Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

A Origem das Propriedades Rurais no Brasil

No description
by

Fernanda Lucena

on 30 June 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A Origem das Propriedades Rurais no Brasil

A Origem das Propriedades Rurais no Brasil
Antes da Colonização
Não existia propriedades rurais, as terras eram povoadas por indígenas. Eles utilizavam aquelas terras para o seu próprio consumo, plantando e colhendo alimentos.

A concentração fundiária é um reflexo histórico do período colonial, período no qual foram concedidas gigantescas glebas de terras, os latifúndios.
Os grandes proprietários de terras são chamados de latifundiários, enquanto que os pequenos recebem o nome de minifundiários.

Indice :
-Introdução;
-Índice de Gini
- As Propriedades Rurais :
Antes da Colonização;
Durante a Colonização;
Atualmente;
-o “retrato” das propriedades rurais de acordo com o tamanho;
-Classificação das Propriedades Rurais;
-Dom Pedro Casaldáliga, sobre latifúndio;
-Conclusão;
-Fontes;


Alunos: Fernanda Raissa
Maelly Thuanne
Marcos Robério

Durante a Colonização
Colonização: Espaços de terra para produção agrícola;
Com a colonização, os portugueses buscavam o enriquecimento da coroa, procurando terras para a extração de matérias primas.
O Pau Brasil foi o primeiro produto de exploração da Coroa Portuguesa em solo brasileiro.
Para poder extrair a madeira, eles precisavam expulsar os índios das suas terras;
A partir desse fato, se deu origem à propriedade rural no Brasil com a produção de café, leite, açúcar e etc;

As propriedades rurais no brasil (atualmente)
O meio rural brasileiro se caracteriza de forma negativa pela concentração de terras, isso provoca problemas no campo como desemprego, baixos salários, precárias condições de trabalho, conflitos, degradação ambiental, degradação humana entre outros.

A organização e distribuição das propriedades rurais no território apresentando, a quantidade e tamanho das mesmas recebe o nome de estrutura fundiária. No Brasil existe uma grande disparidade quanto à distribuição de terras, uma vez que uma restrita parcela da população brasileira detém um enorme percentual das áreas rurais do país, enquanto uma significativa porção da população tem pouca ou nenhuma propriedade.


A seguir o “retrato” das propriedades rurais de acordo com o tamanho:
No Brasil existem aproximadamente 50. 566 propriedades rurais com área inferior a 1 hectare, essas respondem por 25.827 hectares do país. Por outro lado, é possível identificar cerca de 75 propriedades detentoras de mais de 100 mil hectares, elas somam uma área de 24. 047, 669 hectares.

Esses dados indicam claramente que a concentração de terra no Brasil é gritante e parece que está longe de alcançar uma solução satisfatória, além disso, os movimentos agrários existentes não ganharam o apoio da opinião pública, dificultando ainda mais as negociações para a implantação efetiva da reforma agrária (redistribuição mais justa da terra).

Classificação de Propriedades Rurais:
Introdução:
A estrutura fundiária é um importante fator relacionado à produção agropecuária, bem como à sua distribuição. O Brasil herdou do período colonial práticas concentradoras de terras e até hoje o país apresenta problemas relacionados à distribuição de terras. Este trabalho objetivou estudar as disparidades provenientes da estrutura fundiária, mensurando os níveis de concentração de terras nos estados brasileiros através do índice de Gini.
Índice de Gini

O Índice de Gini é uma ferramenta utilizada na mensuração do grau de concentração de qualquer distribuição estatística, sendo, no entanto, mais frequentemente aplicado à renda, à propriedade fundiária e à oligopolização industrial.
Enquanto houver Latifúndio não haverá paz. latifúndio por definição é acumulação, privilégio e exclusão. É monocultura. É tóxico, antinatural, inumano, contra a vida. É o inimigo número um da América Latina. A história do Brasil é a das capitanias, que nada mais era do que latifúndios. Hoje, se misturam: além das terras, há o latifúndio do capital internacional, do capital financeiro, dos meios de comunicação, e até o latifúndio da política - o avô é senador, o pai deputado federal e o filho deputado estadual. Como se acaba com isso? Só com revolução"
Dom Pedro Casaldáliga
Dom Pedro Casaldáliga, sobre latifúndio;
É possível afirmar que o Brasil é um país cuja distribuição de terras está altamente concentrada e altos níveis de desigualdade ainda perduram. Podemos afirma após analisar a questão agrária no Brasil sob diversos aspectos,
Mesmo contendo grande quantidade de terras improdutivas, públicas e devolutas no país, o conservadorismo no campo prevalece aos interesses sociais. A realização de políticas de assentamento por parte de governos federais não se consolidam como propostas claras de políticas públicas para o setor. Os governos, durante o período analisado, se preocuparam apenas em conter as pressões dos movimentos sociais com algumas políticas compensatórias, mas não há uma proposta de Reforma Agrária que vise à reestruturação fundiária e produtiva no campo.
Conclusão:
Fontes:
-http://www.alunosonline.com.br/geografia/estrutura-fundiaria-brasil.html

-http://www.ufjf.br/heera/files/2009/11/ESTRUTURA-FUNDIÁRIA-ze-luispara-pdf.pdf
Full transcript