Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Apresentação da Tese

No description
by

Ana Santos

on 6 December 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Apresentação da Tese

Ana Catarina Santos

Orientador: Prof. Belmira Neto

MIEA 2012 Avaliação da Sustentabilidade
do Vinho Verde em Portugal Perspetivas para trabalhos futuros Relevância e enquadramento do tema Introdução Objetivos da dissertação Avaliação da Sustentabilidade do Vinho Verde. Focar a sustentabilidade do Vinho Verde Branco produzido em Portugal, na Aveleda S.A., caso de estudo considerado. Um conjunto simples de indicadores ambientais, económicos e sociais, são identificados e quantificados, com base no caso de estudo. Avaliação da sustentabilidade associada ao setor do vinho verde, através da informação reunida em função indicadores, para a maior empresa nacional produtora deste tipo de vinho. Sugestão de melhorias possíveis para um desempenho mais sustentável. Conclusão acerca da sustentabilidade da Aveleda. Produção mundial de vinho entre 1995 e 2010 (OIV, 2011). Consumo mundial de vinho entre 1995 e 2010 (OIV, 2011). De acordo com as estatísticas da Organização da Vinha e do Vinho, em 2010, a área total mundial ocupada por vinhas era cerca de 7,59 milhões de hectares. Relevância e enquadramento do tema Relevância e enquadramento do tema O vinho é uma parte essencial da vida e cultura europeia, sendo a UE a maior produtora de vinhos do mundo e líder mundial na exportação de produtos vitivinícolas, contribuindo o sector anualmente com cerca de 15 mil milhões de euros para a economia da UE. A sustentabilidade da produção de vinho é definida pela Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV) como a estratégia global que inclui todas as etapas do ciclo produtivo do vinho desde a produção das uvas. Relação entre as três dimensões base da sustentabilidade. A área de vinha portuguesa divide-se atualmente em treze regiões vitivinícolas. Regiões vitivinícolas portuguesas. O Vinho Verde em Portugal Maiores importadores de Vinho Verde português. Valores de exportação de Vinho Verde entre 1991 e 2010. O Vinho Verde português é cada vez mais procurado mundialmente, pois é único. Em 2010 foram produzidos em Portugal 6 milhões de hectolitros de vinho, dos quais cerca de 50 milhões de litros correspondem a vinho verde branco. Portugal atualmente exporta aproximadamente 30% do total do vinho verde branco produzido. Caraterização do caso de estudo:
o Vinho Verde em Portugal Região Demarcada dos Vinhos Verdes A RDVV encontra-se dividida em nove sub-regiões, ocupando as vinhas uma área correspondente a 15% da área vitícola nacional. Região Demarcada dos Vinhos Verdes e respetivas sub-regiões. A produção de Vinho Verde Branco da Aveleda A Aveleda S.A. encontrando-se sediada na Quinta da Aveleda, concelho de Penafiel, distrito do Porto, na sub-região do Sousa pertencente à RDVV. Liderando o mercado da RDVV é atualmente a maior empresa exportadora de Vinho Verde, possuindo ainda a maior área vitivinícola da região. Um dos vinhos mais conhecidos e exportados da Aveleda, é o "Casal Garcia", lançado em 1939. "Casal Garcia", o Vinho Verde Branco mais exportado e vendido em todo o mundo. Quinta da Aveleda. A produção de Vinho Verde Branco da Aveleda Principais fases de produção do Vinho Verde Branco na Aveleda. Uvas nos tegões da Quinta da Aveleda. Engarrafamento do vinho na Aveleda. Vinhas da Aveleda. Indicadores de sustentabilidade Indicadores Ambientais Tabela de indicadores ambientais da GRI quantificados para o ano de 2011. Tabela de indicadores ambientais acrescentados, quantificados para o ano de 2011. Pegada de carbono Gráfico da contribuição das etapas do ciclo de vida da produção de Vinho Verde Branco para as diversas categorias de impacte selecionadas. Gráfico da contribuição das etapas do ciclo de vida da produção de Vinho Verde Branco para o Aquecimento Global (unidade funcional = 0,75 L). Gráfico dos principais 4 países da exportação da Aveleda que contribuem para o Aquecimento Global (unidade funcional = 0,75 L). Gráfico dos principais 4 países da exportação nacional total de 2010 que contribuem para o Aquecimento Global (unidade funcional = 0,75 L). Indicadores económicos Tabela dos indicadores económicos da GRI quantificados para o ano de 2011. Tabela dos indicadores económicos acrescentados quantificados para os anos de 2011, 2010 e 2009. Indicadores sociais Indicadores de Práticas Laborais quantificados para o ano de 2011. Indicadores de Direitos Humanos quantificados para o ano de 2011. Indicadores de Sociedade quantificados para o ano de 2011. Indicadores de Responsabilidade do Produto quantificados para o ano de 2011. Indicadores Sociais Acrescentados quantificados para o ano de 2011. Conclusões Desempenho ambiental Desempenho económico Desempenho social Sustentabilidade da Aveleda A Aveleda é uma empresa com preocupações ambientais. Os resíduos produzidos são valorizados, como por exemplo o bagaço que é utilizado na produção de aguardente bagaceira. É ainda uma preocupação o tratamento da água para que possa ser descarregada de forma segura no rio. As captações próprias possuem licença. A empresa cumpre a legislação ambiental em vigor, não havendo registo de multas ou sanções por incumprimento de algum tipo de regulamento. No sentido de mitigar impactes ambientais tem disponível a Declaração Ambiental de 2011 e encontra-se certificada pela ISO14001 desde 2008. Os aspetos menos positivos, prendem-se com a eficiência energética em relação à qual não há qualquer tipo de melhorias registadas nem produção própria de energia. No entanto já têm o PREn e Plano de Eficiência Energética em curso, prevendo-se que irá conduzir a melhorias consideráveis num futuro próximo. É ainda de realçar o aspeto negativo de não haver nenhuma espécie de tratamento de água que permita a sua reutilização. É essencial ter em atenção as etapas do ciclo de vida da produção do Vinho Verde Branco que mais contribuem para algumas categorias de impacte ambiental tal como a pegada de carbono. A nível económico, não há nada a recomendar perante os resultados analisados, pois a Aveleda é uma empresa economicamente sustentável. A análise económica da Aveleda, S.A., proporcionada através dos diversos indicadores selecionados, apresenta uma empresa sólida e com uma rentabilidade muito interessante e satisfatória (17,1%). Apesar da evolução negativa do volume de negócios nos últimos 3 anos, fruto das dificuldades económicas que Portugal atravessa, a empresa viu aumentar os seus resultados líquidos. Este aumento da rentabilidade da Aveleda, S.A., apesar da diminuição do volume de negócios, revela uma gestão eficiente dos recursos disponíveis e um particular cuidado no controlo dos custos. É de realçar a aposta que a empresa vem fazendo no mercado externo, o qual já representa 60% do total da faturação. Apesar do esforço de investimento da empresa o endividamento foi reduzido apresentando uma tesouraria confortável. Conclui-se que os requisitos necessários associados à dimensão social são cumpridos. A empresa cumpre a lei e garante que os trabalhadores regressam após licenças de maternidade/paternidade, não sendo assim substituídos nem perdendo o emprego devido à ausência temporária. Os trabalhadores recebem formação anual, fator essencial para se manterem informados e atualizados, são ainda sujeitos a avaliação de desempenho. Em relação a políticas de distribuição de lucros, há um sistema de remuneração variável para quadros. Não há qualquer registo de incidentes de descriminação por parte da empresa ou dos seus colaboradores, nem de corrupção. Como melhoria, a empresa poderia proporcionar aos seus colaboradores programas de gestão de capacidades. A disponibilização de treino e formação em procedimentos e políticas de anticorrupção empresarial seria útil. A inclusão de uma percentagem de representantes do total de trabalhadores em comités de gestão e saúde ocupacional, é também uma opção de melhoria. O investimento em projetos sociais, é uma opção de criar ainda maior visibilidade. Concluindo, a Aveleda demonstra possuir um bom desempenho nas três dimensões da sustentabilidade, demonstrando claramente que com alguma preocupação e empenho o setor da produção de vinho também o pode ter. Seria importante realizar uma avaliação de sustentabilidade de mais empresas do setor da produção do Vinho Verde Branco, para que seja possível verificar o contraste e comparar resultados. Seria interessante alargar este estudo para o global dos vinhos verdes. Pois desta forma seria possível a avaliação da sustentabilidade do setor do Vinho Verde e não apenas do Vinho Verde Branco. Posteriormente poderia ser realizado o mesmo estudo para as outras Regiões Demarcadas, de forma a que seja exequível a avaliação da sustentabilidade do Vinho Tinto e Espumante. Como resultado deste trabalho seria possível avaliar a sustentabilidade do setor do Vinho a nível nacional. Este tipo de trabalho e estudo poderá ser também desenvolvido a nível mundial, noutros países, auxiliando e beneficiando igualmente o seu desempenho sustentável, pois todos, ou quase todos, temos o mesmo objetivo e preocupação: um mundo cada vez melhor, no qual a nossa produção e consumo contínuo não comprometam a qualidade de vida das gerações futuras. Obrigada pela atenção!
Full transcript