidos. Pode apresentar sugestões e recomendações para outros trabalhos.
PÓS-TEXTUAL

Referências
Item obrigatório no corpo do artigo. Se constitui numa lista ordenada da bibliografia utilizada no texto, conforme normas estipuladas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas-ABNT.
Notas explicativas e notas de rodapé
São opcionais. Utiliza-se para complementar explicações do texto. Sua apresentação numérica deve ser precedida de algarismos arábicos.
Outros itens opcionais

Glossário, apêndice (elaborado pelo autor), anexo (não elaborado pelo autor).
TEXTUAL

Introdução

Apresenta um apanhado geral do conteúdo do artigo. Expõe o ponto de vista sobre o qual será abordado o assunto. Faz uma breve exposição sobre os trabalhos mais relevantes já desenvolvidos a respeito. Aponta, de forma breve, a importância, os pressupostos teóricos, a(s) hipótese(s), o(s) objetivo(s) e o(s) método(s) propostos. Deve criar expectativa positiva e o interesse do leitor em continuar a
sua leitura.
Deve ter uma extensão pequena, em relação ao desenvolvimento.
Pré-textual
Textual
Pós-textual
Oficina reuni artigo cientifico
Full transcript