Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Organização espacial Fordista e Crise do Fordismo

No description
by

Philipe Andre

on 30 November 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Organização espacial Fordista e Crise do Fordismo

FORDISMO
O aumento da produtividade se baseava
na ideia de consumo de massa permitido
por empregos com renda e disponibilidade
tempo para adquirir/usurfruir de bens.
Trabalho
organizado

Estado
Iniciativa
Privada

Submissão às rotinas de trabalho e trocas de produtividade por ganhos
salariais.
- Controle dos sindicatos e mediação
nas relações empresa-trabalhadores;
- Investimentos em obras de infra-
estrutura;
- "Estado de bem estar social": salários
indiretos aos trabalhadores
- Investimentos em capital fixo (fábricas, maquinário, tecnologia);
- Busca pelo aumento de produtividade;
- Repasse de ganhos aos trabalhadores.
Organização Espacial
Fordista

1) Nas cidades
1) No espaço nacional
Preocupação com uma organização
funcional das cidades, altamente
racionalizada para processos econômicos.
Divisão funcional da cidade. Padrão
centro/periferia/área produtiva.

Ênfase no aspecto material do planejamento e uma pretensa "apolítica" técnica.
Ênfase na organização de fluxos e circulação.
(Reducação de custos produtivos).
Controle da população na cidade, controle da circulação e fixação.
(Controle do trabalhador para fora da fábrica).
Duas características dão origem à organização espacial fordista:

a) Integração verticalizada de corporações;
b) Compromisso fordista ter características tipicamente nacionais.
Três consequências para a organização espacial nacional sob o fordismo:

a) Concentração;
b) Polarização;
c) Desenvolvimento regional desigual.
a) Concentração

- Seletividade espacial
(fatores locacionais
Clássicos);
- Geração de grandes
regiões industriais
b) Polarização
- Áreas industriais principais se tornam pólos de atração de investimentos públicos e privados e de população
- Suporte de infra-estruturas fixas e circulação de fluxos
materiais.
c) Desenvolvimento Regional Desigual
- Aprofundamento das desigualdades regionais
em escala nacional e mundial.
- Políticas de desenvolvimento regional.
A crise do fordismo
Fim dos anos 1960/ início dos 1970: declínio das taxas de crescimento econômico das economias centrais, elevação dos índices de desemprego e inflação.
Fatores internos
ao Fordismo
Fatores geopolíticos
e econômicos
Transformações
tecnológicas
RIGIDEZ
Investimentos
privados
Compromissos
estatais.
Contratos e
alocação de
trabalho
a) Recuperação econômica
europeia (Alemanha)
e do Japão
Industrialização tardia b)
de grandes áreas do "mundo
subdesenvolvido)
Dificuldades para o
escoamento de excedentes de capital
e produtos.
Matérias-primas
Produtos e capitais
Contradições no investimento
em capital constante
(infra-estrutura produtiva) e
investimentos no trabalho.
Contradições entre a base
nacional do regime fordista
e a necessidade capitalista de
internacionalização.
- Revolução da micro-informática, dos transportes e nas telecomunicações;
- Reorganização do espaço geográfico com uma relativa implosão das "hierarquias tradicionais".
Mais do que uma causa, contribuiu
para a superação de características
fordistas como a concentração de
atividades industriais.
Crise fiscal e
compromissos
infraestruturais
e assistenciais
Especialização
do trabalhador
Full transcript