Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Exclusão Digital - riscos e possibilidades da sociedade da informação

Aula_2_Informatica e a Profissão_Professor: Nélio Herzmann Junior
by

Nelio Herzmann Junior

on 21 March 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Exclusão Digital - riscos e possibilidades da sociedade da informação

Exclusão Digital
O que isso representa?
Porque ocorre?
Integração
T.I. / Cotidiano
Exclusão/Inclusão Digital
Riscos e possibilidades da
Sociedade da Informação
Atividade
O Livro Verde expõe que, perante o novo paradigma da universalização dos serviços de informação e comunicação que a inclusão digital é condição fundamental e não exclusiva, para se construir uma sociedade da informação para todos;

É urgente trabalhar no sentido da busca de soluções efetivas para que as pessoas dos diferentes segmentos sociais e regiões tenham amplo acesso à internet, evitando assim que se crie uma classe de info-excluídos.
Transformações - Maneiras diferentes de organizar-se social, cultural, política e economicamente;

Originando também novas formas de exclusão, inclusive digital
Começa a partir de "uma definição mínima que passa pelo acesso ao computador aos conhecimentos básicos para utilizá-lo".

Seguida de "um consenso que amplia a noção de exclusão digital e a vincula ao acesso à rede mundial de computadores".

Sergio Amadeu Silveira
Na verdade há grandes áreas do mundo e consideráveis segmentos da população que estão desconectados do novo sistema tecnológico.

A velocidade da difusão tecnológica é seletiva tanto social quanto funcionalmente.

Fonte crucial de desigualdade na sociedade.

Manuel Castells
Democratização de acesso a T.I. e sua Utilização
Ainda não é um processo cotidiano em todos os países e para todos os indivíduos.

"Divisão Digital" - "Criada entre os indivíduos, firmas instituições, regiões e sociedades que tem as condições materiais e culturais para operar no mundo digital, e os que não tem, ou não conseguem se adaptar a velocidade da mudança."

Manuel Castells
Penetração da internet no Brasil
União Internacional Telecomunicações

Usuários ativos da internet brasileira - 21,2 milhões

11,3% da população

Décimo em número de usuários
idgnow.uol.com.br
Número de domicílios com computador
19,63 % de domicílios com computador no Brasil

"A posse do computador é fortemente influenciada pela classe social, pela renda e pela escolaridade do resposndente: quanto mais alta a classe, a renda e o nível de instrução do respondente, maior a proporção dos domicílios que possuem computador"
idgnow.uol.com.br
Percentual de conexão domiciliar
14,49% dos lares

As barreiras para falta de acesso doméstico à internet na tabela abaixo
Motivo Percentual

Falta de computador/custo do equipamento muito elevado 68
O custo do acesso é muito elevado 32
Moradores têm acesso à internet em outro lugar 5
Moradores têm preocupação com segurança e/ou privacidade 1
Acesso à inexistente na localidade 1
Outros motivos 13
Não sabe 2
Desigualdades por região
Região % nunca acessou

Sudeste 63,11
NOrdeste 77,59
Sul 63,81
Norte 74,46
Centro-Oeste 61,06
IMPORTANTE!!!!
A T.I. não deve ser confundida com a comunicação em si, e nem deve ser considerada exterior ou um acessório do processo de comunicação;

A T.I abre algumas possibilidades e algumas opções culturais ou sociais que não poderiam ser pensadas a sério sem a sua presença;

Tais premissas devem estar sempre em sua mente para recordá-lo de que os resultados obitidos com o uso da T.I. dependem de todos.

Este recurso não é um ser independente, e por trás de todo o desenvolvimento temos os indivíduos e seus contextos
Fatores que justificam as expectativas positivas sobre a inclusão digital e a formação de uma sociedade da informação
Promover a sociedade da informação, porque o novo paradigma oferece a perspectiva de avanços significativos para a vida individual e coletiva;

Elevar o patamar dos conhecimentos gerados e utilizados na sociedade, oferecendo estímulo para constante aprendizagem e mudança;

Facilitar a salvaguarda da diversidade e deslocar o eixo da atividade econômica em uma direção mais condizente com o respeito ao meio ambiente.
Diante do que já foi visto
Observa-se que a T.I. não é acessível a todos os indivíduos e, mesmo dentro dos que possuem acesso, nem todos conseguem utilizar o seu potencial de informação e comunicação;

Compreende-se o quanto é importante modificar esta situação, uma vez que são inúmeras as possibilidades de utilização da tecnologia da informação para o desenvolvimento em todos os âmbitos.
OBSERVE e PENSE:
É possível superar as barreiras sociais e tecnológicas?

O que está acontecendo rumo à sociedade da informação?
Esses processos podem ser alcançados a partir de ações humanas
“Contudo, isso não é apenas uma questão de conhecimento e vontade política, embora estas sejam condições indispensáveis para qualquer curso alternativo de ação”
Manuel Castells

Observa-se que a superação da divisão digital está atrelada a uma série de características sociais, econômicas, educacionais, dentre outras.
Iniciativas no Brasil
Indícios da preocupação da sociedade civil, da iniciativa privada, e do governo com esse quadro;

Uma das primeiras ações governamentais nesta área foi o projeto denominado Livro Verde para o Sociedade da Informação;

Lançado em 2000 – Ministério da Ciência e Tecnologia.
Finalidade do Livro Verde – segundo Ronaldo Motta Sardemberg, ministro da Ciência e Tecnologia em 2000
Lançar os alicerces de um projeto estratégico de amplitude nacional, para integrar e coordenar o desenvolvimento e a utilização de serviços avançados de computação, comunicação e informação e de suas aplicações na sociedade;

O Livro Verde contém as metas de implementação do programa sociedade da informação e constitui a súmula consolidada das possíveis aplicações das tecnologias da informação
Analise as seguintes inter-relações entre as áreas distintas citadas na sequência e determine com base no seu conhecimento e com suas palavras a forma como as mesmas influenciam no processo de inclusão digital.

O governo, a política e a democracia eletrônica;

Os movimentos sociais em rede;

As práticas de inclusão digital.
Full transcript