Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Psicologia Social - Influência Social e Conformismo

Influências Sociais e Conformismo O paradigma de Asch Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Ciências da Comunicação Psicologia Social Docente: Ana Paula Monteiro Discentes: Manuel Cruz Luís Azevedo Luís Águas
by

Manuel Cruz

on 17 May 2011

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Psicologia Social - Influência Social e Conformismo

Influências Sociais e Conformismo O Paradigma de Asch Conformismo O indivíduo dilui-se no grupo. Perda de individualidade
Perigo de rejeição social Paradigma de Asch Informação necessária
disponível Estímulos não-ambíguos Sujeitos são expostos à influência
de um grupo externo Influência (externa) opõe-se
à evidência (resposta certa). Experiência de Asch
Passos Pedido um julgamento sobre infor-
mação disponível (estímulos concre
tos e não ambíguos – linhas negras); Exposição do sujeito a um
grupo com opinião oposta à
“verdade”; Tarefa: comparar as linhas com
a linha padrão e identificar a que
tinha o mesmo comprimento; Grupo experimental: 6 comparsas
e 1 sujeito ingénuo Grupo controlo: – mesmo julgamento
mas com voto secreto Resultados Impacto da influência
social constatado Os indivíduos pertencentes à minoria
são “obrigados” a aceitar as
decisões e regras do grupo maioritário Psicologista de Gestalt (Estudo da percepção) Pioneiro na Psicologia Social (Autor de vários estudos sobre pressão social) Por: Manuel Cruz; Luís Azevedo; Luís Águas Psicologia Social U.T.A.D. Experiência do grupo A pressão social existe e é passível de ser
constatada? Existe pressão social / sujeito ingénuo segue
o grupo 5 comparsas + 1 sujeito
ingénuo
Voto secreto 5 comparsas
+ 1 sujeito ingénuo
Voto Público Interacção social com o sujeito ingénuo Julgamento
sobre
estímulos não ambíguos Grupo experimental 6 erros de julgamento em 12 possíveis Grupo
de Controlo 1 erro de julgamento em 12 possíveis Constata-se a existência de pressão social
O sujeito tende a seguir o grupo Essa influência não é extrema (o sujeito ingénuo cometeu mais erros, mas não nas respostas mais “óbvias”);

Distracção do sujeito ingénuo comprometeu as suas respostas;


Sujeito ingénuo questionou sempre as suas respostas, mesmo quando tinha a certeza de que estavam certas. Observações Entrevista “Sentiu-se pressionada ao responder?” Sim, um pouco. O (sujeito) ao meu lado esteve sempre a dizer «Acho que é esta. Acho que é aquela.» e depois o grupo também respondia da mesma maneira (…) pensava que eu tinha visto mal.” Sabia que algumas das suas respostas
estavam erradas?” Ficava sempre com a impressão que sim…
de que não era bem assim, mas eram 5 ou 6 contra a mim (…)
como lhe disse, pensei sempre que estivesse a ver mal.
Se não me tivesse dito, amanhã ia já ao médico (risos). Considera-se uma conformista?” “Até este momento, nem por isso. Mas se calhar até sou. Acho que não gosto de causar conflitos.” “Mesmo assim ainda acertou em algumas…” “Sim, acho que sim. Nas mais óbvias.
Devia ter percebido que era uma
jogada para me enganar!” Conformista comportamental
Cometeu mais do que 3 erros
Sabia que estava certo, mas não quis criar “conflitos” Perfil do sujeito ingénuo •Independentes “verdadeiros”:
–Cometem poucos erros
–Têm a certeza das suas respostas Exemplos de perfis •Conformistas a nível de julgamento
–Cometem vários erros
–Acreditam no grupo e não querem interferir •Conformistas perceptivos
–Cometem vários erros
–Não se apercebem da situação •Independentes “falsos”
–Cometem poucos erros
–Não têm a certeza das suas respostas •Dimensão do grupo
•Unanimidade do grupo
•Voto privado ou público
•Traços da personalidade •A influência social existe em maior ou menor grau;
•É difícil ficar indiferente ao que o “grupo” pensa;
•Sujeitos resistem ao isolamento e tentam integrar-se - - Experiência muito específica (decisões sobre linhas)

•Decisões tomadas não têm impacto na vida do sujeito

•Apenas foram realizadas duas experiências (2 sujeitos ingénuos);

–Uma maior amostra pode levar a outros resultados Críticas "Processo que ocorre quando numa relação assimétrica, quantitativa ou qualitativa, um sujeito ou um grupo adere ou se submete à norma de um outro sujeito ou grupo" Exemplo de pressão social Conformismo não é "mau" "Conformarmo-nos" com um grupo leva a uma aceitação social e a um sentimento de pertença e apoio essencial para uma vida social saudável Afecta todos os seres humanos (de todas as idades, etnias, género e credo) Conduzir do lado direito da estrada
é uma norma conformista útil e "boa" Pode ser considerado uma força perceptiva que previne gestos perigosos e danosos para a sociedade Embora seja um fenómeno mais associado à adolescência Pode prevenir episódios de bullying; crises de auto-estima; depressões, etc. = Progresso do modelo civilizacional do Homem
Full transcript